fbpx

Virgin pretende operar voos entre Londres e Fortaleza

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A Virgin Atlantic, companhia aérea inglesa que vai iniciar voos entre Londres e São Paulo, divulgou seu plano de expansão de rotas que inclui, entre diversos destinos no mundo, outra cidade brasileira: Fortaleza. O intuito da companhia, além de oferecer mais opções de destinos e cobrar um preço menor ao passageiro, é de tentar acabar com o monopólio da British Aiways do Aeroporto de Heathrow. Ao todo, a Virgin planeja acrescentar mais 84 rotas, passando a atender 103 destinos no total.

Entretanto, a adição de mais um destino em território nacional não está tão próxima de ser concretizada. Isso porque, a Virgin informou que só conseguirá atender os novos destinos quando o Aeroporto de Heathrow realocar alguns slots à companhia.

Atualmente, o aeroporto é dominado pela British Airways – principal companhia aérea do país – que tem mais de 50% dos slots do local. A meta da Virgin é competir com a British em 25 rotas monopolizadas pela empresa, levando mais opções e melhores preços aos passageiros.

Dos novos destinos pretendidos pela companhia, 12 são domésticos, 37 são europeus e 35 são globais. Mas eles só poderão ser operados quando o governo liberar mais slots para a empresa operar em Heathrow, o que deve ocorrer quando a terceira pista do aeroporto for construída – prevista para ser entregue até 2026.

O aeroporto não pretende construir apenas uma nova pista, mas também aumentar seus terminais. O prazo para que essa expansão seja concretizada é 2050 e não terá custos para o governo, já que será financiada por uma empresa particular.


Novos destinos da Virgin

Caso consiga a realocação, a Virgin vai se tornar a primeira companhia aérea – além da British – a operar mais de 5% dos slots disponíveis no aeroporto britânico. Confira abaixo, em azul, os lugares em que a companhia pretende voar:


Comentário

A empresa já adicionou novas rotas para o próximo ano, como Tel Aviv, Mumbai e São Paulo. Ela também faz parte do consórcio Connect Airways – que vai lançar uma joint venture expandida com Air France, KLM e Delta, até o final do ano. Além disso, ainda foi feita a compra de 14 novas aeronaves Airbus A330-900neo para ajudar na expansão da malha aérea.

Ou seja, a Virgin está investindo pesado para tirar o monopólio da British Airways da Inglaterra. Estima-se que até 2024 ela vai ter uma das frotas de aeronaves mais jovens e menos prejudiciais ao meio ambiente. A iniciativa é ousada e a empresa ainda poderá chegar a outros países a partir do joint venture com a Connect Airways.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliações de voos, salas vips, hotéis, cartões de crédito e promoções.