fbpx

Qantas não planeja operar voos internacionais até julho de 2021

Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

A Qantas informou que não planeja operar voos internacionais até julho de 2021. A decisão é um reflexo do que a companhia diz ser “o período mais desafiador de sua longa história”.

Qantas voos internacionais 2021


Perspectivas futuras das operações da Qantas

Na divulgação de seus resultados financeiros, a companhia também informou os planos futuros em relação as suas operações.

Mercado doméstico

  • Dadas as atuais restrições de fronteira, 20% da capacidade doméstica do Grupo pré-COVID está programada para agosto.
  • A atividade de vendas recente mostra altos níveis de demanda de viagens latente quando as restrições são atenuadas.

Mercado internacional

  • A rede internacional não deve reiniciar antes de julho de 2021; possivelmente mais cedo para operações ‘Trans-Tasman’ (entre Austrália e Nova Zelândia).

Além disso, a companhia já vem implementando um planejamento de preservação de caixa e otimização da recuperação financeira para o futuro pós-covid. Isso inclui, entre outras medidas:

  • Cerca de 4 mil das 6 mil demissões sejam finalizadas até o final de setembro de 2020, com consulta contínua aos sindicatos.
  • Aposentadoria antecipada da frota de Boeing 747 e mais de 100 aeronaves (reduzindo significativamente a necessidade de manutenção);

O que diz o CEO da Qantas

“O impacto do COVID em todas as companhias aéreas é claro. É devastador e será uma questão de sobrevivência para muitos. O que diferencia a Qantas é que entramos nesta crise com um balanço patrimonial forte e agimos rapidamente para nos colocar em uma boa posição para esperar a recuperação”, disse Alan Joyce, CEO da Qantas.


Austrália e a pandemia

Apesar de registrar poucos números de óbitos e contágios, comparado às outras nações, a Austrália vem mantendo o lockdown e o toque de recolher em diversas cidades. Melbourne, por exemplo, voltou a operar seu comércio somente com os serviços essenciais, ou seja, apenas farmácias, restaurantes e supermercados permanecerão abertos.

A medida é preventiva, como forma de frear uma possível segunda onda da doença no país, visto que o estado de Victoria, onde a cidade está localizada, declarou “estado de emergência” com o surgimento de novos casos, no começo do mês de abril.

Como se sabe, as fronteiras da Austrália estão fechadas. Apenas cidadãos australianos, residentes e familiares imediatos podem viajar para a Austrália. Os viajantes que chegam de qualquer país podem ser submetidos a exames de saúde aprimorados na chegada, além da quarentena obrigatória de 14 dias.


Cobrança pela quarentena

O governo australiano começou a cobrar a quarentena de viajantes que chegam à Austrália, no mês de julho. Agora, os passageiros que aterrissarem no país deverão pagar pelos próprios custos de uma quarentena obrigatória de 14 dias. As taxas de quarentena estão sendo cobradas nas regiões de New South Wales, Queensland e Nothern Territory e é válida para australianos que voltam ao país.

Para adultos, a taxa a ser paga é de AUD 3.000, enquanto para crianças o preço é de AUD 500. Crianças abaixo de três anos não pagam e um adulto adicional paga a taxa de AUD 1.000. Veja como isso será implementado:

  • Isso se aplica a chegadas a partir de sábado, 18 de julho de 2020;
  • Aqueles que compraram bilhetes antes de 13 de julho de 2020 ainda não terão que pagar;
  • Os viajantes serão cobrados no final de sua estadia e terão que pagar dentro de 30 dias;
  • Não há necessidade de registro, você será direcionado automaticamente para um hotel na chegada;
  • Pessoas com dificuldades financeiras podem solicitar um plano de pagamento e podem receber uma taxa reduzida.

Ao que tudo indica, realizar voos internacionais com a Qantas só será possível no meio do ano que vem. Vamos torcer para que a situação melhore e a companhia retome as operações antes disso.

O que achou dos planos da Qantas? Para mais informações clique aqui.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.