fbpx

Resgates de Primeira – Passagem da África pra Ásia com milhas do TAP Miles&Go

Programas de fidelidade Resgates de Primeira

Por Raimundo Junior

Como mencionamos na última sexta-feira, na primeira fase da série Resgates de Primeira, mostramos um sweet spot partindo do Brasil e te levando para cada um dos cinco continentes. Nessa segunda fase, vamos te pegar em cada um dos destinos anteriores, e te levar para outro destino, sempre fazendo um excelente resgate. O que temos no cardápio hoje é: Resgates de Primeira – Passagem da África pra Ásia com milhas do TAP Miles&Go.

pular para…

  1. O Resgate de Primeira
  2. Quanto custa essa emissão?
  3. Como fazer essa emissão?
  4. Como otimizar essa emissão?
  5. Quais companhias posso voar?
  6. Fatores a considerar
  7. Comentário

O Resgate de Primeira

Rota: África Austral(Meridicional) x Ásia
Programa: TAP Miles&Go

Desde que começamos a série, já mostramos ótimos resgates para América do NorteEuropa, África, Ásia e Oceania. Encerramos a primeira fase, assim, mostrando um bom resgate para cada continente.

Agora, nessa segunda fase, vamos mostrar um Resgate de Primeira em que te pegamos em um do destinos da primeira fase e te levamos para para outro lugar, sempre através de um ótimo resgate, como dissemos acima.

E como ainda estamos no mês de aniversário do TAP Miles&Go, em que foram realizadas diversas campanhas de transferência bonificada com parceiros do mercado brasileiro, vamos aproveitar para mostrar um dos melhores sweetspots, senão o melhor, do programa.

Vamos mostrar o resgate do trecho Joanesburgo para Singapura, (África Austral – Ásia), com conexão em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, voando nas duas melhores cabines de Classe Executiva da Emirates. Esse é ótimo exemplo de uso eficiente de milhas para voar entre África e Ásia, utilizando as milhas do programa TAP Miles&Go.

Antes de tudo, recorde de que levamos do Brasil para a África do Sul, na excepcional Classe Executiva da Qatar Airways, usando pontos do programa LATAM Pass, por apenas 84 mil pontos.

Essa emissão é considerada uma das melhores oportunidades do mercado, pelo fato de permitir viajar entre África Austral (Meridional) e Ásia, fazendo dois voos longos na excelente Classe Executiva da Emirates, pelo custo de apenas 50 mil milhas TAP Miles&Go (100 mil milhas, para ida e volta).

E ainda deve ser considerado que, acaso você faça a emissão round-trip (ida e volta), além de ser permitido voar até 6 trechos, você poderá fazer uma parada intermediária em um ponto de conexão (stopover), absolutamente sem custo adicional, o que a torna imbatível e incomparável com qualquer emissão paga.

Reforçamos aqui a informação de que a parada intermediária só é permitida nas passagens round-trip (de ida e volta). Em emissões one-way (apenas ida/volta), são permitidos até três trechos, mas sem paradas superiores a 23h59.

Além disso, o programa também permite fazer emissão com open-jaw, ou seja, um bilhete com retorno em cidade diferente de onde chegou. Assim, você pode emitir a ida para Singapura, e o retorno de outro país do continente, como Japão ou Tailândia, por exemplo.

Alternativamente, você poderá fazer a viagem em companhias da parceria global Star Alliance, da qual a TAP é membro.

Outra questão que deve ser observada, no caso de você optar pela Emirates em emissão round-trip (ida e volta), é que não poderá combinar com outros parceiros da TAP. Como já mencionamos, nas emissões com parceiros biletarais, os voos só podem ser mesclados com a própria TAP.

Para saber todas as regras envolvidas nessa emissão, recomendo a leitura do nosso guia completo de como emitir passagens usando milhas do TAP Miles&Go.


Quanto custa essa emissão?

Apesar da última mudança de tabela de emissão com parceiros (quando o programa da TAP ainda se chamava Victoria), em que houve um aumento considerável do custo para alguns destinos, conforme noticiamos aqui no PP, a rota África Austral (Meridional) – Ásia, manteve um ótimo patamar, cobrando apenas 100 mil milhas para a viagem de ida e volta (round-trip).

Recentemente, após uma mudança no ano passado, quando o programa TAP Miles&Go passou a permitir emissões one-way (apenas ida/volta), a tabela começou a mostrar o valor por trecho, no caso, 50.000 milhas.

Com isso, é possível emitir passagens para voar da África do Sul (ou qualquer outro país da África Austral), para a Ásia, pagando apenas 50 mil milhas TAP Miles&Go por trecho.

Acaso consiga achar disponibilidade pra voar Emirates, é certo que usufruirá de duas ótimas experiências de voo: o A380, no trecho JNB-DXB, e a nova Classe Executiva do B777, cujo conceito é dos melhores.

Além da emissão com a Emirates, é possível voar com diversos parceiros Star Alliance. Esteja ciente, entretanto, que se voar com Lufthansa, SWISS, Turkish ou EgyptAir, será cobrada pesada taxa de combustível. Então, fazer a emissão com essas companhias, não é o mais recomendável.

A Singapore, por outro lado, embora continue voando pra Joanesburgo, não tem disponibilizado vagas em cabine premium para parceiros, nos voos de longo curso. Isso inviabiliza aquela que seria a segunda melhor opção, depois da Emirates (ou talvez, até a melhor, porque seria um voo direto e o produto é excepcional).

Como opção viável, então, em termos de custo x benefício, teríamos a Ethiopian Airlines, fazendo conexão em Addis Ababa. Não é sonho de consumo dos viajantes, mas tem uma cabine executiva bem razoável, especialmente no A359, que faz um dos trechos.


Como fazer essa emissão?

  • Encontrando disponibilidade

Como padrão nas emissões utilizando pontos/milhas, a disponibilidade pode ser mais restrita, portanto, recomendamos que pesquise pelas datas disponíveis antes de proceder com a tentativa de resgate.

No caso de se pretender realizar a emissão pra voar Emirates, e tendo em conta que o acervo award da companhia árabe não está aparecendo nas pesquisas do ExpertFlyer, as alternativas são realizar presquisas nos sites da Copa Airlines, GOL e Qantas.

Para montar a viagem visando voar em companhias Star Alliance, a forma mais segura e eficiente de encontrar disponibilidades para emitir no TAP Miles&Go, é através da pesquisa utilizando o site da United Airlines.

Outra maneira segura, mas um pouco mais restrita, porque demanda assinatura paga, é a busca por passagens saver award através do ExpertFlyer, conforme publicamos no nosso Guia Básico do ExpertFlyer.

  • Realizando a emissão

Quanto às emissões, entendemos que a forma mais eficiente e segura é através do call-center, embora não desconheçamos que há outras opções, porque essas modalidades acabam não refletindo, fielmente, o inventário disponível. A preferência pelo call-center, também, dá-se pela maior flexibilidade na montagem de viagens com conexões e parada intermediária.

Apesar disso, também seria possível realizar a emissão, ainda que de forma mais restrita e com menos flexibilidade, através do site do TAP Miles&Go. Essa informação somente é válida para as emissões com parceiros Star Alliance.

Portanto, se a escolha for realizar o resgate para voar com a Emirates, o call-center é o único meio disponível.

Assim, para fazer a a emissão pela Emirates, o primeiro passo é a consulta em um dos sites de programas parceiros, como Qantas, Copa Airlines e Smiles.

Abaixo, exemplo de pesquisa realizada no site da Qantas, que se mostra mais confiável que as demais opções disponíveis no memento (melhor seria ExpertFlyer).

Para aumentar a segurança, pesquisamos no Smiles, pra termos um double-check.

A propósito, os valores mostrados em ambas as pesquisas acima devem ser desconsiderados, já que a tarifação do Miles&Go é outra, cobrando o valor fixo de 50 mil milhas por bilhete one-way (ida).

Muito provavelmente, ao ligar para o call-center do TAP Miles&Go, o atendente conseguirá encontrar a mesma disponibilidade e, então, realizar a emissão.

E o melhor de tudo é que desde junho de 2020, não incide Taxa de Combustível (YQ), nas emissões award com a Emirates, através do programa TAP Miles&Go.

E tem mais uma: como falamos acima, essa emissão permitiria ter as duas melhores experiências de voos da Classe Executiva da Emirates. O  primeiro trecho, Joanesburgo para Dubai, seria para voar no A380. O segundo, no B777 equipado com as novas cabines de Primeira Classe (Game Changer) e Classe Executiva.

Ficou curioso para descobrir como sabemos que o voo EK354, é equipado com as novas cabines de Primeira Classe e Classe Executiva? A resposta está na imagem acima.

A nova cabine Game Changer possui apenas seis exclusivas suítes, sendo a única com essa configuração na frota da Emirates.

E se as disponibilidades da Emirates não derem match com as suas datas, também é possível realizar a viagem com outros parceiros do TAP Miles&Go, como falamos, principalmente a Ethiopian Airlines.

É possível encontrar os voos através de pesquisa no ExpertFlyer (veja nosso Guia Básico do ExpertFler).

Nesse caso específico, também é possível realizar a pesquisa pelo site da TAP (usuário Gold).

Como vê, a aérea etíope não cobra qualquer taxa adicional, o que dá um excelente custo final ao resgate.

Conforme mencionamos antes, acaso a emissão seja feita com SWISS ou Lufthansa, EgyptAir ou Turkish, o valor final não seria nada atrativo, dada a cobrança de pesada taxa YQ (combustível).

Por fim, devemos dizer que, independentemente de qual companhia voar, ou se você vai emitir ida e volta (round trip), com direito a parada intermediária (stopover), ou apenas one-way (apenas ida/volta), esse é um excelente uso de milhas do programa TAP Miles&Go. Diria que é, muito provavelmente, o resgate que dá a maior potência às milhas TAP Miles&Go, sobretudo se conseguir fazer os dois voos com a Emirates, que é primeira opção desse Resgate de Primeira.


Como otimizar essa emissão?

Essa é mais uma ótima emissão, mas para tirar o proveito devido, é necessário aproveitar o empilhamento de algumas oportunidades, o que nossos paranauês daqui do PP te ajudam a realizar.

  • Transferência de pontos

Diversos programas de fidelidade de instituições financeiras/cartões de crédito nacionais, transferem para o TAP Miles&Go, como o iupp, Caixa, Porto Seguro e outros bancos.

Entretanto, como nossos leitores sabem, o meio mais comum de reforçar o estoque no programa português, é transferir pontos da Livelo para o TAP Miles&Go, cuja taxa de transferência é de 1:1.

Passagem milhas TAP Miles&Go

  • Compra de pontos

Como o programa oferece a possibilidade de assinar um de seus clubes ou comprar pontos, é possível potencializar bastante o acúmulo. Como se vê abaixo, o preço padrão do milheiro de pontos Livelo é R$ 70,00.

Simplesmente comprar 50.000 pontos Livelo e enviar para o TAP Miles&Go, significaria um custo de emissão de R$ 3500,00 para o bilhete one-way (ida), o que já seria um bom valor em relação à compra de uma passagem pagante, aproveitando alguma promoção.

  • Compra de pontos com desconto

O que realmente torna essa emissão fantástica – e outras emissões do TAP Miles&Go, aceitáveis – são as promoções de venda de pontos com desconto, associadas a campanhas de transferências bonificadas. Ademais, os assinantes do Clube Livelo possuem o benefício de compra de pontos com 40% de desconto, regularmente.

Como mostra a imagem abaixo, a Livelo vende pontos com 40% de desconto para assinantes do seu clube, o que traz o custo do milheiro para aceitáveis R$42,00.

Nesse patamar, a coisa começa a fazer sentido: 50.000 pontos livelo a R$ 42,00 o milheiro, já reduziria o custo da emissão para R$ 2.100,00 (+taxas), um valor inacreditável para duas longas viagens em Classe Executiva. Mas, a coisa ainda pode ficar muito melhor!

Para que essa brincadeira, de fato, “tenha graça”, é preciso associar a comprar de pontos Livelo com desconto, com uma das boas campanhas de envio desses pontos para o programa TAP Miles & Go, com bônus.

  • Transferência com bônus

Essa tem sido a modalidade mais comum de transferência nos últimos anos, em que tem sido possível transferir pontos Livelo para o programa TAP Miles&Go, com bônus entre 80% e 126% (até mais, em algumas oportunidades). A propósito, nesse mês de aniversário de 76 anos do programa TAP Miles&Go, já foram feitas diversas promoções em que o programa ofereceu até 126% de bônus.

Com esse excelente bônus, quem comprou pontos Livelo com 40% de desconto e aproveitou a promoção dos 126% de bônus de transferência, teve um inacreditável custo do milheiro no TAP Miles&Go a R$18,58, ou incríveis R$ 929,00 + taxas, para as 50.000 milhas necessários para a emissão one-way (ida), em Classe Executiva entre África Austral e Ásia.

Mesmo que levemos em consideração os bônus médios das promoções de transferências feitas pelo Miles&Go, de cerca de 100%, precisaríamos investir cerca de R$ 1.050,00 para comprar essas 50 mil milhas necessárias para o resgate, o que é pra lá de excepcional, também, considerando os voos envolvidos.


Quais companhias posso voar?

  • Companhias da Star Alliance

Como a TAP é membro da aliança global Star Alliance, a emissão pode ser feita para voar em diversas companhias membros da aliança, ao custo fixo de 50 mil milhas TAP Miles&Go (one-way), que operem voos entre a África e Ásia, inclusive de forma combinada (mesclando trechos em companhias diversas).

Como estamos falando de uma viagem entre a África do Sul e Ásia, em teoria, a emissão pode ser realizada para voar com Swiss, Lufthansa, Singapore, Thai Airways, ANA – All Nippon Airways, Egyptair, Turkish e Ethiopian. Contudo, a redução de rotas, não disponibilização de vagas em cabine premium e/ou a cobrança de valores insanos de taxa de combustível, tornam racional e viável apenas a emissão pela Ethiopian, como mencionamos.

  • Outras companhias parceiras

Ainda é possível, em tese, emitir bilhetes utilizando milhas M&G, para voar nas companhias que mantêm parceria bilateral com a TAP, que são as mostradas no quadro abaixo:

Contudo, como não é permitido mesclar voos com essas companhias entre si, tampouco com os parceiros Star Alliance, vemos que apenas a Emirates é elegível para o resgate, já que tanto voa da África do Sul para Dubai, quanto de lá para Singapura.

Com isso, vamos mostrar as cabines em que você poderá realizar seus voos entre Joanesburgo e Singapura.

  • Cabine da Classe Executiva da Emirates

Emirates será mostrada em primeiro lugar, porque além de ser uma companhia aérea premium, tem os voos mais covenientes da rota, com apenas uma conexão em Dubai.

Cabine da Classe Executiva da Emirates

Como o primeiro trecho é operado pelo A380 (JNB-DXB), além da ótima cabine com layout 1-2-1, você ainda terá acesso ao maravilho lounge-bar que serve à Primeira Classe e à Classe Executiva, onde poderá ir tomar um aperitivo e espairecer um pouco.

emirates

Lounge-bar no upper-deck do Airbus A380

  • Cabine da Classe Executiva da Ethiopian

Os voos de Joanesburgo para Addis Ababa e de lá para Singapura, são operados no A350-900 e B787-800 Dreamliner, sendo que deste último, já avaliamos a cabine de Classe Executiva aqui no site.

Para o primeiro trecho, para o qual a previsão da escala é o Airbus A350-900, espere voar na cabine abaixo.

Para o trecho operado pelo Boeing 787-800 Dreamliner, a cabine, infelizmente, é inferior.

Como você pode ver, o resgate com a Emirates proporcionará uma experiência de voo muito superior.

Longe de ser um mal negócio, contudo, a emissão com a Ethiopian, dado o valor incrivelmente baixo do resgate, levando em consideração dois trechos em Classe Executiva.

Não há dúvida, portanto, que estamos diante de um dos melhores Resgates de Primeira!


Fatores a considerar

  • Pouca disponibilidade: tomando com base o quadro pré-pandemia, a emissão em companhias como Emirates eram bem limitadas, dada a liberação de poucas vagas, por essas empresas, para os programas de fidelidade parceiros. Atualmente, dadas as restrições de voo, tem havido maior disponibilidade. Mas, não se engane, tão logo as restrições sejam levantadas, é muito provável que as vagas voltem a ser escassas. Considere, então, esse fator, antes de investir nessa emissão;
  • Cobrança de taxa de combustível (YQ) pela maioria das companhias Star Alliance que operam a rota: conforme mostramos nessa matéria, infelizmente a maioria das companhias Star Alliance que voam de/para a África do Sul, cobram a famigerada taxa de combustível nas emissões com o TAP Miles&Go, o que acaba anulando boa parte da vantagem da emissão. Atente também para o fato de que a Emirates cobrava uma das mais altas taxas de combustível do mercado, tendo deixado de cobrar em junho de 2020, durante a pandemia, portanto. Esperamos que não volte a cobrar, mas não temos segurança absoluta quanto a isso;
  • Rigidez das medidas adotadas por Singapura: antes de fazer a emissão, esteja ciente de que as fronteiras de Singapura estão fechadas para viajantes estrangeiros, ainda sem data certa de reabertura. Esse próprio editor tinha voo na Classe Executiva da Emirates, nesse primeiro trimestre, para a Cidade-Estado do Sudeste Ásiático, viagem que precisou ser cancelada, evidentemente;
  • Bônus de transferência levam em conta os clientes que assinam os clubes da Livelo e TAP, simultaneamente: os percentuais de bônus considerados na matéria, são os concedidos a quem assina, simultaneamente, os clubes da TAP e Livelo. Por isso, recomendamos ler nossos posts sobre o Club TAP Miles&Go e sobre o Clube Livelo.
  • O custo pode ser ainda menor: os valores usados como referência podem ser ainda menores, acaso você seja assinante de um dos Clubes Livelo antigos, em que o milheiro tem custo por volta de R$ 32,50. Nesse contexto, aproveitando uma transferência bonificada de 100%, o custo das 130 mil milhas TAP Miles & Go, cairá para R$ 812,50, o que é surreal. Além disso, há promoções em que a Livelo oferece 50% de desconto na compra de pontos, tornando os valores mais atrativos, também.

Comentário

Esse é mais um bom exemplo das dezenas de boas oportunidades de emissões que temos a explorar no nosso microcosmos de milhas e pontos, como falamos no post inicial dessa série semanal.

Esteja certo que teremos incontáveis encontros nas próximas sextas-feiras, pois há muitas emissões interessantes a mostrar.

Como dito no início da série, optamos por abordar apenas uma boa emissão por semana, mas oferecendo todas as informações que você precisa saber para tirar proveito da oportunidade, inclusive todos os pros e contras que se aplicam a essa emissão.

Com esse resgate da África do Sul para Singapura, iniciamos a nova fase da série, mostrando voos a partir dos destinos da primeira fase.

E você, já conseguiu aproveitar essa excelente emissão do programa TAP Miles&Go?

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.