fbpx

Voando na Primeira Classe da British Airways de São Paulo para Londres durante a pandemia – Leitor de Primeira

Leitor de Primeira Notícias

Por Equipe | Passageiro de Primeira

No quadro Leitor de Primeira de hoje vamos compartilhar a história de um leitor que viajou na semana passada para Londres na Primeira Classe do B787 da British Airways. Abaixo você pode conferir sua opinião sobre os voos GRU-LHR-GRU em tempos de pandemia e, também, seu relato de visita ao Concorde Terrace (um espaço criado pela BA para passageiros voando em First enquanto o Concorde Room está fechado).


Voo de ida: GRU x LHR

Embarque

Há marcações por todo o Aeroporto de Guarulhos delimitando espaços. Passageiros em Classe Executiva ou na Primeira Classe da British estão temporariamente sem sala VIP no aeroporto já que tanto a sala da LATAM quando American Airlines estão fechadas. O embarque foi bagunçado e aconteceu pela porta de trás da aeronave (não houve embarque pela frente – mesmo para quem estava nas cabines premium).

Amenity Kit

Recebemos o amenity kit de Primeira Classe, pijama, fone de ouvido, travesseiros e vieram sem plásticos. A tripulação retirava os plásticos antes de nos entregar os itens. O único item que estava no plástico era a manta.

Observe esta “novidade”: um pack higiênico com álcool em gel para as mãos e toalha antibacteriana.

Fone de Ouvido e Wi-Fi

Um ponto positivo é que o Wi-Fi era gratuito para os passageiros da Primeira Classe – bastava acessar com número do assento e nome/sobrenome para logar no sistema. Veja detalhes do fone de ouvido:

Serviço de Bordo: welcome drink

O serviço de bebidas começou somente no ar – servido em copo de plástico. Não teve drink de boas vindas em solo e não havia menu durante o voo (era uma folha impressa com opções muito restritas).

Serviço de Bordo: entrada, salada e sobremesas

Tinha apenas duas opções de pratos principais: massa ou carne. Ambos são entregues em “caixas” que não condizem com as fotos que a BA divulga na internet (o catering do Brasil para Inglaterra é diferente da volta). Tudo é servido de uma só vez: a entrada, o prato principal e a sobremesa.

Serviço de Bordo: prato principal

A tripulação estava visivelmente constrangida e pedia desculpas durante todo o voo (pelo excesso de plástico e essa nova ‘forma de atendimento’). Foram extremamente gentis. Observe que as opções de álcool agora são servidas em garrafas pequenas e individuais (como na executiva intra-Europa da BA, a Club Europe). É possível solicitar várias.

Para o jantar: ravióli de brie ou carne com batata.

Serviço de Bordo: café da manhã

Para o café da manhã, duas opções de croissant: queijo com presunto ou mussarela com tomate, acompanhado com café, suco e frutas.

Um ponto contraditório da experiência de voo é que o bar montado na galley da Classe Executiva estava o tempo todo disponível com chocolates, biscoitos, snacks e refrigerantes. Portanto, esta preocupação da companhia em embalar as refeições todas individualmente para que não haja contato direto, acaba não fazendo muito sentido, já que eles ficam expostos para todos os passageiros encostarem e escolherem o que quiserem na gales.


Lounges em Londres-Heathrow

O Concorde Room (dedicado a passageiros voando em Primeira Classe) está temporariamente fechado e apenas os Galleries Lounges (dedicados aos passageiros Emerald e Sapphire na oneworld) estão funcionando.

A British aproveitou então de um terraço localizado dentro do Galleries First para criar o Concorde Terrace – dedicado exclusivamente para quem está voando em Primeira Classe. Observe que há inúmeras bebidas premium (que antigamente eram disponibilizadas no Concorde Room).

A companhia criou um sistema de pedidos de refeições muito interessante: em cada mesa há um QR Code, basta apontar a câmera do celular para acessar o menu e fazer o pedido. O sistema funciona muito bem e não há limite para o número de pratos.

Observe à esquerda a informação sobre a solicitação de comidas e bebidas. E à direita, um aviso diz que o serviço de armazenamento de bagagens está temporariamente suspenso. Os chuveiro só até as 16h e durante a noite ficam inoperantes.

Na área do Concorde Terrace há um menu imprenso e você não precisa usar o celular (o garçom vem até você para registrar seu pedido).

No caminho para o gate, uma passada rápida no Duty Free. Todos os itens de demonstração foram retirados de exposição – as estantes estavam, literalmente, vazias.


Voo de volta: LHR x GRU

Embarque

O embarque do voo de volta aconteceu de forma mais tranquila que a ida. Observe que há apenas dois voos de média e longa distância saindo do T5 de Heathrow durante a noite (para Dubai e São Paulo) – impressionante, hein?

Serviço de Bordo: entrada vegetariana

Quando a tripulação passou pela 2ª fileira(!) da Primeira Classe já não haviam mais opções de carnes (isto, porque era somente cinco passageiros na cabine). Então só me oferecido um “box vegetariano”. Desta vez a box condizia exatamente com as fotos que a BA divulgou na internet e eram da empresa DO&CO – a mesma que faz o catering da Austrian Airlines, Turkish, etc. A comida estava ótima, saborosa e muito bem apresentada – diferente do voo que veio do Brasil.

Serviço de Bordo: prato vegetariano

Este é o prato vegetariano da Primeira Classe, ravióli de brie. Só que estava parecendo um “pastel” pois passou tempo demais no forno dando uma ligeira queimada e ficando muito seco.

Serviço de Bordo: prato não vegetariano (executiva)

Quando a comissária percebeu que eu não queria o prato vegetariano, ela buscou o prato principal da Classe Executiva, que era frango com salada – fresquinho – parecendo um bowl havaiano.

Serviço de Bordo: prato do acompanhante (entrada + principal)

Abaixo você pode conferir as fotos da entrada + prato principal do meu acompanhante. Ele disse que o frango estava bastante apimentado (no estilo curry asiático).

Serviço de Bordo: sobremesa

Para a sobremesa foram servidas três opções:

Serviço de Bordo: café da manhã

E por fim, o “box de café da manhã” com frios, frutas, café e pães.

Poltrona

Sobre o turndown service (serviço de preparação da cama), ele continua sendo feito pelos comissários para passageiros voando em Primeira Classe – porém não foi oferecido pantufas neste trajeto como no trajeto GRU-LHR. E um pequeno detalhe: as poltronas do B787 já apresentam bons sinais de uso – ainda que a aeronave seja nova.

Vale mencionar ainda que a tripulação estava usando máscaras, durante todo o tempo.


Comentário

Muito interessante acompanhar a experiência do leitor em Primeira Classe durante a pandemia, não é? O que mais nos chamou atenção é como o serviço foi muito mais primoroso no voo de volta (Londres-São Paulo), provavelmente devido ao catering local da British Airways. Na opinião do leitor, o voo de ida foi inferior – ainda que a tripulação tenha agido de forma extremamente gentil e solícita, foi notório que as comissárias estavam “incomodadas” com o modo de servir refeições na Primeira Classe.

Você recentemente teve alguma experiência em Primeira Classe em voos de/para o Brasil? Compartilhe com a gente nos comentários!


☞ confira os últimos relatos publicados:

Se você quer ter sua história aqui, siga as instruções deste post.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.