fbpx

Já pensou em ganhar status ao comprar ações de uma companhia aérea? Isso é possível!

Notícias

Por Gabriel Marinho

É como sempre falamos aqui no site “status nunca é demais”. Ao longo dos anos, já mostramos diversas maneiras de se obter status em companhias aéreas, seja através de status run, status match, cartões de crédito, promoções, assinatura de clubes… A lista é extensa e as possibilidades são incontáveis, mas há uma forma que nunca havíamos abordado antes e que já se tornou realidade nos últimos meses: comprar ações de uma empresa para ganhar status.

acoes_status


Do investimento ao status top tier

No ano passado, a Scandinavian Airlines anunciou um novo programa para os seus acionista, oferecendo benefícios no EuroBonus, o seu programa de fidelidade, para quem tiver ações da empresa.

A Scandinavian Airlines, conhecida como SAS, é a companhia aérea da Dinamarca, Noruega e Suécia. Exatamente por isso, os hubs principais da empresa estão nas cidades de Copenhagen, Oslo e Estocolmo.

Com o seu novo shareholder’s program, investidores que possuírem a partir de 4.000 ações da empresa terão acesso a descontos exclusivos em passagens aéreas nacionais e internacionais.

Mas a melhor parte fica reservada aos investidores que possuem de 100.000 – 1 milhão de ações da empresa. Esses recebem o status EuroBonus Gold. E como a companhia faz parte da Star Alliance, isso é o equivalente ao Star Alliance Gold, que garante benefícios em todas as companhias da aliança.

Por fim, investidores com mais de 1 milhão de ações recebem o status EuroBonus Diamond, que oferece benefícios adicionais como poder presentear outras contas com o Status Gold, milhas que não expiram, entre outros.


Benefícios Star Alliance Gold

Como associado Gold da Star Alliance você (e mais um convidado) tem acesso a mais de 1.000 salas VIP mundo afora – número maior do que em qualquer outra aliança. Os privilégios incluem ainda inspeção de segurança prioritária em aeroportos selecionados, franquia de bagagem extra e mais!

Você pode conferir todos os detalhes nesse post.


Quanto custa o status?

Mas afinal de contas, qual o valor que é preciso ter investido para se conseguir o status?

Na prática, o valor de 100.000 ações da empresa (o mínimo para conseguir o Status Gold) custa cerca de US$19.800, cerca de R$ 107.000 no momento em que escrevo.

Investidores de qualquer lugar do mundo podem comprar ações da empresa, que estão listadas na bolsa de Estocolmo. Esse post, obviamente, não é uma recomendação de investimentos, mas o assunto abre uma discussão interessante…


Momentos difíceis requerem atitudes extremas 

Não é novidade para ninguém que a pandemia do coronavírus tem causado o maior baque no mercado da aviação. Diversas companhias aéreas em todo mundo entraram com pedidos de recuperação judicial, e muitas outras só não o fizeram – e nem foram à falência – graças aos bilhões em auxílios dados por governos de diversos países.

Foi em um momento de dificuldade como esse, por exemplo, que a American Airlines lançou o seu famigerado AAirpass, um passe que permitia que o comprador viajasse ilimitadamente de Primeira Classe para o resto da sua vida. O resultado foi um tiro no próprio pé da companhia e trouxe mais prejuízo do que lucro (já contei essa história aqui).

Dito isso, acho a ideia da SAS de fornecer status com base em investimentos particularmente interessante por 3 motivos:

  1. Vendendo mais ações a empresa traz mais valor aos seus investidores e pode, eventualmente, se capitalizar;
  2. O investidor recebe um benefício livre de taxas e impostos: o status;
  3. Caso as ações adquiridas não caiam de valor, o custo do status foi zero (sem considerar o custo de oportunidade perdida com outros papéis ou modalidades de investimentos).

O terceiro ponto é o mais controverso e o mais importante. Caso o valor das ações caia, o custo do status pode sair caro. Caso o valor suba, porém fique abaixo das taxas de juros básicas do mercado (como a Selic no Brasil), o status também teve um custo. Sem contar o custo de oportunidade em deixar o seu dinheiro em investimentos que poderiam ser mais rentáveis.

Além disso, o mercado de companhias aéreas tende a ser um dos mais arriscados. Investidores de peso como o Warren Buffet já anunciaram que não pretendem investir no setor.


Uma boa ideia?

Guardadas as devidas ressalvas, fica o questionamento: essa é uma boa ideia?

Na minha opinião, sim, e eu adoraria ver mais empresas oferecendo esse tipo de benefício.

Novamente, como não damos conselhos de investimentos, seria difícil fazer um post recomendando a compra de ações em uma determinada companhia para ganhar status elite no programa de fidelidade X ou Y. Eu, particularmente, jamais compraria ações com a intenção única e exclusiva de ganhar status.

Entretanto, para aqueles que já se aventuram no mercado de ações e não se incomodam em ter papéis das companhias em suas carteiras, esse poderia ser um belo brinde/incentivo, não acha?


Agora abro a discussão: você compraria ações só para ganhar status? Gostaria que outras empresas oferecessem esse tipo de benefício?

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.