fbpx

Guia básico do ITA Matrix

Guias Tutoriais

Por Dymitri Leão

Querido leitor do Passageiro de Primeira: afivele o cinto porque hoje teremos o primeiro de uma série de posts técnicos, porém explicados da forma mais didática possível, buscando auxiliar você na compreensão das melhores práticas de uso de uma das mais sofisticadas e poderosas ferramentas existentes para a busca de voos: o ITA Matrix. Neste Guia básico do ITA Matrix nós iremos abordar: Origem do ITA Matrix – motivação e aspectos gerais, e também os Fundamentos do ITA Matrix – opções básicas de busca.

Antes de iniciarmos o nosso guia básico do ITA Matrix, é muito importante pontuar duas coisas:

  1. O ITA Matrix é uma ferramenta de busca de voos, e não de emissão de voos. Logo, qualquer voo que o ITA Matrix exibir deverá ser comprado por fora dessa ferramenta, quer seja diretamente com as cias aéreas envolvidas, quer seja com alguma agência de turismo. No próximo guia, que envolverá temas mais avançados, abordaremos a emissão dos voos encontrados com o ITA Matrix.
  2. Por ser uma ferramenta muito poderosa, alguns itinerários montados pelo ITA Matrix, especialmente os mais complexos, podem ser de difícil emissão até mesmo por um agente de viagens experiente. Dessa forma, no guia avançado do ITA Matrix iremos abordar mais em detalhes essas questões.

Siga os links do índice abaixo para navegar diretamente para algum tema de interesse, caso já tenha alguma experiência com o ITA Matrix. Caso contrário, sugerimos a leitura deste guia básico na sequência.

pular para…

  1. Origem do ITA Matrix – motivação e aspectos gerais
  2. Fundamentos do ITA Matrix – opções básicas de busca
    2.1 Inserindo dados para as buscas
    2.2 Recurso Nearby
    2.3 Seleção de datas
    2.4 Passageiros, tipo de cabine e paradas
    2.5 Mudança de aeroporto, moeda e cidade de venda
    2.6 Resultado do exemplo
  3. Vale a pena usar o ITA Matrix?

Origem do ITA Matrix – motivação e aspectos gerais

Assim como vários Aviation Geeks espalhados pelo mundo, nós do Passageiro de Primeira, ao longo dos anos, perdemos a conta do número de horas que já passamos “brincando” com o ITA Matrix. Trata-se de uma ferramenta computacional muito poderosa para a busca de voos e montagem de itinerários, originalmente desenvolvida por cientistas de computação do MIT (Massachusetts Institute of Technology), um dos institutos tecnológicos mais respeitados do mundo. Esses cientistas de computação do MIT haviam criado uma empresa chamada ITA Software, que desenvolveu o ITA Matrix na década de 90. Em 01/07/2010 houve o acordo de compra da ITA Software pelo Google, atual proprietário da ferramenta ITA Matrix.

Conforme pode ser encontrado nesse artigo da Wikipedia (em inglês), o primeiro produto da ITA Software foi um sistema de busca de preços de passagens aéreas chamado QPX. Este sistema foi e ainda é utilizado por algumas agências de viagens como CheapTickets, Kayak e Orbitz, além de cias aéreas como Alitalia, American Airlines, ANA, Delta Air Lines, United Airlines, dentre outras. A ITA Software, agora uma divisão do Google, também hospeda o seu próprio site de busca de passagens aéreas baseado no QPX, que é exatamente o foco deste guia: o ITA Matrix.

Apesar da aquisição do ITA Matrix pelo Google, a ferramenta original foi mantida nesse endereço web. Comparando o ITA Matrix com o Google Flights, contudo, podemos dizer sem sombra de dúvidas que o ITA Matrix parece o Google Flights na sua melhor versão Aviation Geek, incrementada, mais potente, e por que? Oras, é como se o ITA Matrix tivesse sido desenvolvido especificamente para aficcionados por aviação como nós, que não medem esforços para garantir um tipo de aeronave específico, reservar a conexão mais apertada possível para maximizar um determinado roteiro, ou até mesmo ganhar o máximo de milhas qualificáveis nos mais diversos programas de fidelidade existentes.

Apesar do seu poder, o ITA Matrix não é conhecido por ser uma ferramenta das mais amigáveis. Pensando nisso, o Passageiro de Primeira inicia junto com você, caro leitor, uma jornada para explorar o funcionamento interno dessa que é uma das ferramentas de pesquisa de voos mais poderosas que existe.


Fundamentos do ITA Matrix – opções básicas de busca

O ITA Matrix, acessível através do endereço web matrix.itasoftware.com, apresenta na página inicial uma ferramenta de busca aparentemente simples e direta, conforme ilustra a imagem abaixo. Entretanto, não se engane com a aparente simplicidade.

ita matrix

Conforme exibido na imagem acima, nas abas superiores há 3 opções: voos de ida e volta (Round trip), só ida (One-way) ou múltiplos destinos (Multi-city). Ao longo deste guia básico, nosso foco serão os voos só de ida ou de ida e volta. Já as pesquisas envolvendo múltiplos destinos serão tema de um guia complementar a este, por se tratar de tema mais avançado e que foge do escopo deste guia básico.

Inserindo dados para as buscas

Vamos começar inserindo os aeroportos de origem (Departing from) e destino (Destination). No ITA Matrix você poderá inserir o código IATA dos aeroportos ou o nome da cidade. Veja por exemplo que ao digitar “rio de janeiro” (você pode digitar tudo em letras minúsculas, por amor à simplicidade), o ITA Matrix já identifica as 3 opções possíveis: Rio de Janeiro – Todos os aeroportos (All airports), Aeroporto do Galeão (código IATA: GIG) e Aeroporto Santos Dumont (código IATA: SDU).

ita matrix

Apesar da possibilidade de pesquisar por nomes de cidades, recomendamos que você utilize sempre que possível a pesquisa utilizando os códigos IATA dos aeroportos, e por que? Simples: as pesquisas se tornarão mais precisas, e conforme as buscas forem ficando mais avançadas, isso fará diferença. Se você não sabe o código IATA de algum aeroporto, basta uma rápida pesquisa no Google com o termo “código IATA aeroporto nome da cidade” ou, se preferir e dominar o idioma inglês, poderá acessar esse banco de dados da Wikipedia em inglês: List of airports by IATA and ICAO code.

Recurso Nearby

O primeiro recurso digno de nota no ITA Matrix é o link “Proximidades (Nearby)”, que identifica e classifica os aeroportos próximos àquele que você inseriu no campo de busca. Veja por exemplo que após ter inserido como aeroporto de origem o código IATA “GIG” (digitar sem as aspas), já é identificado o aeroporto do Galeão. Ao clicar em “Nearby” e selecionar a distância no campo “Within“, são exibidos todos os aeroportos que estão exatamente distantes do aeroporto de origem até o valor selecionado. Por exemplo, ao selecionar “200 miles (milhas)”, e sabendo que 1 milha equivale a aproximadamente 1,609 Km, serão exibidos todos os aeroportos que estão até 321,8 Km (1,609 x 200) distantes do aeroporto do Galeão, com seus respectivos códigos IATA: SDU, CFB, IZA, CAW, VAG, SJK.

ita matrix

Suponha que você tenha escolhido como aeroporto opcional de origem o aeroporto Santos Dumont (código IATA: SDU), que está a 12,87 Km (1,609 x 8) de distância do aeroporto do Galeão. Ao selecionarmos SDU como origem alternativa, o ITA Matrix já preenche os dois códigos IATA juntos na origem, separados por uma vírgula.

ita matrix

ita matrix

Já percebeu o padrão? Você pode selecionar quantos aeroportos você quiser como origem, sempre separando os códigos IATA por uma vírgula.

Analogamente, podemos utilizar o recurso “Nearby” após inserir um aeroporto de destino no respectivo campo de busca. Dessa forma, você estará informando destinos alternativos para que o ITA Matrix tente montar os melhores itinerários possíveis, ao realizar todas as combinações entre as origens e destinos inseridos nos campos de busca. As imagens abaixo ilustram o que acabamos de comentar caso selecionemos como destino principal o aeroporto de Fortaleza (código IATA: FOR), e como destino alternativo, em até 482,7 Km (1,609 x 300 milhas) de distância de FOR, o aeroporto de Natal (código IATA: NAT).

ita matrix

ita matrix

Novamente perguntamos: já percebeu o padrão? Você também pode selecionar quantos aeroportos você quiser como destino, sempre separando os códigos IATA por uma vírgula.

Podemos então afirmar que esse recurso “Nearby” é muito útil especialmente quando você possui uma flexibilidade limitada para deslocamentos e não tem ideias para escolher aeroportos alternativos de origem/destino com um limite máximo de distância tolerável por você (sair de um aeroporto diferente do planejado ou chegar a um aeroporto diferente do pretendido). Ao mostrar o leque de opções para origem/destino filtrados por distância, eventualmente isso poderá inclusive inspirar a realização de uma determinada viagem inicialmente não vislumbrada.

Além disso, encontrar opções de voos mais curtos pode significar gastar menos dinheiro, e ter flexibilidade na origem/destino pode proporcionar combinações de aeroportos não incialmente planejadas mas que otimizem as compras.

Seleção de datas

Ao selecionar as datas para as suas buscas, você poderá escolher entre “Pesquisar datas exatas (Search exact dates)” ou “Ver calendário das tarifas mais baixas (See calendar of lowest fares)”.

A primeira opção permite a você especificar datas exatas para as suas buscas, mas também permite que você expanda essa seleção de data para o “Dia anterior (Or day before), Dia seguinte (Or day after), +- 1 dia (Plus/minus 1 day) ou +- 2 dias (Plus/minus 2 days) através do menu suspenso à direita (semelhante à função de seleção flexível de datas do ExpertFlyer – veja aqui o nosso Guia Básico do ExpertFlyer).  A imagem abaixo ilustra essas opções.

ita matrix

Você também pode filtrar as buscas pelo horário da sua preferência para o voo de partida, clicando no link “Períodos preferidos (Preferred times)”:

  • Manhã cedo: antes das 08:00 (Early Morning: before 08:00);
  • Manhã: 08:00 – 11:00 (Morning: 08:00 – 11:00);
  • Meio dia: 11:00 – 14:00 (Midday: 11:00 – 2:00);
  • Tarde: 14:00 – 17:00 (Afternoon: 2:00 – 5:00);
  • Entardecer: 17:00 – 21:00 (Evening: 5:00 – 9:00);
  • Noite: após às 21:00 (Night: after 9:00).

ita matrix

ita matrix

É válido ressaltar que caso a opção do calendário seja escolhida, ao selecionar uma data você deve ter em mente que as buscas sempre serão feitas para um mês inteiro (“and a month later“), começando na data inicialmente selecionada. O ITA Matrix retornará então como resultados os valores dos voos para um mês inteiro, o que é uma “mão na roda”! Veja abaixo como selecionar a data de início. Lembre-se de que no padrão dos Estados Unidos, a data é escrita na forma “mês-dia-ano”, então 1º de fevereiro de 2021 para nós é escrito como 01/02/21, mas para o ITA Matrix será escrito como 02/01/21. Para que você não se confunda, sugerimos que você selecione a data diretamente no calendário que será exibido, ao invés de digitar a data conforme explicado acima.

ita matrix

ita matrix

Se você estiver buscando por voos de ida e volta, poderá escolher inclusive a duração da sua estadia em número de noites, seja ele um número fixo ou um intervalo. Como sempre, o ITA Matrix irá então buscar as tarifas mais baratas realizando todas as combinações possíveis respeitando os critérios de datas que você selecionar.

Suponha que na continuação do nosso exemplo, nós queremos agora buscar voos de ida e volta, com origem inicial em GIG ou SDU, além de destino inicial em FOR ou NAT. Também queremos apenas voos que decolem à tarde (14:00 – 17:00), e cuja duração da estadia seja de 5 a 7 noites. Por fim, queremos que o ITA Matrix busque voos que atendam às condições anteriores apenas a partir de 1º de fevereiro de 2021 e até 1 mês à frente, que é o padrão do ITA Matrix.

O preenchimento de todas essas informações deve ser feita no ITA Matrix de acordo com tudo que já explicamos anteriormente, de modo que a tela ficará preenchida conforme ilustrado abaixo.

ita matrix

Passageiros, tipo de cabine e paradas

No ITA Matrix, você pode especificar a quantidade de passageiros (incluindo se há bebês, crianças maiores de 2 anos, etc…), tipo de cabine (econômica, executiva, etc…) e quantas paradas você deseja fazer na sua viagem. A configuração das “Paradas (Stops)” permite que você defina um limite para o número de conexões desejadas, enquanto as “Paradas extras (Extra stops)” permitem que você especifique com quantas paradas além do número mínimo possível você ainda se sentiria confortável em voar.

Veja a seguir a continuação do nosso exemplo, no qual agora selecionamos que queremos buscar voos para 2 adultos e 1 bebê com menos de 2 anos e que irá no colo (“Infants in lap: under 2″), fazendo no máximo 2 conexões (Up to 2 stops) ao voar em classe econômica premium (Premium Economy). Além disso, queremos que sejam buscados voos com no máximo 1 parada extra (Up to 1 extra stop). A imagem abaixo ilustra como devem ser preenchidos os campos de busca de forma a respeitar os nossos requisitos para as buscas.

ita matrix

Mudança de aeroporto, moeda e cidade de venda

Chegando ao final da tela de busca, você pode selecionar se deseja ou não “Permitir alterações nos aeroportos (Allow airport changes)” ao longo da rota (como por exemplo voar para o aeroporto Charles de Gaulle (código IATA: CDG) em Paris mas continuar a rota saindo pelo aeroporto de Paris-Orly (código IATA: ORY), localizado em Orly), se isso resultar em uma tarifa mais barata, além de selecionar a sua “Moeda (Currency)” desejada para pagar os voos (por exemplo reais – BRL ou dólares dos Estados Unidos – USD), e a “Cidade de vendas (Sales City)” da tarifa. Esse último campo é muito importante e interessante pelo seguinte motivo: as tarifas aéreas e/ou a disponibilidade das tarifas podem frequentemente variar dependendo da cidade onde o voo é comprado. Logo, se você deixar por exemplo em branco os campos “Moeda (Currency)” e “Cidade de vendas (Sales city)”, serão adotados como padrão a cidade de origem do voo e a sua respectiva moeda. Entretanto, você pode encontrar diferenças enormes se for comprar uma passagem aérea no Brasil e não selecionar nada (assumindo o real – BRL como moeda padrão, além da cidade de origem como cidade de vendas) ou selecionando o dólar dos Estados Unidos como moeda e uma cidade dos Estados Unidos como cidade de vendas, por exemplo Miami.

Obviamente, o campo “Only show flights and prices with available seats” deve estar sempre selecionado, pois dessa forma o ITA Matrix somente retornará resultados que efetivamente podem ser encontrados, com assentos disponíveis.

Veja abaixo como ficou então a tela com o nosso exemplo completo, em duas variações.

Exemplo omitindo a cidade de venda e a moeda

ita matrix

Exemplo selecionando a cidade de venda como Miami e a moeda como dólar dos Estados Unidos – USD

Vejamos os resultados encontrados pelo ITA Matrix em cada uma das buscas, após pressionar o botão “Buscar (Search)”.

Resultado omitindo a cidade de venda e a moeda

Resultado selecionando a cidade de venda como Miami e a moeda como dólar dos Estados Unidos – USD

Veja que os resultados apresentados foram levemente diferentes. Considerando o câmbio de US$1 = R$5,21 na data e horário de escrita deste post, observamos o seguinte:

  • Em reais, as datas com preço mais baixo por passageiro foram encontradas nos dias 22, 23, 24 e 27 de fevereiro de 2021, ao custo de R$880,00 ou US$168,91 (R$880,00 / 5,21).
  • Em dólares dos Estados Unidos, as datas com preço mais baixo por passageiro foram encontradas nos dias 03, 07, 19, 22, 23, 24, 25, 26 e 27 de fevereiro de 2021, além de 1º de março de 2021, ao custo de US$191,00 ou R$995,11 (US$191,00 x 5,21).

Obs: nas conversões acima, não foi incluído o valor do IOF de 6,38% para uso de cartões brasileiros no exterior. Alguns dos nossos leitores possuem contas e/ou cartões nos Estados Unidos, podendo comprar em dólares sem a incidência dessa alíquota de IOF mencionada. Contudo, se esse não for o seu caso, deve ser acrescentado o IOF nos cálculos. Além disso, o dólar cobrado pelo seu cartão não será o dólar comercial na imensa maioria dos casos, mas sim um valor maior por adicionar uma taxa percentual chamada de spread, que pode ser baixo (1%) até moderado/alto (4% ou mais). Nesse caso, desconsiderando o spread (não temos como saber qual será o valor cobrado pelo seu cartão), o valor de US$191,00 irá subir de R$995,11 para R$1.058,60 (R$995,11 + 6,38% x R$995,11).

Logo, feita a ressalva acima, vemos que em alguns dias a compra em dólares apresenta menor valor do que a compra em reais, e vice-versa. Esse exercício de simular ambas as opções deve ser feito sempre, de modo a otimizar ainda mais as buscas pelos menores preços! Além disso, você pode mudar a cidade de vendas para outra de seu interesse, por exemplo Nova Iorque (New York) e verificar se eventualmente os valores serão diferentes em dólares, por exemplo.

Resultado do exemplo no ITA Matrix

Ao mantermos o mouse sobre uma data em particular, por exemplo o de 27 de fevereiro de 2021, é exibido que o melhor preço (R$880,00) será encontrado para uma passagem de ida e volta iniciando em 27/02/21 e com duração de 6 noites, conforme ilustrado a seguir.

Ao clicarmos nessa opção de 6 noites (6 nights), iremos finalmente obter o detalhamento dos voos encontrados pelo ITA Matrix, respeitando todas os requisitos que determinamos para esse exemplo, e não foram poucos!

Uma vez de posse dos resultados, você deverá acessar o site da cia aérea envolvida e verificar se a tarifa disponível será a mesma, ou se preferir você pode emitir a passagem através de alguma agência de viagens, inclusive as virtuais, tais com Decolar.com, Viajanet, dentre outras. Tenha em mente de que os valores encontrados podem ser diferentes do exibido no ITA Matrix por razões diversas, motivo pelo qual iremos abordar essa questão de emissões dos voos indicados pelo ITA Matrix no nosso próximo guia. Aguardem!


Vale a pena usar o ITA Matrix?

Ao final deste guia básico sobre o ITA Matrix, nós do Passageiro de Primeira esperamos que você tenha se familiarizado com essa que é, sem dúvidas, uma das ferramentas mais interessantes, sofisticadas e poderosas que existem para a busca de voos com tarifas pagantes, portanto, vale a pena sim utilizá-la. Perceba que se você deseja fazer emissões com milhas aéreas, a ferramenta adequada para você é na verdade o ExpertFlyer.

Partiremos agora para a confecção do próximo guia, que será mais avançado e riquíssimo em detalhes para que você possa dominar o ITA Matrix!

Enquanto o guia avançado do ITA Matrix não é publicado, sugerimos a leitura do nosso Guia básico do ExpertFlyer, que apresenta essa outra fantástica ferramenta indispensável para todos nós Aviation Geeks!

Você já conhecia o ITA Matrix e já utilizava essa ferramenta ou tudo que apresentamos hoje foi inédito para você?

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.