fbpx

Economizando mais de R$ 200 mil para as Maldivas, África e Oriente Médio – Leitor de Primeira

Leitor de Primeira Notícias

Por Igor Tonetti

Hoje no quadro #LeitorDePrimeira, vamos compartilhar um relato do nosso leitor Gabriel, que conseguiu emitir passagens com a Qsuite para as Maldivas, além de outras passagens e hospedagens com milhas e pontos na África e Oriente Médio. No total, ele economizou um montante de R$ 200 mil. Confira!

Leitor de Primeira Nova York Ultra


Relato de Primeira

Voo de ida

Tudo começou com a famigerada vontade de viajar na Qsuite, através dos pontos LATAM Pass. Como moramos no interior do Rio de Janeiro, haveria a necessidade de sairmos de Campos dos Goytacazes até o Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU). Com uma certa antecedência, é possível encontrar bem em conta o voo CAW x VCP, que foi emitido com pontos TudoAzul conforme abaixo:

Esse pontos foram gerados de forma orgânica, através do cartão Azul Visa Infinite Itaú. Como sou diamante desde a aquisição do cartão, tenho direito a 3 malas. O mesmo voo de forma pagante pela Azul sairia, por pessoa, R$ 457,23, conforme foto abaixo:

Bom, acumulei bastantes pontos na Esfera e peguei transferência bonificada para o LATAM Pass, mas infelizmente na emissão tive que recorrer a uma loja LATAM Travel para que fosse emitida com sucesso devido ao site não funcionar corretamente. Isso me custou 120.000 Pontos + 68,49 reais + R$ 300 (loja da LATAM) por passageiro, fora as milhas orgânicas, sem nenhum tipo de compra, somente a assinatura básica do LATAM Pass Clube 1000 no valor de R$ 42,90.

A passagem foi emitida em 3 de Maio de 2021 para voarmos em 13 de Março de 2022. No entanto, por motivos de trabalho, eu não conseguiria realizar essa viagem nessa data e as taxas de remarcações são absurdas, como todos vocês sabem.

Ai eu soube do pulo do gato: quem emitiu Qsuite e teve alteração no voo para outra biz que não fosse Qsuite seria ressarcido ou poderia remarcar sem custos, que foi exatamente o que fiz: remarquei para Fevereiro de 2023. Olha o valor dessa biz na foto abaixo:

Próximo passo foi achar hotel em Doha, partindo do princípio que sou Globalist na rede Hyatt.

A Qatar oferece um serviço de Stopover de até 4 noites com preços bem sugestivos, a partir de 17 USD por passageiro. Achei um hotel da rede Hyatt no site da Qatar e usei a garantia de preço, realizando a reserva através do próprio site da Hyatt – sabe o por quê? A partir do momento que você acha uma tarifa mais em conta, a rede Hyatt te oferece a mesma tarifa mais barata + 20% de desconto ou 5.000 pontos Hyatt.

Segue abaixo o valor encontrado diretamente no Hyatt:

Voo para as Maldivas

Bom, agora foi um grande dilema para que conseguíssemos montar um roteiro partindo desse princípio da utilização da Qsuite indo pro Oriente Médio. Pesquisei bastante, mas infelizmente Filipinas e Indonésia (ideia era somente Bali) são destinos que nessa época do ano se tornam impraticáveis pelas constantes chuvas. Portanto, eles foram logo descartados.

Sabia que deveria encontrar uma passagem de retorno oriunda de algum Hub grande, facilitando as minhas pesquisas, a partir de então comecei a saga. De Doha, encontrei disponibilidade com a Qatar para as Maldivas, onde tinha como ideia chegar na ilha o mais cedo possível para poder aproveitar o dia desde cedo.

Achei um voo saindo as 02:00 e chegada as 08:40, gastando 35.000 Milhas + R$ 394,24 em taxas aeroportuárias. Emissão feita de forma online, sem maiores problemas. Bom, essas milhas foram geradas na aquisição do cartão, onde recebemos 40.000 milhas bônus, e desde então se tornou minha principal fonte de geração milhas, pelo programa da American Airlines ser tão confiável, e de fácil utilização/emissão. Segue abaixo nossa emissão:

Na passagem pagante esse voo custaria por pessoa aproximadamente 983 dólares, aproximadamente R$5400,00, conforme foto abaixo:

Agora vem a parte mais difícil, achar uma tarifa nas Maldivas que não fosse tão onerosa, e fizesse com que a gente desfrutasse do que aquele lugar instragramavel tem a nos oferecer. A ideia principal sempre foi achar algo que fosse all inclusive, devido ao altos valores praticados por lá, tanto nos drinks como nas refeições. Tentei pelo programa do IHG, pelo Bonvoy, mas todos com valores beirando a loucura.

Bom, sempre fui fã do programa da Accor, consegui realizar boas estadias ao redor do mundo, sempre utilizando os benefícios do status Gold, como welcome drinks e late checkout, mas como? Pagando os 40 euros cobrados por eles para aquisição do status. 

Bom como meus pontos foram gerados por lá:

  • Transferências bonificadas da Smiles para a Accor;
  • Transferência do TudoAzul para a Accor; e
  • Através de geração de pontos no Premmia e transferindo a cada 6 meses a custo zero para o TudoAzul e assim a saga permanecia.

Consegui pegar uma promoção da Accor, chamada “Stay more, pay less”, e ficou dessa forma abaixo:

Bom, ainda resta um bom montante a ser pago no hotel, no entanto, o que eu conseguir transferir para a Accor até o momento do meu check-in pode ser utilizado para quitar no momento da chegada lá. Lembrando as promoções dessa semana, transferi da Livelo para Accor e da Smiles para a Accor e pretendo reduzir esse custo o máximo possível.

Hospedagens da viagem

O Hotel escolhido foi o Angsara Velavaru – por esse valor não foi um quarto sob as águas, vou rezar para conseguir o Upgrade de quarto utilizando o Status Gold da rede. Segue foto do hotel:

Esse hotel requer Hidroavião da ilha de Male, com um custo bem puxado de 480 dólares por pessoa ida e volta. Exemplificando essa mesma tarifa reservando através do Booking sairia em algo no valor aproximado de R$37.000,00.

Após o final dessa tão sonhada estadia, vamos para Dubai. Destino que já conhecemos e gostaríamos muito de retornar. Vamos ficar no Dusit D2 Kenz, hotel reservado através do booking ao custo de:

Mais voos pelo Oriente Médio

Emiti um voo saindo o mais tarde possível da ilha de Male, voando Qatar, em um voo direto para DXB, por 35.000 milhas + R$ 675,00 na American Airlines, emissão através do site da companhia sem maiores problemas.

No site da Qatar, foi possível encontrar essa mesma passagem ao custo de 791 dólares ou aproximadamente R$4350,00 por passageiro.

Agora chegou a hora de deixar Dubai, emitindo Smiles, ao custo de 48.000 milhas + R$ 1.009,56, consegui voar Emirates conforme abaixo:

Na tarifa pagante, esse voo ficaria R$ 1.716,13 por passageiro:

Toda a nossa estadia será feita através de guia devido ao nível de corrupção instalada por lá, já visitei países complicados, como Israel, Jordania, Cisjordania e China, mas não me arriscaria no Egito.

Voos de volta

Vamos ficar 12 Dias no Egito e depois voltaremos ao Brasil, utilizando milhas da TAP, voando biz da Ethiopian, ao custo de 260.000 milhas e R$ 834,00.

Emissão gerada através do call center sem maiores problemas, simplesmente encontrei os voos através da United e liguei já sabendo o que deveria ser feito, talvez sorte.

As milhas da TAP foram geradas através do Club TAP Mile&Go ao custo de R$ 358,80 mensal, além de transferência bonificadas da Livelo, onde as milhas são geradas através do cartão Elo Diners Club e pagamento do Clube Livelo 3.000 no valor de R$99,00.

Pesquisando esse mesmo voo no site da Ethiopian custaria por pessoa, aproximadamente R$ 22.438,79 ou 81.000 EGP, conforme foto abaixo:

Da mesma forma que realizamos na ida, voltaremos VCP-CAW, voando de Azul ao custo de: 

Na tarifa pagante, sairia por R$ 345,99 por pessoa:

Resumo das emissões

Dessa forma, encerro com os valores das emissões:

Azul

Pontos 21.120 + 10.080 + R$56,66 + R$76,18
Total: 31.200 + R$ 132,84

American Airlines

Milhas 35.000 + 35.000 + R$ 394,26 + R$ 675,40
Total: 70.000 + R$ 1069,66

Smiles

Milhas: 48.000 + R$ 1009,56

TAP

Milhas 130.000 + 130.000 + R$ 417,00 + R$ 417,00
Total: 260.000 + R$ 834,00

Hotel Maldivas:

Pontos Accor: 56.000
Restando pagar 2450 dólares + 480 dólares por pessoa (Transfer)

Minha ideia, após todas essas demonstrações, é provar que essas emissões seriam impossíveis de serem realizadas sem o universo das milhas. Vou demonstrar abaixo quanto sairia essa mesma viagem se fosse totalmente feita de forma pagante em moeda corrente.

Azul (CAW – VCP & VCP – CAW)
R$ 914,46 + R$ 691,98 = Total R$ 1.633,44

Qatar Business (GRU – DOH)
R$ 107.220,00

Qatar Econômica (DOH – MLE)
R$ 10.800

Hotel Maldivas
R$ 38.242,00

Qatar Econômica (MLE – DXB)
R$ 8.700,00

Emirates Econômica (DXB – CAI)
R$ 3.432,26

Ethiopian Business (CAI – GRU)
R$ 44.877,58

Total aproximado: R$ 214.905,28


Comentário 

Obrigado por compartilhar seu relato conosco, Gabriel! Realmente, é colocando na ponta do lápis que vemos o quanto que as milhas e os pontos em hotéis e companhias aéreas nos ajudam em uma viagem. Foi uma baita emissão e esperamos que aproveite a viagem!

Well done! 👏🏼


☞ confira os últimos relatos publicados:

Se você quer ter sua história aqui, siga as instruções deste post.

Supermercado
Supermercado
Até R$ 200 de desconto na primeira compra e 10% de cashback nas próximas!
Hotéis
Hotéis
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2024!
Clube 1.000
Clube 1.000
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Seguro Viagem
Seguro Viagem
20% de desconto na contratação do seu seguro viagem!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Ver todos os cupons

Baixe o app do Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de programas de fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, voos e salas VIP, hotéis e lazer, cartão de crédito e promoções.