fbpx

South African Airways planeja demitir todos os seus funcionários a partir do fim de abril

Notícias

Por Gabriel Marinho

Depois que o governo da África do Sul anunciou que não iria fornecer ajuda financeira adicional à South African Airways, a companhia anunciou que planeja desligar todos os seus 4.700 funcionários.


A Bloomberg relatou que a South African Airways está atualmente trabalhando na criação de pacotes de indenização para a demissão de todos os seus funcionários a partir do final de abril.  O valor da compensação será de um mês por ano de serviço e dependerá da venda bem-sucedida de ativos como imóveis. aeronaves e slots em aeroportos (principalmente no Aeroporto de Heathrow).

A SAA contava com ajuda financeira e acordos de dívida garantida pelo Estado há anos, tendo lucrado pela última vez em 2011. Agora, o ministro das Empresas Públicas da África do Sul, Pravin Gordhan, disse que o custo de combater a pandemia de COVID-19 no país significa que não será possível ceder mais dinheiro à companhia.


Dificuldades financeiras 

A empresa já estava passando por dificuldades financeiras antes mesmo da pandemia e já vinha cancelando rotas e divulgando medidas de alívio financeiro. A crise do coronavírus parece ter sido a gota final que decidirá o destino da companhia sul-africana que completou 86 anos de existência esse ano.

Ultimamente, a SAA vinha operando aviões de carga e vôos fretados para países como Alemanha e Brasil, mas nenhum serviço comercial de passageiros.


Realmente parece que a companhia recebeu sua pá de cal, infelizmente. Algum leitor com viagens futuras marcadas com a SAA?

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.