fbpx

KLM realiza primeiro voo teste com um protótipo do modelo Flying-V

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

Após apresentar, no ano passado, seu projeto Flying-V uma inovação que poderia mudar o futuro da aviação comercial, a KLM publicou recentemente o primeiro voo com o protótipo da aeronave futurista. Conforme publicamos anteriormente, o modelo apelidado seria capaz de carregar até 314 passageiros.

Flying-V KLM


Sobre o voo teste

No mês passado, uma equipe de pesquisadores, engenheiros e um piloto de drone da Universidade de Delft (universidade que desenvolveu o conceito) viajaram para uma base aérea na Alemanha para o primeiro voo de teste, em colaboração com a Airbus.

Flying-V KLM

“Estávamos muito curiosos sobre as características de voo do Flying-V. O design faz parte da iniciativa Fly Responsably, que representa tudo o que estamos fazendo e faremos para melhorar nossa sustentabilidade. Queremos um futuro sustentável para a aviação e a inovação faz parte, afinal a KLM está entre as três companhias aéreas mais sustentáveis ​​do mundo no Índice Dow Jones de Sustentabilidade por muitos anos. Queremos continuar presente nessa lista no futuro. Portanto, estamos muito orgulhosos de termos conseguido isso juntos e em um período de tempo tão curto”, disse Pieter Elbers, presidente e CEO da KLM.


Vídeo do voo

A KLM usou sua página no YouTube para divulgar os preparos e o primeiro voo do protótipo. Veja abaixo:


Sobre o Flying-V

O KLM Flying-V é um projeto para uma aeronave de longo curso com grande eficiência energética. O design da aeronave integra a cabine de passageiros, compartimento de carga e tanques de combustível nas asas, criando um formato em V. Cálculos de computador previram que a forma aerodinâmica aprimorada e o peso reduzido da aeronave reduzirão o consumo de combustível em 20% em comparação com as aeronaves mais avançadas de hoje.

A KLM apresentou o modelo pela primeira vez durante o 100º aniversário da KLM em outubro de 2019. Vários parceiros estão agora envolvidos no projeto, incluindo o fabricante Airbus. “Você não pode tornar o setor de aviação mais sustentável sozinho, mas tem que fazer isso juntos”, diz Elbers. “Colaborar com parceiros e compartilhar conhecimento nos leva mais longe. É por isso que continuaremos a desenvolver o conceito Flying-V com todos os parceiros. O próximo passo será voar o Flying V com combustível sustentável”.

O nome “Flying-V” foi dado à Guitarra Gibson de mesmo nome que possui um formato parecido e foi usada por músicos como Jimi Hendrix e Keith Richards. Detalhes de como seria o interior da aeronave ainda não foram divulgados. O projeto ainda está longe da realidade e poderia demorar de 20 a 30 anos para as primeiras versões poderem cruzarem os céus do mundo.


Será que no futuros trocaremos a aviação comercial atual por aviões em V?

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.