fbpx

Roubado em Londres na véspera de Ano Novo – Perrengues de Primeira

Notícias Perrengue de Primeira

Por Dérek Arakaki

Hoje no quadro Perrengues de Primeira vamos compartilhar a história do Lucas, que passou um verdadeiro perrengue junto com sua esposa em Londres. Após surgir uma oportunidade de trabalho, ele antecipou sua ida para curtir a virada do ano por lá, porém, um roubo transformou tudo em um verdadeiro Perrengue de Primeira!


Perrengue de Primeira

Olá pessoal, me chamo Lucas e contarei o Perrengue de Primeira que passei com minha esposa em Londres.

Era Dezembro de 2017, eu havia conseguido um excelente estágio em um renomado hospital da capital londrina para janeiro/2018. Aproveitando o motivo da viagem, fomos alguns dias antes para aproveitar e conhecer a queima de fogos do ano novo em Londres.

Apesar de termos comprado os tickets online, havia uma mensagem clara orientando que os mesmos deveriam ser impressos mediante apresentação de passaporte. Pois bem, dia 30 saímos do hotel com os passaportes para curtir a cidade. Sentamos para almoçar em algum restaurante perto da London Eye e eis que o perrengue iniciou…

Eu levantei para pedir a comida e ela ficou sentada, conversando com uma prima, com a bolsa pendurada na cadeira e quando voltei para pegar o dinheiro que estava na minha carteira, dentro da bolsa dela, notamos que havia sido roubada. Foi um desespero sem tamanho… Começamos a pedir ajuda aos demais, pedimos ajuda aos funcionários do restaurante, que ligaram para polícia… e até então não sabíamos o que tinha acontecido…

Pedimos que olhassem pelas câmeras de monitoramento e então vimos. Um homem sentou na mesa ao lado, abriu uma sacola de mercado no chão, derrubou a bolsa dela e fechou a sacola… tudo isso sem que as 2 pessoas na mesa percebessem!!!

Estávamos em Londres, dia 30/12, sem cartões de crédito, sem passaportes, sem o celular dela (o meu estava no meu bolso) e ficaríamos sem a entrada do show de fogos…

Em resumo, a polícia veio e disse que nada poderia fazer. Nos orientou a ir a delegacia mais próxima fazer um ‘boletim de ocorrência’ e assim fizemos. Apesar da vontade de ficar somente no hotel, desesperados pois o consulado brasileiro só iria abrir dia 02/01, resolvemos tentar, ainda assim, ir na noite de Réveillon.

Explicamos todo o ocorrido, a empresa foi extremamente solidária e reimprimiu uma 2ª via das entradas (sim, 2ª via pois já haviam retirado uma vez). O ingresso na catraca acusou que já havíamos entrado, novamente chamamos o supervisor e explicamos e ele liberou nossa entrada. Foi emocionante a noite, apesar de fria e triste ao mesmo tempo.

Como conseguimos resolver os perrengues:

  • Cartões: nós cancelamos todos, ligamos na Mastercard e eles nos enviaram um novo cartão que chegou em 2 dias no hotel. Ponto para Mastercard, serviço ágil e eficiente.
  • Passaportes: nosso maior problema! Dia 02/01 estávamos cedo em frente ao consulado para explicar a situação. Eu não tinha nenhum documento e minha esposa estava com a CNH dela. Para ela foi mais fácil conseguir o passaporte já que ela tinha um documento… e para mim, me deram uma carta autorizando minha vinda ao Brasil, sem passaporte, para o próximo dia. Ai o desespero tomou conta, eu tinha um estágio o mês todo e não poderia vir embora. Pedimos para falar com o cônsul e prontamente ele veio até nós, expliquei a situação, mostrei meus documentos todos no celular (tenho fotos de todos) e ele disse que poderia me ajudar (muito importante ter o boletim de ocorrência). No fim, após gastar 250 libras para cada passaporte, ele fez um passaporte com 6 meses de validade pra mim. Chegamos as 08h no consulado e saímos as 17h com os dois passaportes, isso porque o sistema no Brasil estava fora e demorou autorizar.

Perdemos a viagem do dia 02, tivemos que comprar novas passagens, mas estávamos felizes, com os problemas resolvidos.

Tivemos um prejuízo de aproximadamente 2 mil libras (fora o celular) entre passaportes, novas passagens e o dinheiro roubado… Mas nada comparado a sensação de incerteza do que poderia nos acontecer sem os passaportes. No fim tudo se resolveu, aproveitamos a viagem e o estágio.

Fica uma lição: Deixe os documentos no hotel, saia somente com 1 cartão e deixei os outros no hotel, tenha foto de todos seus documentos no email e sim, chame o cônsul se tudo der errado!!

Forte abraço a todos! PP, parabéns pelo site!
Lucas


Comentário

Que perrengue Lucas! Fico imaginando seu desespero e agonia no momento que percebeu que a bolsa da sua esposa havia sumido! Apesar do sufoco, valeu a pena insistir e ter conseguido acompanhar a noite de Réveillon.

Aliás, ponto positivo tanto para o pessoal da organização do evento quanto para o consulado brasileiro!

Obrigado por compartilhar seu relato e pelas dicas valiosas. Manter uma cópia dos documentos é essencial em qualquer viagem e ajuda muito quando ocorre esse tipo de imprevisto!

Mais alguém já passou por algo parecido?


☞ confira relatos já publicados:

Se você quer ter sua história aqui, siga as instruções deste post.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.