fbpx

Nova Classe Executiva da American Airlines poderá ter camas de casal

Notícias

Por Lorenzo Firmino

Pessoal, há duas semanas postamos aqui que a American Airlines planeja lançar novos assentos em aeronaves que operam voos de longa distância. Ao que tudo indica, a companhia está considerando duas alternativas: adicionar portas no assento da Collins “Aerospace Super Diamond” (o mesmo que a companhia utiliza na sua frota de B787-9 e B777-200) ou então utilizar o altamente personalizável assento oferecido pela Adient, o “Adient Ascent” – que tem capacidade de transformar as poltronas centrais em camas de casal.


Recapitulando

Nos planos da empresa estão não só novos assentos de classe executiva (Flagship Business), como também de econômica premium (Premium Economy) e Econômica (Main Cabin). Ao que tudo indica a American Airlines está considerando a data de 2023 pois este será o ano em que a companhia receberá 25 Boeing’s 787 – que virão para substituir jatos como o B767, A330 e antigos B777.

A American Airlines tem ainda uma encomenda de 50 Airbus A321XLR’s (extra long range) que – coincidentemente – também se juntarão a sua frota a partir de 2023. Nestas aeronaves a companhia deseja ter assentos de classe executiva full flatbed com acesso direto ao corredor e assentos de econômica premium mais adequados.

Posteriormente, a companhia planeja um retrofit das aeronaves remanescentes.


Opção A: Collins com portas deslizantes

A opção mais “fácil” seria continuar utilizando o assento da Collins “Aerospace Super Diamond”, porém, adicionando portas deslizantes. A American Airlines utiliza esse assento na sua frota de B787-9 e B777-200.

Isto foi exatamente o que a British Airways fez na sua nova Classe Executiva (veja meu review aqui).


Opção B: Adient com camas de casal

A opção B é mais ambiciosa, digamos. A American Airlines está considerando o altamente personalizável assento da Adient (uma joint-venture criada pela Boeing e a fabricante de assentos automotivos Adient). O “Adient Ascent” é modular e pode ser utilizado de inúmeras maneiras (que basicamente dependerá da densidade da cabine e da qualidade de experiência que a companhia deseja oferecer para seus passageiros). Veja algumas fotos da futura Classe Executiva da Hawaiian Airlines (prevista para 2021).

Neste layout os assentos centrais podem virar camas de casal.

Segundo a Adient, o “Adient Ascent” oferece a companhias aéreas uma flexibilidade sem precedentes em termos de configuração de cabine. Veja o vídeo:


Comentário

Ainda que inúmeros sites norte-americanos especulem sobre a dúvida da companhia entre a “opção A e opção B”, oficialmente, nada foi dito.

A “opção A” é mais segura. O assento da Collins é amplamente elogiado e a adição de portas poderia colocar a Flagship Business da American Airlines numa confortável disputa com a Delta One Suites. Além do mais, portas em cabines executivas estão se tornando uma tendência na aviação (é só pensar na Qatar Airways com a Qsuite, ANA com o The Room, British Airways com a nova Club World, etc).

Já a “opção B” pode ser matadora. Entretanto, nenhuma companhia aérea atualmente utiliza este assento da Adient (a Hawaiian Airlines planeja colocá-lo nos seus novos B787 – que ainda não foram entregues). Ou seja, sem o feedback do mercado, pode ser um risco para a American Airlines adotá-lo.

Será que a companhia seguirá o caminho mais seguro ou o mais disruptivo? Qual a sua opinião sobre as alternativas consideradas?


☞ veja também: o guia completo de todos os modelos de classe executiva da American Airlines

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.