fbpx

Maldivas planejam oferecer vacina contra a COVID-19 para turistas

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

O Ministro do Turismo das Maldivas, Abdulla Mausoom, afirmou à imprensa que o país planeja vacinar todos os seus turistas, como parte de uma iniciativa para retomar o fluxo turístico no país. As informações foram divulgadas pelo site CNBC.

maldivas vacina covid-19

Atualmente, para adentrar às Maldivas é necessário apresentar um teste negativo para COVID-19 e um comprovante de reserva de hospedagem. Apesar da notícia impactante, ainda não há um cronograma para a vacinação dos turistas. A prioridade do Governo das Maldivas é garantir que toda a população local receba as duas doses da vacina, antes de expandir a vacinação para a população externa.

Até o momento, cerca de 53% dos cerca de 530.000 residentes do país insular receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19, de acordo com o rastreador de vacinação da Reuters. Cerca de 90% da equipe de turismo da linha de frente recebeu a primeira dose da vacina contra a COVID-19.

Abdulla Mausoom não declarou se os turistas pagariam por suas vacinas, mas disse que o abastecimento não seria um problema. Segundo ele, as Maldivas receberam doações de vacinas contra a COVID-19 da Índia, China e do consórcio internacional Covax Facility. O país também encomendou suprimentos adicionais de Singapura, informou o ministro.

Não acho que o abastecimento seja um problema nas Maldivas porque nossa população é relativamente pequena”, disse Mausoom. “A cota que recebemos de várias organizações e nações amigas também vai ajudar.”, completou.

As Maldivas são conhecidas por suas praias tropicais e águas cristalinas, dependendo fortemente da sua indústria de turismo. Cerca de 67% do Produto Interno Bruto (PIB) das Maldivas é direta e indiretamente ligado ao setor de turismo.

Mausoom disse que a iniciativa de vacinar os turistas contra a COVID-19 faz parte de uma estratégia necessária para ajudar o país a alcançar sua meta de 1,5 milhão de de turistas e 10 milhões de pernoites neste ano.

“Quando atingirmos a meta deste ano, ainda teremos um déficit do que o país precisa”, disse ele. “Mas, ainda assim, isso é muito melhor do que antecipávamos no final de 2020.”, informou o ministro.

Neste ano, as Maldivas já receberam aproximadamente 350.000 turistas, principalmente oriundo da Índia, país vizinho. Os hóspedes estão, cada vez mais, reservando estadias longas, inclusive para trabalho remoto. Mausoom disse estar esperançoso de que isso continue, o que criaria a oportunidade dos turistas receberem a primeira e a segunda doses da vacina contra a COVID-19.

Em paralelo, turistas que chegarem às Maldivas já tendo recebido a segunda dose da vacina contra a COVID-19 não precisarão apresentar um teste PCR negativo, desde que a segunda dose da vacina tenha sido administrada 14 dias ou mais antes da data de chegada ao país.

Com cada vez mais opções de voos para as Maldivas, essa pode ser uma oportunidade para alguns turistas curtirem férias prolongadas nas Maldivas e já se vacinarem. Veja por exemplo esse postBoa oportunidade para uso de Avios! Iberia vai voar para as Maldivas durante o verão europeu.

O que você achou dessa iniciativa das Maldivas? Será que isso irá virar tendência em outros destinos turísticos mundo afora?


Agradecemos a dica no nosso leitor Vitor

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.