fbpx

Thai Airways entra com pedido de recuperação judicial

Notícias

Por Dérek Arakaki

Após rumores nas últimas semanas de que a Thai Airways iria entrar com pedido de recuperação judicial, na última quarta (27), a companhia oficialmente protocolou o pedido no Central Bankruptcy Court de Bangkok.


Comunicado da Thai

Em um comunicado, a Thai Airways informou que em reuniões extraordinárias do Conselho de Administração, realizadas em 20 de maio de 2020 e 25 de maio de 2020, decidiu aprovar a companhia, como devedora, para solicitar reabilitação no Central Bankruptcy Court.

Em 26 de maio de 2020, a companhia entrou com pedido de reabilitação no Central Bankruptcy Court e, em 27 de maio de 2020, o tribunal emitiu uma ordem para aceitar a petição de reabilitação da companhia para consideração. Em função disso, o Central Bankruptcy Court estabeleceu a data da audiência sobre a petição de reabilitação da companhia para 17 de agosto de 2020.

Veja abaixo um resumo do plano de reabilitação da Thai:

  • A Companhia, como devedora, entrou com um pedido de reabilitação no Central Bankruptcy Court.
  • A Companhia propôs ao Central Bankruptcy Court nomear a EY Corporate Advisory Services Limited e a ACM Chaiyapruk Didyasarin, o Sr. Chakkrit Parapuntakul, o Sr. Pirapan Salirathavibhaga, o Sr. Boontuck Wungcharoen e o Sr. Piyasvasti Amranand, como os planejadores. Nesse sentido, uma vez que o Central Bankruptcy Court forneça a ordem de reabilitação comercial e indique o planejador, ele terá, portanto, autoridade e dever no gerenciamento dos ativos da empresa.
  • Esse processo de reabilitação permitirá que a companhia alcance os objetivos do seu plano de recuperação de maneira ainda mais efetiva, passo a passo, conforme apoiado pelas leis, que fornecem proteção eqüitativa às partes relevantes. Além disso, durante o processo de reabilitação, a companhia ainda poderá conduzir sua operação comercial normalmente, seja prestando serviço de transporte de passageiros a destinos globais ou serviço de transporte postal, os quais serão realizados junto com a reabilitação da companhia, a fim de aprimorar a eficiência operacional e melhorar ainda mais a qualidade dos produtos e serviços.

A Thai comunicou ainda que seguirá informando sobre o progresso da reabilitação da empresa.


Comentário

A Thai Airways é mais uma companhia aérea que foi diretamente impactada pela queda na demanda em função da pandemia da COVID-19. Quando os rumores surgiram, uma porta-voz do governo Narumon Pinyosinwat disse à Reuters que este processo “é semelhante ao Chapter 11 nos Estados Unidos”. Falamos mais sobre esse processo nesse post.

Lembrando que a Thai Airways estendeu a suspensão de suas operações após o anúncio da Autoridade de Aviação Civil da Tailândia (CAAT) que proíbe voos internacionais até o dia 30 de junho.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.