fbpx

Para que servem os veículos que você vê pelos aeroportos?

Aeroportos Notícias

Por Rafael Castro

Com certeza você já reparou que, enquanto embarcamos e a aeronave está sendo preparada para o nosso voo, existem vários tipos de veículos que ficam circulando pelo aeroporto. Alguns deles, inclusive, ficam bem próximos ou até mesmo acoplados às aeronaves. Eu costumo dizer que acontece um verdadeiro balé em volta dos aviões, com uma série de veículos indo e vindo, cada um com a sua função. Pois bem, em um ambiente que possibilita voar, você sabe para que alguns desses veículos terrestres dos aeroportos servem?

veículos aeroportos


Caminhões de Catering

Os caminhões de catering, basicamente, servem para abastecer a aeronave com todo tipo de amenidades que serão utilizadas a bordo. Muita gente acha que esses veículos trazem somente as refeições já distribuídas nos trolleys (carrinhos), mas eles também podem trazer outros itens como amenity kits, travesseiros, mantas etc.

veículos aeroportos

Esses caminhões possuem equipamentos que controlam a temperatura em seu interior, para garantir que os alimentos sejam mantidos na temperatura adequada para o transporte. Os veículos podem ter vários tamanhos e, sobretudo, podem ser levantados às mais variadas alturas para atender ao maior número possível de aeronaves, podendo chegar a até 8,30 metros para ser acoplado a uma porta no deck superior de um A380, por exemplo.

Uma vez que a plataforma esteja nivelada com a cabine, todo o material do voo anterior é retirado e o material que será utilizado no próximo voo é carregado na galley (cozinha) da aeronave. Na maioria das vezes, você vai ver os caminhões de catering utilizando as portas traseiras das aeronaves, isso porque as galleys principais dos aviões costumam ficar na parte traseira, logo após a última seção da classe econômica. Em aeronaves maiores, com classes executiva e/ou primeira classe, é comum vermos os caminhões na porta dianteira à direita também, para abastecer a galley dessa(s) classe(s).


Veículos Follow Me

Recentemente fiz um post lá no Instagram do Papo de Aeroporto sobre esses veículos e descrevi também as suas utilidades:

 

Ver essa foto no Instagram

 

🎶 I, I follow, I follow you… 🎵 . Quem já passeou por um aeroporto grande provavelmente já viu um carro amarelo escrito FOLLOW ME! . Os chamados “Follow Me Vehicles” podem ter várias utilidades a depender de cada aeroporto, mas as mais comuns são guiar o piloto até o local de parada da aeronave em um aeroporto onde ele não é familiar e/ou guiar o piloto em condições de baixa visibilidade. . No caso dessa foto, o Follow Me estava guiando o ônibus no qual estávamos para fazer o tour pelo @riogaleao, garantindo que a gente se movimentasse com segurança pelo lado-ar do aeroporto. . Ah! No fundo da foto tem um Dreamliner lindíssimo da United! Bons tempos em que ele visitava o Rio! . Alguém já viu um Follow Me por aí????

Uma publicação compartilhada por Rafael | Papo de Aeroporto (@papodeaeroporto) em

Esses veículos são sempre pintados com cores chamativas para chamar a atenção dos pilotos. Nenhum, porém, chama mais atenção do que a Lamborghini Huracan utilizada no Aeroporto Internacional Guglielmo Marconi-Bologna, na Itália. O veículo foi um presente da fabricante, baseada nas proximidades do aeroporto. Se eu fosse piloto, eu sempre estaria “perdido” nesse aeroporto!


Tratores de Push-Back

Apesar de muitas pessoas acharem que não, é possível sim que um avião “engate a marcha ré”. Contudo, isso acontece somente em casos excepcionais por conta de alguns problemas técnicos como esses:

  1. O avião teria que usar o reverso do motor (utilizado no momento do pouso para diminuir a velocidade), o que faria que qualquer objeto que estivesse no entorno da aeronave, fosse sugado para dentro do motor. Acho que causaria algum dano, não é?
  2. Quando o avião está no portão de embarque, há uma série de pessoas, carros, equipamentos e o próprio edifício do terminal em volta. O uso do reverso ia fazer tudo isso sair voando por conta da grande quantidade de ar sendo jogada para o avião se mover para trás. O próprio terminal em si, poderia ser seriamente danificado.
  3. Seria necessária uma grande quantidade de combustível para isso acontecer.
  4. Avião comercial não tem retrovisor, então seria bem difícil para o piloto saber o que está atrás dele.

Por isso tudo os tratores de push-back são tão importantes. Vale lembrar que o push-back é o processo que visa colocar o avião em uma posição de onde ela consiga sair sozinho, por seus próprios meios. O design rebaixado dos tratores permite que eles fiquem abaixo do nariz do avião e, por meio de uma barra de reboque engatada no trem de pouso, empurre a aeronave para trás. Eles também conseguem puxar os aviões para frente, o que é utilizado em alguns (poucos) aeroportos que rebocam os aviões até um lugar mais próximo da pista, visando menor consumo de combustível.

Pushback aeroporto tradicional

Push-back tradicional com trator utilizando barra de reboque.

Há ainda os tratores de push-back mais modernos que já não utilizam as barras de reboque. Nesse caso, eles levantam o trem de pouso do nariz do avião e o empurram para trás ou o puxam para frente:

Pushback aeroporto

Push-back por trator que não utiliza barra de reboque sendo utilizado no Aeroporto de Frankfurt. Imagem: Jan Rosolino / Unsplash.

O grande segredo para que esses pequenos tratores consigam empurrar ou puxar aeronaves pesando centenas de toneladas não está exatamente na potência, mas sim no torque do motor que precisa ser muito alto.


Veículos de Degelo (De-icing)

Esses não são vistos aqui pelo Brasil, até porque dificilmente teremos em algum aeroporto brasileiro temperaturas tão baixas a ponto de ser necessário fazer o degelo de determinados pontos das aeronaves antes de voarem. É extremamente importante que se retire todo o gelo e a neve da aeronave antes que ela tente decolar.

Nesse procedimento são utilizados dois tipos de fluidos: o primeiro é um fluido aquecido para remover a neve e o gelo da aeronave; o segundo funciona como um selante, que cria uma barreira entre as superfícies da aeronave e qualquer tipo de precipitação contínua como neve ou chuva congelante.

Veículo de De-icing

Veículos de De-icing utilizados pela Air Canada.

Os caminhões mais modernos utilizados atualmente permitem dirigir e descongelar ao mesmo tempo, sendo muito mais eficientes para a aplicação dos fluidos na aeronave, diminuindo o tempo que o avião permanece no local específico para o processo de de-icing e deixando-o pronto para voar muito mais rápido. Vale lembrar que isso acontece já com os passageiros a bordo, então é possível que muitos de vocês já tenham tido essa experiência em algum lugar do mundo.


Escadas (Airstairs)

As escadas que dão acesso à aeronave são clássicas, porém cada vez menos utilizadas. Isso por conta do uso das pontes de embarque, na maioria dos casos. Mas, sabemos também que o embarque ou o desembarque em posições remotas (onde não há pontes de embarque) também são uma realidade em muitos aeroportos, inclusive nos de grande porte. Então, é bem comum que a gente se depare com elas por aí. Elas podem estar conectadas a tratores que as rebocam até o local desejado ou também fazerem parte de um veículo motorizado específico, as chamadas self-propelled airstairs:

Escada avião aeroporto

Imagem: Markus Winkler / Unsplash.

Vale lembrar que as escadas também estão perdendo espaço para as rampas, por conta da acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.


Ônibus de Embarque e Desembarque Remoto

Esse é aquele famoso ônibus que a gente está acostumado a usar ao embarcar ou desembarcar de um voo, cuja aeronave foi estacionada em uma posição remota, ou seja, distante do prédio principal do terminal e sem o acesso às pontes de embarque. Muita gente tem verdadeiro pavor desses ônibus, mas nós, avgeeks, costumamos gostar bastante porque é uma ótima oportunidade para darmos uma volta pelo pátio do aeroporto, avistar as aeronaves chegando e saindo e até aproveitar para tirar algumas fotos.

Embarque Remoto.

Embarque remoto com a utilização de ônibus. Imagem: Volvo Buses.


Esteira de Bagagem – Conveyor

Esses veículos auxiliam no carregamento de bagagens e cargas em aeronaves de médio porte. O equipamento é balizado até a aeronave e as bagagens e cargas são colocadas na esteira que as levam até o porão do avião. As esteiras podem ser colocadas em alturas variadas, a depender da aeronave que está sendo carregada. Assim, o pessoal que trabalha ali não precisam levantar o peso desses objetos e o uso do equipamento diminui também o risco de danificação das bagagens, principalmente. Teoricamente, nesse caso, a pessoa não precisa “jogar a mala” para dentro do avião – mas a gente sabe quem nem sempre é o que acontece, não é mesmo? Até porque tem cenas por aí do pessoal jogando as malas na própria esteira.

Conveyor Aeronave Aeroporto

Imagem: Virgin Atlantic.


Container Loader

Nas aeronaves de grande porte, tanto a carga quanto as bagagens são organizadas em containers ou em paletes que são cuidadosamente organizados no porão da aeronave, de modo a equilibrar o seu peso. Esses containers ou paletes são transportados do chão até o porão com a utilização desse equipamento chamado de Container Loader.  Esses veículos normalmente têm duas plataformas móveis independentes que podem elevar paletes de tamanho padrão para que fiquem no nível do porão. A carga pode então ser transportada para a aeronave com a ajuda de conjuntos de rodas embutidos.

Container loader

Boeing 747-400 da JAL sendo descarregado com o uso de um Container Loader.


Veículos de Reabastecimento

Esse talvez seja um dos veículos mais importantes que a gente vê em um aeroporto, afinal de contas não dá para voar sem combustível. Em linhas gerais, existem dois tipos de veículos utilizados na função de reabastecimento das aeronaves:

  • Os caminhões-tanque semelhantes aos que abastecem os postos de gasolina.
Caminhão de reabastecimento

Caminhão-tanque reabastecendo aeronave.

  • Os veículos hidrantes, que não possuem tanques próprios e, em vez disso, bombeiam combustível a partir de tubulações no solo direto para a aeronave através de um sistema de mangueiras.
veículos aeroportos

Veículo reabastecendo aeronave por meio de hidrantes.


Caminhão Especial de Serviço de Banheiro – Toilet Service Vehicles

Bom, esses veículos a gente não vai querer chegar muito perto. Eles são utilizados para retirar o número 1 e o número 2 dos tanques de resíduos das aeronaves. Mas esse processo todo, a equipe do PP já me fez o favor de contar nesse post aqui: para onde vai o “número 2” que você faz no avião?

veículos aeroportos


Eu sei que há vários outros tipos de veículos transitando pelos aeroportos, mas acredito que esses sejam os principais e aqueles que mais notamos enquanto estamos viajando. Espero que tenha gostado de conhecer um pouco mais sobre essa variedade de veículos terrestres que, ironicamente, são de relevância extrema para que as operações aéreas possam acontecer de forma segura e confortável para nós e para as empresas aéreas.

Para mais curiosidades como essa, não deixe de seguir o Papo de Aeroporto no Instagram:

Papo de Aeroporto

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.