fbpx

Como funciona a lista de espera da Singapore Airlines

Guias Notícias Tutoriais

Por Dymitri Leão

Desde que os cartões American Express do Santander firmaram uma parceria com o programa de fidelidade KrisFlyer (leia aqui), da companhia aérea Singapore Airlines, muitos leitores se mostraram interessados em aprender mais sobre o programa, e o Passageiro de Primeira irá te ajudar nesta missão. Se você já realizou buscas de passagens aéreas no KrisFlyer, certamente já se deparou com uma lista de espera (wailist). Se você não sabe como funciona a lista de espera da Singapore Airlines, neste post iremos explicar em detalhes o seu conceito e funcionamento, bem como iremos comentar acerca das melhores técnicas para poder se beneficiar da lista de espera e conseguir emitir as suas tão sonhadas passagens com a Singapore Airlines.

lista de espera singapore airlines

Para entender a lógica por trás da lista de espera da Singapore Airlines, sugerimos fortemente a leitura cuidadosa e a devida compreensão do primeiro tópico da lista a seguir, intitulado “Faturamento das companhias aéreas, programas de fidelidade e bancos”. Boa leitura. 😉

pular para…


Faturamento das companhias aéreas, programas de fidelidade e bancos

De forma geral, as companhias aéreas possuem setores dedicados a calcular o faturamento da malha aérea da companhia, analisando os padrões estatísticos de ocupação dos voos, precificação das passagens, custos operacionais, etc. O objetivo é claro: maximizar o lucro da operação como um todo.

São utilizados modelos matemáticos robustos, que envolvem o processamento de uma enorme quantidade de dados coletados ao longo do tempo. Logo, faz-se necessário inclusive utilizar técnicas computacionais que fogem do tradicional e que são estudadas numa área de conhecimento chamada de Big Data.

Quando uma companhia aérea deixa de vender um assento pagante e ao invés disto o oferta para ser resgatado com milhas/pontos do seu programa de fidelidade, o impacto financeiro é contabilizado de forma rigorosa, pois em linhas gerais a venda de um assento em dinheiro é muito mais rentável para a companhia aérea do que o resgate deste mesmo assento com milhas/pontos.

Contudo, é estatisticamente impossível que uma companhia venda 100% dos assentos de todos os voos da sua malha aérea. Desta forma, como as companhias aéreas fazem para tentar aumentar ainda mais o seu faturamento? A resposta para essa questão veio com a criação dos programas de fidelidade.

Vejamos como a ideia por trás disso é genial. Uma vez criado o programa de fidelidade, a companhia busca a fidelização dos seus clientes através da oferta de uma determinada quantidade de assentos em seus voos, que poderão ser resgatados com milhas/pontos, de acordo com as regras de cada programa de fidelidade.

Isso gera uma série de oportunidades para os clientes, desde voos regulares a baixíssimo custo, inclusive experiências que não seriam possíveis para determinado público pagar em dinheiro (por exemplo, voos de longa duração em Primeira Classe), entre outras.

Tenha em mente que essas milhas/pontos não são de graça. Não ache que o programa de fidelidade da companhia aérea fornece de graça suas milhas/pontos para os emissores de cartão de crédito, por exemplo. Essas milhas são vendidas, e as operações chegam a ser bilionárias!

Se o emissor do cartão de crédito te oferece o acúmulo de milhas/pontos de acordo com as suas compras, também não o faz de graça, pois ele lucra sobre uma porcentagem dos valores das compras que você faz, e eventualmente sobre a anuidade do cartão de crédito, se você pagar essa despesa, além de demais taxas. Não existe almoço grátis.

No momento em que você resgata uma passagem com milhas/pontos, o programa de fidelidade da companhia aérea rastreia que aquelas milhas/pontos, cujo valor agregado ela já recebeu de forma antecipada, estão sendo utilizadas agora e então devem ser contabilizados de forma adequada nos registros de receitas e despesas da companhia. É “simples” assim.

O próprio acúmulo de milhas/pontos oferecido pelos programas de fidelidade bancários usam a mesma premissa dos programas de fidelidade de companhias aéreas, que é fidelizar os clientes oferecendo vantagens. É um ciclo que se repete. 😉

Vamos a um exemplo prático e com valores fictícios. Suponha que a Singapore Airlines venda ao Santander 140.000 milhas do seu programa de fidelidade KrisFlyer por US$1.400. Digamos que você realizou diversos gastos no seu cartão American Express do Santander e acumulou 140.000 pontos no Membership Rewards.

Em seguida, você transferiu esses pontos para o KrisFlyer, terminando este ciclo de acúmulo e transferência com 140.000 milhas na sua conta do KrisFlyer.

Entrando no site da Singapore Airlines, suponha que você realizou um resgate na Classe Executiva do voo SQ21, de Newark (código IATA: EWR) para Singapura (código IATA: SIN), decolando no dia 23/08/2022.

Veja abaixo que o custo total do voo é de 140.000 milhas mais US$5,60.

Quando você resgatar essas 140.000 milhas, a Singapore Arilines irá computar que os US$1.400 que ela recebeu do Santander de forma antecipada agora foram utilizados para pagar a referida passagem, acrescidos dos US$5,60 que você pagou em taxas. Entretanto, vamos ver por quanto a Singapore Airlines vende o mesmo voo em dinheiro.

Conforme a imagem acima, o valor total recebido pela Singapore seria de US$3.644,80, já acrescidas as taxas. Logo, trata-se de uma diferença fictícia de US$2.239,20 (US$3.644,80 – US$1405,60) na receita da Singapore Airlines para esse assento. E por quê fictícia? Porque assumimos um valor fictício na compra de milhas do KrisFlyer por parte do Santander.

Não sabemos exatamente qual é esse valor, mas mesmo que o Santander pagasse o dobro, ou seja, US$2.800, a diferença de receita da Singapore Airlines ainda seria de US$839,20, um valor considerável para apenas 1 assento. Imagine isso multiplicado por muitos assentos, especialmente em uma aeronave grande como um Airbus A-350.

Se a Singapore Airlines tivesse certeza de que venderia 100% dos assentos nesta rota todos os dias do ano, o que é estatisticamente impossível, claro, provavelmente não haveria disponibilidade para resgate com milhas nesse voo, ou ela seria absurdamente mais reduzida do que já é.

Contudo, veja que a 2 meses do voo, pelo mapa de assentos do ExpertFlyer há um indicativo de que a ocupação da Classe Executiva está em apenas 27,69% (100% x 18 / 65), o que justifica uma eventual tentativa de aumentar o lucro do voo liberando alguns assentos para resgate com milhas, que ainda se mostram disponíveis.

Percebeu como o modelo dos programas de fidelidade é interessante? Como objetivo final, a companhia aérea quer obviamente aumentar o seu faturamento e consequente lucro! Oferecer alguns assentos para resgate com milhas/pontos permite uma grande fidelização de clientes, que conseguem realizar voos a custos reduzidos, algumas vezes surrealmente baixos (já ouviu falar dos sweet spots?), além de gerar uma verdadeira corrida para o acúmulo de milhas/pontos, marketing “boca a boca”, etc. Não é exatamente por isso que você é leitor do Passageiro de Primeira? 😉

E veja o mais interessante pelo lado da companhia aérea: isto tudo ocorre com ela faturando por assentos que na média estatística não seriam vendidos em dinheiro. Genial? Com certeza! Indo além: as companhias aéreas são hoje fortemente dependentes dos seus programas de fidelidade, e sem a existência deles provavelmente muitas já teriam decretado falência, principalmente durante toda a problemática recentemente enfrentada em 2020 e 2021.

Você pode ter ficado ainda com uma dúvida: “E como o banco lucrou nesta operação? Ele me deu uma viagem dos sonhos de graça?!” Vejamos… Se você possuir um cartão de crédito American Express The Platinum Card do Santander, a anuidade do cartão custa R$1.449,96, ou US$282,64 no momento de escrita deste post (dólar americano comercial valendo 5,13). Este cartão acumula 2,2 pontos por dólar gasto e o spread cobrado pelo Santander é de 6%.

Logo, para que você possa acumular 140.000 pontos no Membership Rewards, deverá gastar aproximadamente R$346.041,82 (1,06 x 5,13 x 140.000 / 2,2). Sempre que você usa um cartão de crédito, sobre o valor da transação é cobrada uma taxa de processamento pelo emissor do cartão, em torno de 3% a 5%.

Se considerarmos a taxa de 3%, então o banco lucraria R$10.381,25, ou US$2.023,64 no momento de escrita deste post.

Desse valor arrecadado, o banco ainda irá repassar uma parte para a bandeira do cartão, no caso a American Express. Contudo, veja que ainda irá sobrar lucro para o banco, mesmo que ele conceda a você uma isenção de anuidade do cartão de crédito, por exemplo estipulando metas de gastos. Novamente, não existe almoço grátis e nenhum banco é instituição filantrópica. Como qualquer outra empresa, eles visam o lucro, o que não é errado de forma alguma. Reflita sobre isso.

Uma última informação a respeito do tema: no exemplo acima, não levamos em consideração a expiração de milhas/pontos, mas ela ocorre de forma gigantesca todos os anos, atingindo quantidades de bilhões de milhas/pontos! Quando você acumula milhas/pontos e não as utiliza, o que você acha que acontece com os lucros das operações citadas anteriormente, relativas às companhias aéreas, programas de fidelidade e bancos? Reflita novamente. 😉


Exemplo prático da lista de espera (waitlist) da Singapore Airlines

Agora que já falamos sobre o funcionamento dos programas de fidelidade em termos da busca pelo aumento do lucro da malha da companhia aérea, vamos mostrar um exemplo prático para contextualizar a questão da lista de espera da Singapore Airlines. De todas as companhias aéreas e programas de fidelidade que conheço, a Singapore Airlines é a única que através do KrisFlyer oferece o que vamos chamar de “quase disponibilidade” de assento para resgate com milhas.

Trata-se de um estágio intermediário entre ter ou não ter disponibilidade de assento para resgate com milhas em determinado voo. Confuso? Calma que vamos explicar do que se trata essa particularidade do KrisFlyer.

Antes, gostaríamos de relembrar que sejam em passagens One Way ou de ida e volta (Roundtrip), os resgates no KrisFlyer podem ser realizados em duas categorias, a depender da disponibilidade: Saver (mais econômica, porém mais restrita) e Advantage (mais cara, porém menos restrita).

Vamos considerar como exemplo o voo SQ231, de Singapura para Sydney no dia 21/08/2022. Conforme exibido na imagem abaixo, nesta data o voo em questão não possui lista de espera na Classe Executiva, embora só possa ser emitido de imediato por 90.000 milhas na tarifa Advantage, que é mais cara do que a Saver.

lista de espera singapore airlines

O mesmo voo na Primeira Classe possui uma lista de espera na tarifa Advantage por 155.000 milhas. Logo, mesmo que você tenha essa quantidade de milhas na conta, não conseguirá emitir o voo de imediato.

lista de espera singapore airlines

O que acontece então? Se você tiver em conta as milhas necessárias para emitir o voo, poderá solicitar a sua entrada na lista de espera e aguardar pacientemente para ver se a Singapore Airlines eventualmente irá te confirmar ou não no voo. Isso irá acontecer no máximo 14 dias antes do voo. Arriscado? Com certeza! É imprescindível ter um plano B caso a lista de espera se encerre sem que você seja confirmado no voo!

Nos próximos tópicos, vamos explicar em detalhes o processo de criação e finalização das listas de espera, qual é a lógica utilizada pela companhia e estratégias para que você aumente as suas chances de ser confirmado nos voos da Singapore Airlines.


Explicando a lista de espera

A Singapore Airlines possui uma equipe de análise de faturamento da malha aérea que eles costumam chamar de Relevant Team (Equipe Relevante, em tradução livre). O Relevant Team é o responsável por fazer todos os estudos e determinar se em determinado voo vale a pena liberar ou não mais assentos com milhas, de acordo com a expectativa deles na capacidade da Singapore Airlines vender ou não mais assentos com dinheiro.

Quando a quantidade de assentos vagos no voo atinge o que eles consideram como limite aceitável a partir do qual eles esperam vendê-los em dinheiro, eles simplesmente travam os resgates com milhas. Mas ao invés de simplesmente dizer que não há disponibilidade, eles abrem uma lista de espera (waitlist)!

E quais são as regras de funcionamento desta fila de espera? Veja a seguir.

  1. Apenas há lista de espera em voos da Singapore Airlines e da sua subsidiária SilkAir. Logo, os voos de companhias parceiras, por exemplo as da Star Alliance, não possuem lista de espera, e por um motivo óbvio: a Singapore Airlines não controla o inventário de assentos das suas parceiras, tampouco possui qualquer gerência sobre a disponibilidade das mesmas em liberar assentos a serem resgatados com milhas/pontos.
  2. As listas de espera sempre ficarão abertas até no máximo 14 dias da data do voo.
  3. Enquanto você estiver em uma lista de espera, nenhum valor será cobrado, seja em milhas ou dinheiro.
  4. Você pode adicionar quantos passageiros quiser numa mesma lista de espera, dentro de uma mesma reserva. Porém, só poderá fazer isso se já tiver em conta a quantidade total de milhas requerida para realizar a emissão para todos os passageiros.
  5. Você pode entrar em quantas listas de espera quiser, ou seja, pode tentar resgate em múltiplos voos que apareçam com lista de espera. Entretanto, você deve ter milhas suficientes em conta para poder pagar pelo menos o voo que estiver mais caro. Por exemplo, se você deseja entrar na lista de espera do voo “A”, que cobra 86.000 milhas, e na lista de espera do voo “B”, que custa 140.000 milhas, você precisa ter no mínimo 140.000 milhas na sua conta do KrisFlyer. Se você só tiver 140.000 milhas na sua conta e quiser em seguida entrar nas listas de espera dos voos “C”, “D”, “E”… poderá fazê-lo, desde que nenhum desses voos adicionais cobre mais do que 140.000 milhas.
  6. Se você tiver uma reserva paga na tarifa Advantage, não poderá ingressar na lista de espera da tarifa Saver no mesmo voo. No entanto, se for um outro voo você pode, ainda que seja na mesma data e na mesma rota.
  7. Em complemento a regra 6, você pode entrar na lista de espera das tarifas Saver ou Advantage de determinado voo se já tiver uma reserva paga em dinheiro neste mesmo voo.

O mais interessante da regra 7 é que o sistema do KrisFlyer não consegue detectar que você já possui a reserva pagante. Neste caso, se ao final da lista de espera você for contemplado com uma vaga para resgate com milhas, poderá cancelar a reserva pagante mediante multa e em seguida reservar o mesmo voo com milhas.

Um ponto muito negativo das listas de espera da Singapore Airlines é que você não sabe em que posição você entrou na lista, ou seja, fica muito difícil de prever as suas reais chances de ser contemplado com o resgate do voo com milhas. A regra geral é que a lista de espera é por ordem de ingresso. Entretanto, há uma priorização na lista de acordo com o status dos clientes no KrisFlyer, ou seja, eles ficarão no topo da lista de espera mesmo que tenham entrado nela depois.

Por exemplo, suponha que já exista a seguinte lista de espera para um determinado voo:

  1. Cliente “A” – status Silver no KrisFlyer;
  2. Cliente “B” – sem status no KrisFlyer; e
  3. Cliente “C” – sem status no KrisFlyer.

Se você não tiver nenhum status no KrisFlyer, poderá ingressar na fila em 4º lugar. Se você tiver status Silver, poderá ingressar na fila em 2º lugar, pois você tem prioridade sobre clientes sem status, mas um outro cliente com status Silver já entrou na lista de espera antes de você. Por fim, se você possui status Gold no KrisFlyer, ocupará o 1º lugar na fila, mesmo tendo sido o último a entrar.

O exemplo acima demonstrou um ponto muito positivo, pois a lista de espera é totalmente meritocrática, beneficiando os clientes com os maiores status no KrisFlyer e também aqueles que entraram primeiro na fila, nesta ordem de prioridade. Contudo, mesmo que você tenha o maior status do KrisFlyer e esteja em 1º lugar em todas as listas de espera que entrar, nada disso importa se a Singapore Airlines não liberar um único assento para ser resgatado com milhas nesses voos. E como ela determina isso: é simples, leia o tópico anterior sobre o faturamento da companhia aérea. Em resumo, o lucro esperado pela companhia no voo é o fator chave!

De acordo com a regra 2, as listas de espera ficam ativas até 14 dias da data do voo. O que acontece se finalizar o prazo e você não receber nenhuma notificação? Simplesmente considere que sua tentativa fracassou e acione o plano B! E se você receber um comunicado de que surgiu vaga no voo e você foi contemplado na lista de espera, o que fazer? Bem, primeiramente comemore muito! 🙂

Em segundo lugar, tenha em mente que a sua reserva não será automaticamente confirmada! Será dado um prazo para que você finalize a sua emissão, e se você não o fizer, a vaga será oferecida para o próximo da fila, e assim sucessivamente, então fique sempre atento a sua conta de e-mail! E que prazo será esse? Isso varia muito e depende da antecedência do voo!

Há relatos diversos, por exemplo de listas de espera liberando vagas com 2 meses de antecedência e dando um prazo de 3 semanas para a finalização da reservas, até casos em que a lista de espera liberou vagas próximo do limite de 14 dias e com prazo de apenas 3 dias para a finalização da reserva. Logo, se você entrar em uma ou mais listas de espera da Singapore Airlines, fique de olho no seu e-mail constantemente. 😉

Obviamente, você não é obrigado a finalizar a reserva quando receber o comunicado do KrisFlyer! Você é livre para mudar seus planos como quiser, e desistir de emitir um voo é mais comum do que se possa imaginar. Por isso, mesmo que você não esteja muito confiante ao entrar numa lista de espera imaginando que não tenha chances, por exemplo por não ter status no KrisFlyer, saiba que muitos clientes entram em inúmeras listas de espera mas acabam confirmando poucas ou às vezes apenas uma delas, quiça nenhuma. Logo, todos tem chances, sejam elas maiores ou menores.

Sobre a regra número 5, há uma exceção. Se você fizer a reserva por telefone, poderá entrar na lista de espera mesmo sem ter todas as milhas necessárias na sua conta, por exemplo se você está esperando que elas sejam creditadas em alguma transferência. Contudo, garanta que terá a quantidade suficiente de milhas na sua conta se for contemplado na lista de espera antes do prazo de finalização da reserva expirar.

Se ainda assim você não tiver todas as milhas na conta e precisar de um pouco mais de tempo, pode ser que o Relevant Team da Singapore Airlines te conceda mais tempo por telefone, mas isso não é regra e vai depender muito da antecedência do voo e da boa vontade do atendente. Logo, não conte com isso e esteja preparado para realizar a emissão em tempo hábil!

No próximo tópico, vamos comentar acerca de estratégias para o uso da lista de espera da Singapore Airlines, de forma a maximizar as suas chances de sucesso.


Estratégias para o uso da lista de espera

A primeira regra de ouro para obter sucesso em uma lista de espera é entrar nela o quanto antes. Visto que a Singapore Airlines libera os assentos com 355 dias de antecedência, você consegue se planejar com praticamente 1 ano de antecedência, o que é ótimo! Mesmo que você não tenha status no KrisFlyer, se você entrar cedo numa lista de espera, as suas chances aumentam consideravelmente.

Além de liberar assentos com os 355 dias de antecedência, é comum que a Singapore Airlines libere assentos a partir de 3 semanas da data do voo, então nesse meio tempo em que você vê uma lista de espera, não “jogue a toalha” e desista dos planos. Persistência aqui é a chave do sucesso, mas lembre-se de ter um plano B caso não tenha sucesso na lista de espera.

Um ponto importante sobre a antecedência na entrada da lista de espera é saber que a Singapore Airlines eventualmente libera novos assentos em “rounds” (rodadas), ou seja: de tempos em tempos, ela pode ir liberando os assentos, e quanto antes você entrar na lista de espera, em mais rodadas você irá participar, aumentando portanto suas chances de êxito. Há como saber se vai haver um ou mais rounds e/ou quantos assentos serão disponibilizados eventualmente em um round? Não. E por quê?! Se você leu cuidadosamente o primeiro tópico deste post, entendeu que tudo depende da expectativa de lucro da companhia a depender da rota e da data do voo, e sobre isso não temos nenhum controle.

Como exposto na regra 5 do tópico anterior, não há limites na quantidade de listas de espera em que você pode participar. Logo, se você possui flexibilidade, entre no maior número de listas de espera que você puder para uma determinada rota, ou eventualmente considere algumas rotas alternativas e depois pense em como se reposicionar com outro(s) voo(s) até o seu destino final desejado.

Por exemplo, suponha que você quer voar de Singapura (código IATA: SIN) para Los Angeles (código IATA: LAX), mas o voo está em lista de espera. Você pode entrar na lista de espera deste voo e também checar o voo de Singapura para São Francisco (código IATA: SFO). Se ele também estiver em lista de espera, entre nela da mesma forma. Você terá 2 chances de conseguir um assento disponível.

waitlist singapore airlines

A distância de SFO a LAX é de apenas 543 km, conforme mostra a imagem abaixo, retirada do GCMap.

waitlist singapore airlines

Logo, você poderá pegar um outro voo para LAX sem grandes problemas, pois há muitas opções e a preços convidativos, conforme ilutrado abaixo, em imagem retirada do ITA Matrix.

waitlist singapore airlines

Sobre a regra 4, considerando uma reserva com mais de um passageiro, é importante verificar se há pelo menos 1 assento disponível sem lista de espera. Explicamos: às vezes só há 1 assento disponível e se você procurar por 2, irá se deparar com uma lista de espera. Ou por exemplo, às vezes há 2 assentos disponíveis mas você fez a busca por 3 passageiros e apareceu uma lista de espera, e assim sucessivamente.

Se houver uma quantidade de assentos sem lista de espera no voo, é uma boa prática que você os confirme e só depois entre na lista de espera para os demais. Além disso, uma dica de ouro é que se entre numa lista de espera com 1 passageiro por vez. E por quê? Vamos explicar…

Imagine a seguinte situação: você quer fazer uma reserva com 3 passageiros em uma determinada rota. Havia 1 assento disponível e você o resgatou. Em seguida, o voo entrou em lista de espera e você adicionou os 2 passageiros restantes de uma vez. Suponha que a Singapore Airlines realizou diversos rounds e em cada um deles foi liberando 1 assento.

Como você entrou na lista de espera com 2 passageiros de uma só vez, em todos os rounds você foi desconsiderado, mesmo que estivesse em ótima posição na lista de espera, porque naqueles rounds nunca foi liberado mais do que 1 assento. Ao final, a lista de espera se encerrou e você não conseguiu os 2 assentos!

Em contrapartida, se você tivesse entrado na lista de espera com 1 passageiro por vez, ou seja, em 2 reservas distintas, poderia ter conseguido os assentos durante os sucessivos rounds. Em resumo, siga esta dica: sempre entre na lista de espera com 1 passageiro por vez! Desta forma, suas chances de conseguir o(s) assento(s) necessário(s) serão muito maiores.

Mais uma dica de ouro: primeiro entre em todas as listas de espera possíveis e somente depois realize alguma(s) emissões de backup. Se você fizer isso para voos na mesma rota e dia, a Singapore Airlines pode inclusive trocar o seu voo de graça!

Vamos analisar o seguinte exemplo: você quer voar de Singapura para Los Angeles no dia 17 de outubro de 2022. Ao realizar a sua busca, você viu que o voo direto (SQ38) operado no Airbus A350-900 está com lista de espera para a Classe Executiva Saver por 95.000 milhas do KrisFlyer. Contudo, existe um voo (SQ12) com conexão em Tóquio (código IATA: NRT) operado no Boeing 777-300ER, cuja Classe Executiva Saver custa as mesmas 95.000 milhas e não está com lista de espera.

lista de espera singapore airlines

Qual seria então a melhor estratégia neste caso? Primeiramente, entre na lista de espera do voo desejado, que é o voo direto (SQ 38). Em seguida, confirme a reserva no voo SQ12, com a conexão em Tóquio. Se você for contemplado com um assento na lista de espera do voo SQ38, basta ligar para a Singapore Airlines e eles irão trocar você de voo e de graça! Isto porque se tratam de 2 voos que saem no mesmo dia e cumprem a mesma rota em termos de origem e destino final. Muito bom, não é mesmo? Use isto ao seu favor sempre! 😉

Na pior das hipóteses, você não conseguirá um assento no voo direto e terá que ir no voo com conexão, ou então você pode cancelar a reserva já realizada (mediante multa) e partir para uma outra opção do seu plano “B”. Para os Aviation Geeks de plantão: será que adicionar uma conexão no Japão seria mesmo tão ruim assim, mesmo mudando o modelo da aeronave? 🙂

Por fim, há duas estratégias muito importantes para você considerar! A primeira delas é sempre checar a disponibilidade dos voos em que você está na lista de espera. Isso porque há alguns relatos na internet de que assentos se tornaram disponíveis sem lista de espera no site do KrisFlyer, mas o sistema da lista de espera da Singapore Airlines não avisou por e-mail. Trata-se de uma falha conhecida do setor de TI da Singapore Airlines, infelizmente.

A segunda é que você pode “dar uma forcinha” mandando um “lembrete” para o Relevant Team da Singapore Airlines. 🙂 De tempos em tempos, ligue para a Singapore Airlines e peça para eles enviarem um “chaser” para o Relevant Team. Desta forma, você estará educadamente solicitando que eles verifiquem se já é possível liberar assentos na sua lista de espera e eventualmente te oferecerem a oportunidade de finalizar a reserva. Isso não vai funcionar 100% do tempo, mas há relatos de pessoas que conseguiram liberar assentos na lista de espera e com antecedência razoável de meses só por terem enviado um “chaser” para o Relevant Team.

Entenda que por trás da lista de espera da Singapore Airlines, há uma forte influência do fator humano, na figura do Relevant Team, que analisa uma quantidade absurda de informações sobre toda a malha da Singapore Airlines, e que eventualmente pode falhar em analisar a sua lista de espera, por exemplo. Logo, não é mal visto por eles o envio de um “chaser”. 😉 Obviamente, não abuse da gentileza. Se você está em muitas listas de espera, envie um “chaser” em apenas 2 ou 3 listas de espera por vez, no máximo.

Quanto mais próxima a data do voo, maior é a chance da Singapore Airlines liberar assentos extras e então mais efetivo será o “chaser” que você enviar para o Relevant Team.


A ocupação de assentos não é o único fator a considerar

Obviamente, quanto mais assentos vagos existirem em um voo, maiores as chances de você ser bem sucedido em uma lista de espera da Singapore Airlines. Entretanto, tenha em mente que não é apenas a quantidade de assentos vagos que irá determinar o seu sucesso ou não. Você pode ser o primeiro da lista de espera, todos os assentos de uma determinada classe podem estar vagos e mesmo assim você pode não conseguir reservar o voo!

Parece loucura o que acabamos de escrever, mas na verdade faz bastante sentido e vamos te mostrar o porquê! Você se lembra que no primeiro tópico deste post nós comentamos brevemente sobre os modelos matemáticos que são utilizados para a predição da ocupação dos voos, certo? Agora imagine o seguinte: a Singapore Airlines sabe que estatisticamente em uma determinada rota sempre sobram 3 a 4 assentos dos 6 disponíveis na Primeira Classe do A-380. Se toda vez ao chegar nos 14 dias de limite para a lista de espera ela liberasse assentos (eventualmente todos) na Primeira Classe deste voo, perguntamos a você: qual seria o estímulo para que alguém comprasse um assento nesta Primeira Classe em dinheiro? A resposta é: nenhum!

Oras, bastaria então aguardar os 14 dias e pronto, a Singapore liberaria os assentos para encher a Primeira Classe e faturar algum dinheiro com isso, e os felizardos a serem contemplados na lista de espera iriam voar tendo gasto muito pouco por isso, por utilizarem milhas. Isso seria previsível demais!

O que a Singapore Airlines faz então? Ela adiciona um fator randômico na liberação desses assentos vagos, ou seja, a distribuição eventual será totalmente aleatória, de modo que ninguém poderá prever se haverá assentos sendo liberados nas listas de espera, ou até mesmo quantos seriam eventualmente liberados.

Logo, se alguém está disposto a realmente confirmar uma vaga em determinada classe e em determinado voo, terá duas alternativas: pagar em dinheiro, ou eventualmente realizar a reserva com milhas mas na tarifa Advantage (se disponível), que como já mostramos é muito mais cara do que a tarifa Saver. Em ambos os casos, a Singapore Airlines atinge o seu objetivo de aumentar o lucro do voo! Percebe agora como o processo é na verdade bastante lógico?

Vamos exemplificar isso com um estudo de caso. Consideremos novamente o voo SQ231, de Singapura para Sydney no dia 21/08/2022, que utilizamos de exemplo anteriormente.

lista de espera singapore airlines

Na Primeira Classe deste voo, pelo mapa de assentos do ExpertFlyer há um indicativo de que a ocupação está em 33,33%  (100% x 2/6) no momento de escrita deste post.

waitlist singapore airlines

Logo, com 4 assentos sobrando a Singapore Airlines já abriu lista de espera.

Vejamos agora o voo SQ406, de Singapura para Nova Deli (código IATA: DEL) no dia 01/08/2022.

waitlist singapore airlines

Perceba que é possível reservar online e sem lista de espera incríveis 4 assentos na Primeira Classe da mesma aeronave do voo para Sydney, um Airbus A-380. Mesmo sendo na tarifa Advantage, que é muito mais cara do que a tarifa Saver, considero que achar 4 assentos disponíveis online e sem lista de espera é uma típica emissão “unicórnio”, ou seja: raríssima!

waitlist singapore airlines

Veja que no momento de escrita deste post, há um indicativo de que o voo em questão está vazio na Primeira Classe.

Eu particularmente nunca tinha conseguido reservar mais de 3 assentos de uma única vez na Primeira Classe da Singapore Airlines (já cheguei a reservar 3 de 4 assentos), e nem vi relatos de alguém que tenha reservado 4 destes assentos de uma só vez. Os exemplos acima provam então que a liberação de assentos pelo Relevant Team é randômica/aleatória e não depende apenas da quantidade de assentos vagos no voo!

Isto porque o voo para Sydney já entrou em lista de espera com um indicativo de apenas 2 assentos ocupados (que não sabemos se fora resgatados com milhas), enquanto o voo para Nova Deli possibilitou a escolha de 4 assentos de uma só vez, sem entrar em lista de espera, o que ressaltamos que foi um achado fantástico!


Comentário

Ufa, depois de uma extensa análise sobre como funciona o faturamento de companhias aéreas, programas de fidelidade e bancos, analisamos a fundo a lista de espera (waitlist) da Singapore Airlines, que é uma das particularidades do seu programa de fidelidade, o KrisFlyer.

Mostramos toda lógica por trás da lista de espera, as suas regras, exemplos práticos e estratégias para o uso da lista de espera da Singapore Airlines. Além disso, durante a escrita deste post ainda foi possível estabelecer um marco estatístico (data point) incrível, constatando que é possível reservar 4 assentos de uma única vez e online na cabine de Primeira Classe mais exclusiva da aviação comercial no momento: a Primeira Classe da Singapore Airlines no Airbus A-380!

Veja abaixo uma foto da nova cabine de Primeira Classe da Singapore Airlines no Airbus A-380 quando é retirada a parede divisória entre duas suítes adjacentes e se forma a famosa suíte dupla! Fantástico, não acha?!

Não deixe de conferir também o nosso post sobre alguns dos melhores resgates do KrisFlyer: “Sweet Spots do KrisFlyer: alguns dos melhores resgates usando milhas da Singapore Airlines“.

Também é importante ressaltar que a partir do dia 05 de julho de 2022 a Singapore irá reajustar a sua tabela de resgate com milhas. Veja aqui: “Má notícia! Singapore anuncia reajustes nas tabelas do KrisFlyer e mudanças na política de stopover“.

Devido a esta mudança, se a sua lista de espera só for encerrada após o dia 05 de julho de 2022, os valores cobrados já serão os reajustados.

Você já conhecia as listas de espera da Singapore Airlines? Por acaso já foi contemplado em alguma delas? Conte para nós utilizando a seção de comentários abaixo e enriqueça o debate.

Seguro Viagem
Seguro Viagem
Ganhe 10% de desconto na contratação do seu seguro!
Supermercado
Supermercado
Ganhe 25% de desconto na primeira compra e 10% de cashback nas próximas!
Hotéis
Hotéis
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2023!
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Cartão Pão de Açúcar Itaú
Ganhe 1 ponto por R$ 1 gasto!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Clube 1.000
Clube 1.000
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.