fbpx

Por que pagar por aproximação está se tornando o método preferido entre os brasileiros?

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

De acordo com uma pesquisa da Mastercard, o pagamento por aproximação é um dos métodos mais utilizados pelos brasileiros atualmente. Segundo o estudo, 69% dos brasileiros entrevistados afirmaram que a COVID-19 os incentivaram a usar esta forma de pagamento. O estudo foi feito através de entrevistas online com 17 mil consumidores de 19 países, entre os dias 10 e 20 de abril. Na América Latina, foram dois mil entrevistados, sendo 500 brasileiros

O número expressivo se dá, principalmente, pelo fato de que sete entre dez latino-americanos estão preocupados com os impactos do uso do dinheiro em sua saúde, diminuindo assim a sua utilização. No Brasil, 14% dos entrevistados deixaram de utilizar dinheiro durante a pandemia, enquanto 63% diminuíram significativamente o seu uso.

No comparativo com o dinheiro, 88% dos brasileiros acreditam que os pagamentos por aproximação são mais convenientes do que pagar da forma tradicional, enquanto 82% acreditam que essa forma de pagamento é mais rápida e 78% consideram que ela é mais segura. Os entrevistados concordam fortemente que pagamentos por aproximação são uma forma mais “limpa” de realizar transações. Conforme publicamos recentemente, além do pagamento por aproximação, alguns pedágios também passaram a aceitar pagamentos via cartões – como forma de evitar o contato pelo dinheiro.

Para o Presidente da Mastercard Brasil e Cone Sul, a tecnologia NFC garante um meio prático e seguro de finalizar as compras, não só no atual cenário. “A partir do momento que o consumidor utiliza o pagamento por aproximação pela primeira vez, ele passa a incluir este comportamento em seu dia a dia e essas transações acabam fazendo parte da sua rotina, tanto pela agilidade que este tipo de pagamento oferece, quanto pela segurança. Neste momento de pandemia, o conhecimento sobre pagamentos por aproximação cresceu para 85% dos entrevistados, e no pós-pandemia a tendência aponta para uma maior aceleração dessa forma de pagamento no Brasil”, afirma João Pedro Paro Neto.

Com o mundo caminhando para uma realidade de pagamentos cada vez mais seguros e convenientes, impulsionados pela COVID-19, 31% dos brasileiros entrevistados que não eram adeptos da tecnologia, passaram a considerá-la em sua nova rotina. Além disso, 75% dos brasileiros disseram que continuarão utilizando pagamentos por aproximação mesmo após o final da pandemia.

A mudança não é significativa apenas para o cliente, mas também ao estabelecimento, visto que 69% afirmaram preferir fazer compras em lojas que ofereçam a opção de pagar por aproximação, enquanto 61% disseram que o pagamento por aproximação agora é sua forma favorita de pagar.


Iniciativas da Mastercard contra o avanço da COVID-19

  • Recentemente, a Mastercard anunciou uma parceria com a Fundação Bill e Melinda Gates e a Wellcome Trust para acelerar o desenvolvimento e o acesso ao tratamento para a COVID-19. Juntas, as empresas disponibilizarão até US$ 125 milhões em financiamento para agilizar a identificação, avaliação, desenvolvimento e a escala dos tratamentos. Além disso, os funcionários da Mastercard se engajaram no programa de doações para ajudar comunidades em todo o mundo.
  • No último mês, a companhia anunciou que está liderando esforços regionais, na América Latina e Caribe, para ampliar os limites de pagamento por aproximação na região. Isso possibilitará que os portadores de cartões utilizem a tecnologia em compras de valor mais alto em vez de serem limitados a um valor predefinido baixo.
  • Para ajudar as organizações de saúde a proteger seu ambiente durante a crise, a RiskRecon, uma empresa Mastercard, anunciou parceria com o Health Information Sharing and Analysis Center (Centro de Análise e Compartilhamento de Informações sobre Saúde – H-ISAC), na qual os seus membros e organizações de saúde em todo o mundo poderão receber avaliações gratuitas de classificação sobre sua segurança cibernética até 31 de dezembro de 2020.
  • Este mês, a empresa anunciou uma parceria inédita com o chef Alex Atala para oferecer em seus canais digitais uma série de conteúdos gratuitos que estimulam as pessoas a adotarem novos hábitos, além de auxiliá-las a enfrentar os desafios impostos pelas mudanças pelas quais a sociedade está passando. A iniciativa faz parte da campanha “Crie novos hábitos, comece o que não tem preço”.
  • A Mastecard aderiu ao movimento #naodemita, comprometendo-se a manter 100% da sua força de trabalho no País, apesar dos reflexos da pandemia na economia.

Sobre as formas de pagar por aproximação mais utilizadas durante a pandemia, 72% dos brasileiros indicaram usar o cartão físico e 49% utilizam o smartphone por meio de carteiras digitais. Sobre os locais em que os pagamentos por aproximação foram mais utilizados desde o início da pandemia no Brasil, supermercados, mercados e mercearias lideram com 79%, seguido por farmácias (67%) e fast foods ou restaurantes (35%).

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.