fbpx

Suíça dificulta turismo de brasileiros no país

Notícias

Por Lorenzo Firmino

O Escritório de Turismo da Suíça no Brasil (Switzerland Tourism Brazil) divulgou, por meio de nota, que o Conselho Federal Suíço alterou regras de circulação de pessoas que dificultam o turismo de brasileiros no país. Segundo informado, a partir da próxima segunda-feira (13), só poderá entrar em restaurantes, museus e espaços fechados (exceto lojas e transporte público) quem tiver um certificado de vacinação para a COVID-19 emitido pela Suíça ou por países da UE. A medida é válida até 24 de janeiro de 2022.

Nada muda quanto a entrada de brasileiros vacinados no país. Porém, aqueles com intenção de frequentar espaços fechados, deverão apresentar um resultado negativo para a COVID-19 feito a partir de um teste antígeno ou RT-PCR. O teste antígeno é válido por 48h e o PCR por 72h – em outras palavras, será necessário repeti-los inúmeras vezes para cobrir o período de uma viagem. Cada teste custa algo entre R$340 e R$870.


Nota do Escritório de Turismo da Suíça no Brasil

Veja abaixo a nota do Escritório de Turismo da Suíça no Brasil na íntegra:

“Hoje, 08 de setembro de 2021, o Conselho Federal Suíço comunicou novas regras para circulação no país que terão consequências dramáticas para todos os passageiros não europeus.

A partir da próxima segunda-feira, 13 de setembro de 2021, a ida a um restaurante, museu ou qualquer outra atividade interna (exceto compras ou transporte público) só será permitida para os titulares de um certificado Covid-19 suíço. Os certificados de cidadãos da UE são aceitos e/ou podem ser convertidos em um certificado suíço. Mas qualquer certificado que não seja da UE (inclusive prova de vacinação) não será elegível para um certificado suíço.

Todos os passageiros de fora da UE terão que fazer um teste disponível em quase todos os lugares para obter um certificado suíço válido. (Antígeno: validade 48h, aprox. CHF 60 / PCR: validade 72h, aprox. CHF 150).

Levantamos nossa preocupação junto ao Conselho Federal e estamos trabalhando em uma solução aceitável, que acreditamos poder ser encontrada nas próximas 2 a 3 semanas, mas por enquanto, não há como evitar testes repetidos a partir de segunda-feira, 13 de setembro, pelo menos até domingo, 19 de setembro.

Na próxima quarta-feira, o Conselho Federal vai decidir como proceder com os certificados/comprovantes de vacinação de fora da UE. Ainda não se sabe ao certo como será, nem que tipo de vacinas serão aceitas. Muitas discussões estão ocorrendo agora em muitos níveis diferentes, mas o resultado ainda é incerto”.


Nota do Conselho Federal Suíço

O Conselho Federal Suíço divulgou uma extensa nota relatando todos os detalhes das novas regras. Um dos tópicos diz o seguinte [tradução livre]:

“O Conselho Federal também abordou a emissão de certificados da COVID para pessoas vacinadas no exterior. Atualmente, apenas os certificados emitidos pelos países participantes do Certificado Digital da UE são tecnicamente compatíveis com o sistema suíço. De acordo com essa proposta, qualquer pessoa que tenha sido vacinada no exterior com uma vacina aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) e que resida ou viaje para a Suíça poderá obter o certificado da COVID suíço. Como nos países vizinhos, os certificados não devem ser disponibilizados para todas as vacinas da OMS. Cada cantão deve definir um ponto de contato para as pessoas que foram vacinadas no exterior. Todos os pontos de contato devem ser listados em um site federal. A proposta do Conselho Federal vai entrar em consulta até 14 de setembro”.


Requisitos de entrada na Suíça

Brasileiros totalmente vacinados podem entrar na Suíça sem a necessidade de quarentena e/ou testes para a COVID-19 mesmo com as novas regras de circulação em espaços fechados impostas pelo país. Veja a lista de imunizantes aceitos:

  • AstraZeneca
  • BioNTech
  • Janssen
  • Moderna
  • Pfizer
  • Serum Institute of India
  • Sinopharm
  • Sinovac (Coronavac)

Comentário

A Suíça foi o primeiro país europeu a reabrir fronteiras para brasileiros. Desde então, o interesse por turismo no país aumentou e, consequentemente, a venda de bilhetes aéreos – o que muitas pessoas não esperavam é que uma restrição de circulação a esse nível seria imposta quase 3 meses depois da liberação das fronteiras.

O Escritório de Turismo da Suíça no Brasil disse que está trabalhando junto ao governo suíço para que certificados de vacinação não-europeus sejam aceitos de alguma forma, mas ainda é incerto. “É preciso ter paciência, ainda vivemos em tempo de pandemia e as regras estão sempre sujeitas a alteração. O importante é estarmos sempre bem informados para instruir nossos passageiros de maneira correta”.

Enquanto criar mecanismos para restringir a circulação de pessoas não-vacinadas me parece pertinente, aceitar apenas certificados de países específicos não me soa nada razoável. O Conselho Federal Suíço tem capacidade técnica para criar compatibilidade a certificados emitidos fora da UE. Se ele fará isso, no entanto, só o tempo dirá.

Hotéis com Desconto + Selos
Hotéis com Desconto + Selos
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2022!
Hotéis com Desconto
Hotéis com Desconto
8% de desconto em estadias até 31 de março de 2022!
Seguro Viagem com Desconto
Seguro Viagem com Desconto
Desconto especial no seu Seguro Viagem!
Compras com Desconto
Compras com Desconto
5% de desconto em itens vendidos e entregues pelo Magalu!
Clube de Milhas
Clube de Milhas
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Ver todos os cupons

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

10 anos! O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.