fbpx

Guia completo de como emitir passagens usando milhas do TAP Miles&Go

Programas de fidelidade Tutoriais

Por Fábio Vilela

O programa TAP Miles&Go te permite resgatar e acumular milhas em todas as 27 cias membros da Star Alliance além de outras 6 cias aéreas parceiras como: Azul, GOL, Emirates, SATA [Azores Airlines], Capital Airlines e Ukraine Airlines (somente acúmulo).

Como o TAP Miles&GO tem diversas regras que às vezes vocês desconhecem, eu vou enumerar cada uma delas para vocês conseguirem aproveitar ao máximo suas emissões.


  • Emissão de passagens TAP: 100% online.

  • Emissão de passagens em parceiros: Online pela Star Alliance, mas com limitação nos resultados. Então por enquanto sugiro fazer somente no call center – já que a funcionalidade no site não está 100% operante – portanto você pode ligar para o ‭0800 888-2066‬ para emitir sua passagem.

  • Cobra taxa de emissão: Sim.
    • Online
      • Voos TAP intercontinentais: 25EUR
      • Voos TAP domésticos: 5EUR
      • Voos TAP intra-Europa/Norte da África: 17EUR
    • Via central telefônica
      • Voos TAP intercontinentais: 40EUR
      • Voos TAP domésticos: 10EUR
      • Voos TAP intra-Europa: 25EUR
      • Demais resgates parceiros do programa: 40EUR

OBS: Clientes TAP Miles&GO da categoria GOLD pagam só 80EUR para reembolso das milhas.


  • Cobra taxa de combustível nos bilhetes: Sim – varia de de acordo com as companhia. Saiba quais companhias aéreas cobram taxa de combustível no TAP Miles&Go clicando aqui.

  • Tipo de bilhete: Ida ou volta, tanto para voos puros TAP quando de parceiros.

  • Desconto para crianças usando milhas: Sim de 25%, somente em voos puros TAP.

  • Permite combinar milhas e dinheiro em resgates de parceiros: Não – com exceção para voos puros TAP.

  • Permite open-jaw (chegar por uma cidade e sair por outra): Sim.

  • Permite emitir volta ao mundo (Round the world) com milhas: Sim.
    • 250.000 em classe econômica e 350.000 em classe executiva
      • Viagem deve ter uma direção contínua para Leste ou Oeste e terminar no país de início da viagem.
      • Você ainda deve incluir uma travessia pelo Pacífico e outra pelo Atlântico.
      • O bilhete de volta ao mundo tem a validade de 12 meses, a partir da data de emissão, e o último voo deve ter início até o último dia de validade do mesmo.
      • Você pode realizar sua viagem por no mínimo 10 dias e no máximo 12 meses, percorrendo até 10 segmentos, com 6 escalas intermediárias em qualquer cidade.
      • É permitida a viagem de ida e volta desde que o aeroporto de destino e o aeroporto usado para iniciar a volta sejam diferentes. Por outro lado, não é permitida mais do que uma partida e chegada internacional no país de origem.
      • Depois do bilhete emitido, o passageiro pode alterar as datas dos voos, mas não a rota.

  • Permite sair de uma região e retornar para outra: Não.
    • Exemplo: Não posso sair do Brasil ir pra Ásia e retornar para os EUA.
    • Exemplo: Não posso sair do Brasil ir pros EUA e retornar para a Europa.

  • Permite usar diferentes aeroportos na mesma cidade sem cobrança extra: Sim.
    • Exemplo: Chegar por Newark e sair pelo La Guardia – Nova York
    • Exemplo: Chegar por Narita e sair por Haneda – Tokyo.

  • Permite Stopover (parada intermediária no meio da viagem superior a 24hrs): Sim – somente 1 em emissões de ida e volta.
    • O stopover pode ser na ida ou volta, desde que respeitando o trajeto “lógico” do itinerário.

OBS: Stopover não é permitido em itinerários com puros só da TAP, nem quando envolver somente voos dentro da Europa. Além disso, o stopover não é permitido em emissões one-way.


  • Possibilidade de misturar cias parceiras com cias da Star Alliance na mesma viagem: Não.
    • Exemplo: Não pode misturar Emirates com Lufthansa.
    • Exemplo: Não pode misturar Azul com United.
    • Exemplo: Não pode misturar GOL com Air Canada.

  • Possibilidade de misturar todas as cias parceiras da Star Alliance na mesma viagem: Sim.
    • Exemplo: Pode misturar Lufthansa e Swiss.
    • Exemplo: Pode misturar Austrian, EVA e LOT.
    • Exemplo: Pode misturar Ethiopian, Avianca e COPA.

  • Possibilidade de misturar todas as cias parceiras do programa com a TAP: Sim.
    • Exemplo: Pode misturar Capital Airlines com TAP.
    • Exemplo: Pode misturar Emirates com a TAP.
    • Exemplo: Pode misturar Air China com TAP.

  • Embargo de classes em alguma cia parceira: Sim.
    • A TAP não emite primeira classe com a Emirates.

  • Limite de segmentos por bilhete: Máximo de 6 por itinerário de ida e volta ou 3 segmentos na emissão one-way
    • Não pode fazer rota triangular.
      • Exemplo: Ir p/ Europa via EUA e vice versa.
    • Não pode fazer backtracking.
      • Exemplo: Ir p/ uma direção contrária do destino da sua viagem
    • Não pode [teoricamente] repetir o mesmo ponto de conexão
      • Exemplo: São Paulo > Chicago (stopover) > Toronto (destino) > Nova York > Chicago (conexão) > São Paulo
  • Exemplos de resgates que eu já fiz:
    • Boston > Frankfurt > Singapore > Tokyo (stopover) > Pequim (destino) > Frankfurt > Washington 
      • 220.000 milhas TAP em primeira classe ida e volta  – antes da mudança da tabela (leia o report aqui)
    • São Paulo > Frankfurt > Barcelona (stopover) > Istambul > St. Petersburg (destino) > Zurich > São Paulo
      • 150.000 milhas TAP ida em primeira classe e volta em executiva – antes da mudança da tabela (leia o report aqui)
    • Nova York > Frankfurt > Seoul > Hong Kong (destino) > Seoul > Los Angles (stopover) > Nova York
      • 220.000 milhas TAP em primeira classe ida e volta  – antes da mudança da tabela (leia o report aqui)
    • São Paulo > Bogota > Miami (stopover) > Houston > Los Angeles (destino) | Vancouver > Toronto > São Paulo
    • São Paulo > Dubai (stopover) > Beirute (destino) | Amman > Dubai > São Paulo.  
      • 220.000 milhas TAP em executiva da Emirates ida e volta  – antes da mudança da tabela – Ainda não publiquei o report, rs.

OBS: Em voos puros TAP o limite de segmentos é de 4 para ida e volta e de 2 para one-way.


  • Permite resgate de passagens p/ terceiros: Sim, após a conclusão da emissão da passagem por telefone, é necessário enviar uma autorização (eles te instruem o que deve conter) para o email fornecido por eles no telefone.
    • OBS: Isto só é necessário caso o dono da conta não for viajar junto.

  • Permite tarifação separada: Sim.
    • O programa não emite ida e volta separado, mas caso você for de executiva e voltar de econômica, ou for de executiva e voltar de primeira, ele vai tarifar a ida em um valor e a volta em outro – sempre respeitando a tabela de resgate.
      • Exemplo: Ida para os EUA saindo do Brasil de executiva e volta em econômica.
        • Vai pagar 50.000 da ida e 35.000 da volta = 85.000 milhas.
    • No caso de conexões com cabines diferentes, o programa sempre irá cobrar o valor da cabine superior do trecho mais longo.
      • Exemplo: São Paulo > Chicago (executiva) > Los Angeles (econômica) > Houston (econômica) > São Paulo (executiva)
        • Vai pagar 100.000 milhas – mesmos os trechos internos sendo de econômica.

  • Permite reservar um bilhete para emitir depois: Não.

  • Permite alteração: Sim – apenas por telefone. Só é possível mudar a DATA e ainda mediante pagamento de taxa administrativa de 50 EUR. Mudança de classe, ponto de conexão, origem e destino não podem ser feitas.
    • No caso de voo operado exclusivamente pela TAP é permitido mudar a classe.

  • Permite mudança após voar o primeiro trecho: Sim.

  • Permite deixar o bilhete em aberto: Sim.
    • Exemplo: Tenho uma passagem GRU-IAD-GRU que não irei voar mais, ao invés de cancelar por 120EUR e pegar as milhas de volta, eu “congelo” ela por 80EUR e depois só remarco a data – mediante claro, disponibilidade de assento e lugar na mesma rota.

  • Permite cancelamento: Sim – apenas por telefone. Taxa administrativa de 120 EUR – milhas válidas retornam imediatamente para a conta. O cancelamento precisa ser solicitado até 24 horas antes da partida, e nenhum trecho pode ter sido utilizado.

O processo

Agora vem a parte que ninguém gosta pois é a mais trabalhosa que é o processo da emissão das passagens! Eu já lido tem anos com o Call Center da TAP ( ‭0800 0258638) e tenho experiências positivas (a maioria delas) e algumas não tão boas.

Geralmente pego atendentes competentes e se eu já tenho o número dos voos em mãos o qual eu sei que tem disponibilidade já facilita em 80% o processo, pois aí fica só na questão deles acharem e tarifarem.

Muitas vezes eu tive que desligar, ligar de novo, desligar, ligar de novo até conseguir o que queria! Em certas ocasiões os atendentes desconhecem as regras, ou o próprio sistema não consegue tarifar de forma correta o itinerário – aí dá mais trabalho ainda.

Mas eu nunca perco a paciência, tento ser o mais educado possível afinal estamos lidando com pessoas que podem ou não ter o mesmo conhecimento que nós, então nada de perder a cabeça!

Aproveito para dizer que não tem como eu AFIRMAR ou te garantir se uma rota é permitida ou não – somente você ligando e fazendo a simulação para saber – por isto não adianta me perguntar se irá “dar certo” – pois eu não tenho como falar que sim pois é tudo sistêmico.


Achando disponibilidade de lugar

Eu já fiz diversos tutoriais de como vocês podem encontrar a disponibilidade de assentos com milhas antes de ligar no call center, e no caso da TAP, seguem os mais importantes:

Seguindo estes métodos que eu ensino nestes posts, a sua chance de conseguir ter sucesso na emissão só aumenta!


Acompanhamento da reserva

A TAP usa o Amadeus para emitir os bilhetes, então você pode verificar o status da sua reserva, classe, conexões e tudo mais através do CheckMyTrip. Temos um post específico sobre esta funcionalidade que você confere aqui.


Tabela de resgate

A tabela de resgate da TAP é fixa para todos os parceiros da Star Alliance e também para as cias fora da aliança.

Confira abaixo os valores para ida e volta, caso sua emissão seja one-way considere metade dos valores abaixo.

Saindo da Am. do Sul em classe econômica

Saindo da Am. do Sul em classe executiva

Saindo da Am. do Sul em Primeira Classe

Todos os exemplos mostrados acima contemplam a viagem de ida e volta.

Para os valores de resgates em voos puros TAP ou saindo de outras regiões acesse o site do programa.


Veredito sobre o programa

Por mais que o programa tenha aumentado a tabela de resgate ano passado, eu ainda consigo ver vantagens em utilizá-lo em alguns resgates específicos, e estou sempre mostrando isto aqui no site, através de emissões e meus exemplos de resgates.

O fato do programa TAP Miles&Go ser parceiro de quase todos os bancos no Brasil e estar fazendo promoções agressivas com mais frequência ultimamente – faz dele uma ótima opção para quem quer viajar em cabine premium sem precisar desembolsar uma grana alta para gerar as milhas necessárias.


Conclusão

É difícil emitir aquela tão desejada passagem dos sonhos? Pode ser que sim ! Mas é impossível? NÃO!

Eu vejo muitos comentários aqui no site de pessoas nervosas e que estão frustradas por não conseguirem achar ou usar suas milhas. E o que eu tenho para dizer é que com um pouco de flexibilidade, paciência e dedicação eu garanto que o êxito é quase garantido – afinal não há vitória sem esforço, né non? Portanto não desista!

Bom pessoal, eu espero que com estas minhas dicas e este tutorial completo de como usar suas milhas do TAP Miles&Go vocês possam maximizar suas emissões e voar cada vez mais em classe executiva e primeira pagando preço de classe econômica.

Quero ouvir o feedback de vocês nos comentários!

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.