fbpx

Vai viajar para a Europa ou EUA em breve? Prepare-se para o caos

Notícias

Por Gabriel Marinho

Se você vai viajar para a Europa ou para os Estados Unidos nas próximas semanas, é bom ficar atento. Com a demanda reprimida de passageiros no pós pandemia, combinada com a falta de trabalhadores nos aeroportos e companhias aéreas e a situação fiscal das empresas ainda abalada, o caos está instaurado.

caos na europa aeroporto

Filas quilométricas nos aeroportos, voos atrasados e cancelados, greves, bagagens que não chegam ao seu destino… esses são alguns dos problemas que os viajantes vão encontrar pelo caminho. Por isso é importante entender o que está por trás disso e como você pode ajudar a minimizar as dores de cabeça na sua próxima viagem.


A recuperação do setor aéreo

Logo no início da pandemia da Covid-19, quando a aviação sofreu o seu maior baque da história, as previsões para a recuperação do setor eram bem pessimistas. Verdade seja dita, naquele momento ninguém previu que o número de passageiros voltaria a crescer tão rápido quanto está acontecendo. 

O fim das restrições da pandemia em muitos países trouxe a segurança de viajar sem grandes riscos de contrair o vírus. O resultado é que as companhias aéreas e aeroportos não estavam preparados para o aumento significativo da demanda.


O caos no setor aéreo

Com as incertezas no início da pandemia, diversas empresas demitiram funcionários ou os colocaram em aposentadoria compulsória como forma de diminuir custos e se manterem durante o período de baixa demanda. Com as empresas do setor da aviação não foi diferente. O problema é que agora essas empresas estão encontrando dificuldade ao contratar novos colaboradores. Somado a isso, o longo processo de treinamento para algumas posições e os baixos salários, resultado de uma situação financeira ainda capenga, só dificultam ainda mais o processo de colocar mais trabalhadores para suprir a demanda. 

caos viajar europa

Malas deixadas no saguão do Aeroporto de Heathrow. The Guardian

O efeito vem em cascata: sem pilotos, comissários ou controladores de tráfego suficientes, voos são atrasados ou precisam ser cancelados; sem agentes de solo, as filas para check-in, segurança e embarque ficam cada vez maiores; sem trabalhadores encarregados do transporte das malas, elas acabam não sendo despachadas… E a bola de neve só aumenta.


Consequências 

Se você tem acompanhado as notícias, deve ter visto algum dos efeitos de todo esse caos. Nos EUA, voos cancelados estão cada vez mais comuns, na Europa as longas filas levaram aeroportos a tomar medidas drásticas para diminuir o número de passageiros. Por isso, é preciso ter atenção com a sua próxima viagem para diminuir o estresse no caminho. 

Para a sorte de vocês, eu passei por todos os tipos de perrengue nas últimas semanas. De malas extraviadas com a British Airways, a voos cancelados com a United, atrasos monumentais na Itália e longas filas em Amsterdã… Eu vi de tudo um pouco! Por isso, vou te passar as dicas para que você se saia bem e viaje com o mínimo de preocupações!


Como viajar sem estresse

1. Chegue cedo ao aeroporto 

Essa é clássica. Mas o importante é definir o seu conceito de “cedo”. Se puder, chegue com 5-6 horas de antecedência para voos internacionais e 3-4 para voos domésticos e intra-europa. Assim você garante tempo suficiente caso a fila da segurança, controle de passaporte ou check-in estejam maiores do que o esperado.

Uma boa ideia também é pesquisar o nome do seu aeroporto no Twitter no dia da viagem. Se as filas estiverem grandes, com certeza é lá que as pessoas estarão reclamando. Assim você consegue se planejar melhor para saber quando chegar, quando sair do hotel e afins…

E claro, sempre que possível faça o check-in online.

2. Conexões longas 

Igualmente importante chegar com antecedência ao aeroporto é deixar tempo o suficiente para suas escalas. Se você estiver se conectando em alguma cidade europeia, por exemplo, eu não recomendaria nada menor do que 3 horas de conexão. Caso a sua escala seja muito curta, tente contato com a companhia aérea para que você tenha mais tempo.

Outra opção é fazer o que chamo de “abraçar a escala”. Que tal, ao invés de fazer uma rápida escala em Londres antes de seguir viagem para Roma, você considere ficar alguns dias em Londres antes de seguir para o seu destino final? Assim você “quebra” a viagem ao meio e diminui as chances de uma conexão estressante no aeroporto.

3. Nada de malas!

Essa é difícil, eu sei. Mas se você conseguir colocar tudo o que precisa em uma mala de mão, sem precisar despachar, as chances de chegar ao seu destino final com todos os seus pertences vão ser MUITO maiores. Se até a Anitta teve sua mala extraviada pela Air France, quem somos nós na fila do pão?

4. Rastreador de malas

Se não tiver jeito e precisar mesmo despachar suas malas, considere comprar algo que possa usar para rastrear suas malas. Eu tenho usado as AirTags da Apple. São dispositivos que funcionam se conectando ao bluetooth de iPhones ao redor para te dar uma estimativa bem precisa de localização. Na semana passada, enquanto eu voltava da Europa, pude acompanhar minhas malas a todo momento através do meu celular para saber em que parte do aeroporto estavam. Felizmente, para mim, deu tudo certo dessa vez, mas a internet está cheia de histórias de pessoas que conseguiram ajudar a companhia a localizar suas malas extraviadas graças aos dispositivos AirTag.

caos viajar europa

5. Evite aeroportos movimentados 

Outra boa ideia é evitar conexões por completo em aeroportos mais movimentados, como o aeroporto de Heathrow, em Londres, o aeroporto de Schipol, em Amsterdã, o Aeroporto de Lisboa ou o Aeroporto de Frankfurt. Viajar para/através de aeroportos mais calmos como o de Zurique e Milão, por exemplo, pode te salvar de perrengues maiores.

6. Faça um bom seguro viagem 

Ter um bom seguro viagem que te dê suporte no caso de atraso, cancelamento ou preterição de embarque é mais do que essencial nesses momentos. Então faça questão de contratar um que possa te dar aquela mãozinha caso alguma coisa dê errado.

7. Mude seu voo

Antecipando o caos, muitas companhias estão permitindo a alteração de voos de forma gratuita. Se esse for o seu caso, veja se consegue rearranjar os seus planos de viagem considerando as dicas acima.

8. Aproveite!

Essa é mais complicada, mas calma que eu explico. Se você vai viajar para aproveitar o verão do hemisfério norte, é muito provável que você esteja de férias e queira aproveitar depois de um longo período sem muitas viagens. Os problemas, infelizmente, já estão dados. Gritar ou ser mal educado com um funcionário do aeroporto, por exemplo, não vai fazer a fila andar mais rápido, ou fazer que a companhia “descancele” o seu voo. Por isso, tente sempre manter a calma. Dar aquela boa respirada sempre ajuda. Afinal de contas, se estressar só vai piorar as coisas para você e para as pessoas à sua volta. Então foque nos momentos bons da sua viagem, pois são eles que vão ficar na memória para sempre.


E aí, vai viajar em breve? Compartilha com a gente a sua dica para sobreviver ao caos aéreo.

Seguro Viagem
Seguro Viagem
4 pontos Livelo por real gasto + 25% de desconto!
Hotéis
Hotéis
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Hotéis
Hotéis
8% de desconto em estadias até 31 de março de 2023!
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Ganhe 1 ponto por R$ 1 gasto!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Clube de Milhas
Clube de Milhas
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.