fbpx

Resgates de Primeira – Passagem do México para o Brasil com milhas Smiles

Programas de fidelidade Resgates de Primeira

Por Raimundo Junior

Como falamos no início dessa segunda fase da série Resgates de Primeira, vamos te levar de cada um dos destinos anteriores (da primeira fase) para um outro destino, sempre fazendo um excelente resgate. O que temos no cardápio hoje é: Resgates de Primeira – Passagem do México (América do Norte) para o Brasil com milhas Smiles.

Passagem México milhas Smiles

pular para…

  1. O Resgate de Primeira
  2. Quanto custa essa emissão?
  3. Como fazer essa emissão?
  4. Como otimizar essa emissão?
  5. Quais companhias posso voar?
  6. Fatores a considerar
  7. Comentário

O Resgate de Primeira

Rota: Cidade do México x São Paulo
Programa: Smiles

Para quem não vem acompanhando, na primeira fase da série Resgates de Primeira, mostramos ótimos resgates para voar do Brasil para América do NorteEuropa, África, Ásia e Oceania.

Nessa segunda fase, estamos mostrando um Resgate de Primeira em que te pegamos em um do destinos da primeira fase e te levamos para outro lugar, sempre através de um ótimo resgate, como dissemos acima.

E como muitos dos nossos leitores são usuários da Smiles, dessa vez vamos aproveitar para mostrar uma boa alternativa de ligação do Brasil com a América do Norte usando milhas do programa, nesse que é um dos melhores sweetspots do programa de fidelidade da GOL.

Vamos mostrar o resgate do trecho Cidade do México para São Paulo, voando na boa Classe Executiva da Aeromexico, que operava a rota no moderno 787-Dreamliner. Esse é um ótimo exemplo de uso eficiente de milhas para voar entre América do Norte e Brasil, utilizando as milhas do programa Smiles.

Antes de tudo, recorde de que levamos do Brasil para a América do Norte, na Classe Executiva da United, usando milhas do programa TAP Miles&Go, por apenas 50 mil milhas.

Essa emissão é outra das grandes oportunidades do mercado, pelo fato de ser uma boa alternativa às emissões com o M&G, que em tempos normais tem pouca disponibilidade em Classe Executiva para voar para a América do Norte.

Além disso, a Aeromexico tem um bom hard product na Classe Executiva Club Premier, em seus Boeings 787-Dreamliner que operam na rota para São Paulo, por um custo inferior a 60 mil milhas Smiles.


Quanto custa essa emissão?

Como Fábio anunciou aqui em agosto de 2015, a Smiles desde aquela época não trabalha com tabela fixa, o que significa que segue uma precificação dinâmica, mesmo para as emissões de passagem award.

Infelizmente, temos visto uma considerável inflação nas emissões com o programa, o que acaba dificuldade o planejamento de médio e longo prazo. Maior exemplo disso era a excepcional emissão na Primeira Classe da Qatar Airways, entre Doha e Perth, que até não muito tempo atrás, custava cerca de 110 mil milhas. Hoje, esse trecho custa cerca de 130 mil milhas, em Classe Executiva.

Entretanto, há algumas rotas que mantiveram valores bastante atrativos, como as emissões com parceiros para voar intra-Europa ou entre destinos da América do Norte. Afora isso, essa emissão entre Brasil e América do Norte, especialmente entre São Paulo e Cidade do México, voando pela Aeromexico, manteve um bom custo em milhas.

Tem sido comum encontrar disponibilidade por um valor relativamente estável, em torno de 61 mil milhas, para clientes Diamante ou Clube Smiles.

E observe que se o pagamento das taxas for feito com o Cartão GOL Smiles, terá o milesback de 3.200 milhas, reduzindo o custo final do bilhete para 58.100 milhas, o que é um valor muito bom.


Como fazer essa emissão?

  • Encontrando disponibilidade

Como sabemos, a Smiles é o único programa brasileiro e um dos poucos no mundo, em que é possível encontrar online, 100% do acervo das emissões, tanto para voos próprios quanto para parceiros.

Assim, acaso não encontra dispobilidade para voar na classe e data desejados, nem adianta perder tempo ligando para a central. Todo o acervo disponível é o que está pesquisável pelo site.

Essa é uma grande vantagem e um dos maiores diferenciais da Smiles.

  • Realizando a emissão

Realizada a pesquisa e encontrado o resultado, basta selecionar se prefere pagar as taxas com milhas ou em dinheiro, marcar o “Li e concordo” com as regras da emissão, preencher os dados do passageiro. Feito isso, o último passo é apenas preencher os dados de pagamento e digitar a senha do programa.

  • Reservando o voo com o Viaje Fácil

Esse é um serviço espetacular prestado pela Smiles, que te permite não apenas deixar a reserva pendente de pagamento por meses, como também té dá a oportunidade de “congelar” o preço da emissão, mesmo que não tenha saldo suficiente em milhas na data da pesquisa.

Como mostra a imagem, no passo final (que seria o pagamento), você pode optar por reservar o bilhete, usando a ferramenta Viaje Fácil, o que permitirá que complete a emissão até 60 dias antes do embarque.

Para isso, será cobrada a taxa de 120 reais. Em contrapartida, serão concedidas 4 mil milhas, acaso a reserva seja efetuada. No final, acaso confirme a reserva no prazo, o valor pago (120 reais), praticamente será compensado pelas milhas recebidas.

Sobre o prazo de 60 dias para confirmar a reserva, vale uma observação: acaso a reserva seja para voo que parta de lugar com diferença de fuso horário, atente para confirmar dentro de 60 dias de antecedência, com base no horal local (da partida). Essa cautela é ainda mais relevante para partidas de origens como Ásia e Ocenia, dadas as grandes diferença de fuso em relação ao Brasil.

Para maiores informações sobre o Viaje Fácil, sugerimos ler o post muito bem detalhado feito por Ale, com o título Como funciona o Viaje Fácil da Smiles, onde são mostradas todas as particularidades dessa excelente ferramenta do progama Smiles.


Como otimizar essa emissão?

Essa é mais uma ótima emissão, mas para tirar o proveito devido, é necessário aproveitar o empilhamento de algumas oportunidades, o que nossos paranauês daqui do PP te ajudam a realizar.

  • Gerando milhas por um custo reduzido

Nos últimos anos, não têm sido raras as oportunidades de gerar milhas Smiles por 21 reais o milheiro, seja através de algumas promoções de venda de milhas com 70% de desconto, transferência bonificada entre contas com bônus, ou mesmo assintura de clube com bônus concedidos no curso da carência.

Nesse patamar, essa emissão apresentaria um valor extremamente competitivo, pois para comprar os 61.300 milhas usados no resgate, teríamos um custo de R$ 1.287,30.

Aliás, considerando que o pagamento das taxas seja feito com o Cartão GOL Smiles, esse valor fica ainda menor, pois serão efetivamente gastas 58.100 milhas. Com isso, o custo cairia para R$ 1.220,10, o que é excepcional para um voo relativamente longo em Classe Executiva.

E esse valor pode ficar ainda melhor, considerando uma boa promoção de transferência bonificada de algum parceiro financeiro para a Smiles.

  • Transferência com bônus

Apesar de não ser tão corriqueiro como em outros programas, eventualmente a Smiles realiza promoções em que oferece 100% de bônus nas transferência realizadas de parceiros financeiros, como a promoção que mostramos aqui tempos atrás: Smiles oferece 100% de bônus nas transferências da Livelo.

Na campanha mostrada no post acima, a Livelo estava vendendo pontos com desconto de 50%. Com isso, o milheiro Livelo estava custando R$35,00.

Assim, quem aproveitou o empilhamento de ambas as promoções, conseguiu gerar milhas Smiles a R$ 17,50 o milheiro. Nessa situação, o resgate mostrado poderia custar até R$ 1.016,75 (usando Cartão GOL Smiles). Dispensa comentários.


Quais companhias posso voar?

Além de Aeromexico, a Smiles também tarifa o trecho para voar Copa Airlines.

Contudo, essa é uma opção altamente não recomendadada, porque além da experiência de voo muito inferior da Classe Executiva da Copa Airlines, o programa tarifa o trecho de modo absurdamente caro para voar com a aérea panamenha, mais que o dobro do valor cobrado para voar Aeromexico.

Aliás, a Aeromexico opera a rota com os modernos Boeing 787-Dreamliner.

No período pré-pandemia, a rota era operada aleatoriamente pelo 787-8 e 787-9. Como mostrado por Fábio Vilela aqui no PP, há uma relevante diferença da classe executiva da Aeromexico no B787-8 e B787-9. A boa notícia é que na nossa pesquisa, todos os voos encontrados para o mês de setembro (mês da simulação para o presente post), a aeronave que consta do ExpertFlyer é o 787-9.

Além de mais nova e moderna, a cabine da Classe Executiva do 787-9 apresenta layout 1-2-1, com melhor acabamento, Wi-Fi, e poltronas mais largas e confortáveis.

Aliás, essa cabine é equipada com o ótimo assento Super Diamond [da fabricante B/E Aerospace], que é o mesmo que equipa os B772 retrofitados da American Airlines, além da Classe Executiva da Qatar Airways no Airbus A380 e Boeing B787–Dreamliner.

Assim, considerando que essa aerovane seja mantida, você terá uma ótima experiência de voo, ao menos no que se refere ao hard-product!


Fatores a considerar

  • Há boa disponibilidade no sentido inverso: a presente matéria mostra o voo no sentido México –  Brasil, porque nessa segunda fase estamos mostrando sempre um voo que parte de um dos destinos da primeira (mostramos Brasil – América do Norte, na primeira fase), mas há boa disponibilidade no sentido inverso, São Paulo para a Cidade do México;
  • Vagas limitadas: tomando com base o quadro pré-pandemia, essa é uma emissão em que raramente se encontra mais de duas vagas por voo, ainda que a reserva seja feita com bastante antecedência. Considere, então, esse fator, antes de investir nessa emissão;
  • México é um dos poucos países abertos para brasileiros e que não exige teste RT-PCR: embora até parece uma notícia equivocada, para viajar para o México, basta que você preencha o Questionário Eletrônico de Saúde, 12 horas antes da partida do seu voo, não sendo exigida a apresentação de teste RT-PCR com resultado negativo. Entretanto, acaso esteja voando do México para o Brasil, além do preenchimento do formulário eletrônico, será obrigatória a apresentação de teste RT-PCR, com resultado negativo, realizado em até 72h antes da partida;
  • Não há garanta do valor da emissão em função da ausência de tabela: os valores mostrados têm como referências dezenas de pesquisas realizadas para a elaboração do post. Contudo, não há garantia que a Smiles vá manter o resgate no valor mostrado, tendo em vista que inexiste tabela fixa, como comentamos na matéria.

Comentário

Esse é mais um bom exemplo das dezenas de boas oportunidades de emissões que temos a explorar no nosso microcosmos de milhas e pontos, como falamos no post inicial dessa série semanal.

Esteja certo que teremos incontáveis encontros nas próximas sextas-feiras, pois há muitas emissões interessantes a mostrar.

Como dito no início da série, optamos por abordar apenas uma boa emissão por semana, mas oferecendo todas as informações que você precisa saber para tirar proveito da oportunidade, inclusive todos os pros e contras que se aplicam a essa emissão.

Com esse resgate da Cidade do México para São Paulo, damos sequência à segunda fase da série, mostrando voos a partir dos destinos da primeira fase.

E você, já conseguiu aproveitar essa excelente emissão da Smiles?

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.