fbpx

Como viajar para as Maldivas de classe executiva utilizando milhas?

Programas de fidelidade Tutoriais

Por Fábio Vilela

Ontem o Dérek fez um excelente post mostrando como ter mais de 70% desconto nas diárias em um bangalô nas Maldivas aproveitando a excelente promoção de compra de pontos do Hilton.

Mas daí você pensa: “Mas Fábio, eu também quero chegar nas Maldivas com estilo. Como eu faço para ir até lá utilizando milhas e pontos?”

Calma que o titio aqui te ensina os resgates mais “possíveis ” (mas nem sempre os mais baratos) para nós brasileiros.


Opções de programas e quantidade de milhas e pontos

TAP Miles&GO

Para o programa Miles&GO as Maldivas está situada na região da Ásia, portanto um voo para a Ásia saindo do Brasil em classe executiva, vai te custar 260.000 milhas ida e volta já que o programa não emite só um trecho quando envolve parceiros.

Voando Emirates pelo M&G

A minha melhor sugestão para utilizar milhas da TAP seria ir e voltar de Emirates, tendo em vista que você pode fazer um stopover em Dubai (sem alterar o custo de milhas do bilhete) e além disto, você não pagará taxa de combustível nesta emissão, já que a cia árabe não está mais repassando este custo para os clientes.

Então você poderia fazer o seguinte:

  • Ida: São Paulo – Dubai (stopover de quantos dias quiser) – Male (destino)
  • Volta: Male – Dubai – São Paulo.

Porém, existe uma dica preciosa: O voo da Emirates que chega em Male continua para Colombo no Sri Lanka, então você consegue otimizar ainda mais esta emissão e ficar mais tempo voando com a Emirates e conhecer mais um destino.

  • São Paulo – Dubai (stopover de quantos dias quiser) – Male (destino)
  • Volta: Colombo – Male – Dubai – São Paulo

Mas aí você me pergunta? “Fábio, como vou de Male para Colombo para pegar meu voo de volta?”

Simples, você pode emitir diretamente com a Korean Air ou a Emirates utilizando milhas Smiles e utilizando  do princípio da quinta liberdade ou o famoso “fifth freedom leg” . O voo tem duração de 1h30 e tem os seguintes valores pela Smiles:

  • Korean Air – 8.100 milhas Smiles o trecho em econômica | Não encontrei executiva.

  • Emirates – 19.400 milhas o trecho em econômica | 48.500 milhas o trecho em executiva.

Custos aproximados para gerar estas milhas TAP M&G

Aproveitando alguma promoção que já aconteceu várias vezes de 120% transferência bonificada da Livelo com compras de pontos 50%OFF, você teria um custo incrível para emissão desta passagem, vejamos:

Comprando pontos 119.000 Livelo a R$0,035, desembolso um total de R$4.165,00. Após isto, transfiro para o M&G com 120% e ganho 142.800 de bônus, totalizando 261.800, ou seja, um custo de R$0,0159 por milha.

Como eu gastarei os 260.000 por passageiro de ida e volta, o valor do custo real será de R$4.134,00 + taxas de embarque.

Só a nível de comparação, uma passagem pagante em executiva com a Emirates custaria mais de R$30.000 por passageiro, ou seja, uma economia de aproximadamente 85%.

Voando Star Alliance pelo M&G

Toda esta matemática de custos de aquisição de 260.000 milhas que acabei de fazer, serve também se você utilizar qualquer cia da Star Alliance já que a tabela da TAP é fixa para parceiros, ou seja, você também pode escolher combinar um mix de voos com qualquer uma das 27 cias da Star Alliance, mas só tente evitar a Air Canada e Turkish pois ambas cobram taxa de combustível em voos saindo do Brasil.

 

Ficou alguma pergunta? Sugiro que você leia nosso guia completo das regras de emissões do TAP M&G com parceiras, pois a maioria das dúvidas estão respondidas por lá.

LATAM Pass

Para o programa LATAM Pass as Maldivas também está situada na região da Ásia, e apesar do programa ter uma tabela “fixa para parceiros” em alguns casos de resgate  quando a viagem ocorrer da região A para a região B, sem escalas, a cobrança será com base nessas duas regiões. Se a viagem for da região A para a região B, passando pela região C, a cobrança deverá englobar todas as regiões percorridas, ou seja, nesse caso, também a região C – mas exceções podem ocorrer, mas infelizmente não neste caso.

Tendo visto isto, um voo para as Maldivas saindo do Brasil em classe executiva vai te custar 204.000 milhas o trecho com a Qatar Airways.

Smiles

Para a Smiles, as Maldivas também está situada na região da Ásia, porém eles não adotam uma tabela fixa de resgate. Os valores variam de acordo com a quantidade de assentos, demanda e flutuação do dólar.

Pelo programa, o resgate mais em conta para voar em uma única cia é pela Qatar Airways. Aliás, tome nota que até o dia de hoje você consegue gerar milhas Smiles a um custo de  R$0,02 (por milha) reativando milhas expiradas ou transferindo milhas entre contas.

Um voo para as Maldivas saindo do Brasil em classe executiva vai te custar a partir de 233.000 milhas o trecho.

Mas se você fizer questão de ir de Emirates (que também é parceira do programa), terá que desembolsar quase o dobro.

O valor sai por 482.200 milhas por trecho em executiva.

OBS: Notem que nesta emissão tive que montar multi-trechos pois o sistema não estava tarifando tudo em um único resgate.

Vale lembrar que este mesmo resgate, também voando pela Emirates, é possível fazer pelo Miles&GO da TAP e custa 260.000 milhas por passageiro em executiva (ida e volta) –  conforme mostrei no início do post.

TudoAzul

Para o TudoAzul, as Maldivas também está situada na região da Ásia, porém eles não adotam uma tabela fixa, já que o sistema Interline é dinâmico. Os valores variam de acordo com a quantidade de assentos, demanda e flutuação do dólar.

A melhor opção de ir para as Maldivas em passagens award (custo fixo) e executiva seria com a Turkish Airlines.

Porém eu não consegui achar nenhuma data que disponibilizasse os dois trechos em executiva, então fiz duas simulações pra vocês como exemplo.

Primeira simulação

São Paulo – Istambul (executiva) – Male (econômica) – em um único bilhete por 381.000 pontos o trecho

OBS: Notem a exorbitante taxa de combustível que a Turkish cobra, que passa de R$1.200,00 – o resto é taxa de embarque.

Segunda simulação

Agora, se você quiser, pode desmembrar os dois voos e assim ir em business class nos 2 trajetos, desembolsará 520.000 Pontos, vejam:

São Paulo para Istambul em executiva – 273.000 pontos em executiva o trecho

Istambul para Male em executiva – 247.000 pontos em executiva o trecho

Vale lembrar que este mesmo resgate, também voando pela Turkish, é possível fazer pelo Miles&GO da TAP e custa 260.000 milhas por passageiro em executiva (ida e volta) – e a mesma alta taxa de combustível é cobrada se emitido pelo programa da cia portuguesa.


Misturando resgates em programas diferentes

Mas como vocês já me conhecem e sabem que gosto de diversificar e otimizar as emissões tenho uma excelente sugestão.

Você também pode misturar programas caso queira conhecer mais destinos ou simplesmente pelo simples fato de querer ficar perambulando de avião (pois eu sei que vocês gostam!).

O valor é quase o mesmo valor – vamos lá!

Brasil p/ África do Sul com LATAM Pass (só ida)

Minha estratégia é a seguinte:

São Paulo para Joanesburgo a Qatar (conectando em Doha) em executiva por 84.000 pontos LATAM

OBS: Por alguma razão o sistema da LATAM não contabiliza as duas regiões da conexão quando o destino é África operado pela Qatar. E vale lembrar que o LATAM Pass não permite stopover.

Depois de chegar na África do Sul você pode passar uns dias por lá e até fazer um Safari – caso você queira visitar o país.

África do Sul para Ásia com TAP M&G (ida e volta)

Quando terminar sua viagem na África do Sul, você pode em seguida ir pra qualquer país da Ásia [ incluindo Maldivas] em executiva utilizando o TAP Miles&GO por 100.000 milhas (ida e volta) com qualquer cia da Star Alliance ou com a Emirates.

Inclusive eu tenho um post que mostro este resgate aqui – desconsiderem que na época era cobrada taxa de combustível.

Como estamos falando de Maldivas, você poderia fazer o seguinte:

  • Ida: Joanesburgo – Dubai – Male (stopover) – Colombo (destino)
  • Volta: Colombo – Male – Dubai – Cape Town

Mas se você quiser utilizar o stopover em Dubai e não “gastá-lo” em Male, pode emitir assim:

  • Ida: Joanesburgo – Dubai (stopover) – Male (destino)
  • Volta: Colombo – Male – Dubai – Joanesburgo

E novamente utilizar da Smiles pra emitir o trecho entre Male e Colombo, conforme expliquei ali em cima do post.

Países da África Austral que Emirates e Qatar operam

Para este resgate funcionar, você precisa sair de algum país que esteja na região da África Austral (segundo a tabela do M&G).

Portanto, os únicos países que fazem parte da África Austral no M&G e que tarifam nestes valores são:

  • Angola
    • Qatar voa para Luanda – início previsto dia 14/10.
    • Emirates voa para Luanda.
  • Moçambique
    • Qatar voa para Maputo.
    • Emirates não opera.
  • Namibia
    • Qatar voa para Windhoek.
    • Emirates não opera.
  • Seychelles
    • Qatar voa para Mahe.
    • Emirates voa para Mahe.
  • África do Sul
    • Qatar voa para Cape Town, Joanesburgo e Durban.
    • Emirates voa para Cape Town, Joanesburgo e Durban
  • Zambia
    • Qatar não opera.
    • Emirates voa para Lusaka
  • Zimbabwe
    • Qatar não opera.
    • Emirates voa para Harare.

Vale lembrar que a maioria destes destinos podem estar com as operações suspensas devido ao COVID-19.

Notem que eu citei somente a Emirates como parceira do TAP M&G pra facilitar e porque eu sei que a rota África do Sul para Ásia via Dubai é possível , mas você pode fazer com qualquer uma empresa da Star Alliance entre os países da África do Sul e países da África, desde que não configure backtracking. 

África do Sul p/ Brasil com LATAM Pass (só volta)

Depois de retornar dos seus dias românticos das Maldivas para Joanesburgo, basta fazer a mesma emissão com o LATAM Pass, mas no sentido inverso.

Joanesburgo para São Paulo com a Qatar (conectando em Doha) em executiva por 84.000 pontos LATAM


Quanto custou tudo misturando LATAM Pass e TAP M&G?

  • 168.000 pontos LATAM Pass – 4 voos em executiva com a Qatar (ida e volta saindo do Brasil p/ países do Sul da África)
  • 100.000 milhas TAP M&G – Até 6 voos em executiva com a Emirates (ida e volta saindo de países do Sul da África p/ Ásia)

Total: 268.000 pontos/milhas + taxas – o que é 8.000 milhas mais caro do que se você fizesse tudo pelo M&G (que custa 260.000).

Mas eu tenho certeza que se você é um avgeek como eu e que AMA andar de avião e curte ficar horas a bordo curtindo os perks e mimos da classe executiva – esta pode ser uma excelente estratégia e você terá bastante tempo e conteúdo para fazer foto pro Instagram, rs.

Além disto, você consegue fazer mais paradas na viagem e conhecer mais destinos. É lógico que a viagem fica mais cansativa, mas de executiva dá pra enfrentar né?


Transfer aéreo para os hotéis

Mas não se esqueça que depois de chegar nas Maldivas (aeroporto de Male) os voos ainda não acabaram. A maioria dos hotéis 5 estrelas por lá ficam em ilhotas remotas e o único jeito de chegar é com um seaplane (hidroavião). 

Apesar dos voos serem curtos (30min) os mesmos chegam a custar até U$600 por pessoa para uma viagem de ida e volta (entre o aeroporto internacional de Malé e o seu resort).


Restrição de entrada

Vale lembrar que estamos vivendo em uma pandemia – sempre bom reforçar né? E que a África do Sul está FECHADA para turistas (sem previsão de reabertura), já as Maldivas está aberta conforme noticiamos aqui. E a boa notícia é que tanto a Emirates quando a Qatar já estão voando pra lá.

Desde o dia 01/08 para chegar ou transitar via Dubai, você precisa ter feito um teste de PCR co no máximo 96 horas antes do embarque – e como você vai estar na África (assumindo que você vai fazer o mix de itinerário maluco que sugeri) – você terá que obter o mesmo em uma clínica certificada no país de onde parte seu voo – neste caso a África do Sul. Agora se você sair com a Emirates do Brasil, poderá fazer o teste aqui mesmo.

Já para transitar no aeroporto de Doha também é obrigatório o teste negativo de PCR para embarque no Brasil.

Portanto meus queridos, sugiro planejar algo para daqui alguns meses, ou seja, depois que a vacina sair (ouvi um Amém!) ou as fronteiras estiverem 100% abertas e mais tranquilas – exigindo assim menos protocolos.


Valor “aproximado” de uma lua mel ou viagem romântica para as Maldivas 

Vamos supor então que você já tem um crush/mozão e quer colocar na ponta do lápis (uma estimativa) de quanto ficaria uma lua de mel aproveitando estas promoções:

TOTAL:  R$26.270,00 ou aproximadamente R$13.000 por pessoa se cada um for pagar o seu – o que é não é incomum hoje em dia e diga-se de passagem – super normal.

É barato? Óbvio que não! E claro que temos que considerar gastos extras como refeições, bebidas, gorjetas, massagens e compras. Mas uma viagem dessas voando nestas cias em executiva e hospedando nesta categoria de hotel, com certeza ficaria o triplo, quiçá o quadruplo deste preço – podem ter certeza!

OBS: Notem que não estou considerando que você vai passar dias em Dubai ou na África, e sim que usará os voos apenas para conexão nestas cidades.


Comentários finais

As Maldivas estão (ou está?) no topo da lista de destinos favoritos de brasileiros, principalmente para os casais apaixonados por ser um paraíso aqui na terra.

Nós sabemos que o lugar é longe pra chegar e relativamente caro pra hospedar, mas utilizando os paranauês que você aprende aqui no PP, você pode atravessar o oceano no grande estilo em diversas classes executivas de cias diferentes com mais de 80% de desconto, conhecer vários países na mesma viagem e ainda por cima se hospedar em um bangalô no oceano com 75% de desconto. Não é demais?

Eu confesso que este foi um post bem trabalhoso de fazer, mas em contrapartida vocês não sabem a satisfação que tenho de poder compartilhar e ensinar tudo que sei e depois receber o feedback positivo de vocês que de uma forma ou de outra conseguiram aquela tão almejada viagem com os nossos ensinamentos postados aqui gratuitamente e diariamente.

Sabem qual é a maior gratificação que eu tenho ao abrir o site todo dia? Ler um simples “Obrigado Fábio! EU consegui!” de vocês. Isto não tem preço!

Enfim, espero que alguém possa aproveitar alguma destes paranauês – pois realmente estão valendo a pena!

O momento não é de viajar, mas você já pode planejar pro futuro!

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.