fbpx

Resgates de Primeira – Passagem de Tóquio para Los Angeles na Primeira Classe da ANA com milhas LifeMiles

Programas de fidelidade Resgates de Primeira

Por Raimundo Junior

Como você tem acompanhado, estamos mostrando nessa terceira fase da série Resgates de Primeira, boas oportunidades de resgates para voar em Primeira Classe usando milhas e pontos. O que temos no cardápio hoje é: Resgates de Primeira – Passagem de Tóquio para Los Angeles na Primeira Classe da japonesa ANA – All Nippon Airways.

pular para…

  1. O Resgate de Primeira
  2. Quanto custa essa emissão?
  3. Como fazer essa emissão?
  4. Como otimizar essa emissão?
  5. Quais companhias posso voar?
  6. Fatores a considerar
  7. Comentário

O Resgate de Primeira

  • Rota: Tóquio – Los Angeles
  • Programa: Avianca LifeMiles

Para quem não vem acompanhando, nas primeiras fases da série Resgates de Primeira, mostramos ótimos resgates para voar em Classe Executiva para todos os continentes.

Nessa terceira fase, estamos mostrando Resgates de Primeira para voar em Primeira Classe, item cada da vez mais raro no mundo da aviação, especialmente para viajar utilizando milhas e pontos.

Hoje, vamos mostrar o resgate de uma viagem de Tóquio para Los Angeles, voando na Primeira Classe da ANA – All Nippon Airways, usando milhas de um programa de fidelidade com o qual ainda não mostramos resgates.

Trata-se do LifeMiles, que é o excelente programa de fidelidade da colombiana a Avianca Internacional.

Infelizmente, hoje estamos com dificuldades de mandar pontos para lá, já que o único programa nacional que mantinha convênio com o programa era a Livelo, que suspendeu as transferências desde 15/07/2020.

Ainda assim, muitos leitores ainda mantém saldo relevante no programa, dos tempos em que a transferência era feita na razão 1:1/3. Aliás, o programa tem alguns resgates tão interessantes, que até mesmo na proporção vigente quando da suspensão da parceria, de 1:1/1,5, ainda valia a pena em alguns casos.

E nesse resgate vamos mostrar um hat-trick, que é absolutamente dentro da legalidade, mas que as companhias aéreas não gostam tanto, que é fazer um skiplagging, para tirar proveito da característica do LifeMiles, de cobrar proporcionalmente às classes de voo em a emissão é realizada, quanto parte do trajeto é emitido em classe de voo inferior.

Portanto, não há qualquer problema em você usar a dica, mas recomendamos “moderação”, porque o abuso tem gerado reprimenda por parte das companhias aéreas, como recentemente foi noticiado pela American Airlines, que ameaçou de banimento quem usava com alta frequência o procedimento.

Com isso, nosso resgate de Primeira é um voo entre Tóquio e Los Angeles, na excelente  Primeira Classe da ANA, abandonando o trecho subsequente de Los Angeles para Honolulu, que seria feito na Classe Econômica da United.

Lembre, por fim, que não há qualquer dificuldade em deixar o último trecho, mesmo viajando com bagagem de porão, uma vez que precisará fazer imigração e alfândega no seu primeiro ponto de chegada aos Estados Unidos.

Com isso, feitos esses procedimentos, basta pegar suas bagagens e seguir porta afora do aeroporto, para curtir a cidade proibida.


Quanto custa essa emissão?

O LifeMiles cobra 90 mil milhas para voar em Primeira Classe entre o Norte da Ásia e os Estados Unidos continental.

Portanto, acaso você realizasse esse resgate diretamente de Tóquio para Los Angeles, seriam cobradas as 90 mil milhas que o programa estabelece para o trecho.

Contudo, ao selecionar o Honolulu (Havaí), como destino, o programa monta a rota voando de Tóquio (Narita) para Los Angeles na Primeira Classe da ANA, e um segundo segmento entre Los Angeles e Homolulu, na Classe Econômica da United.

Com isso, o sistema faz um uma média dos custos de emissão em cada Classe de Voo, levando em consideração a quantidade de milhas voadas em cada uma dessas Classe.

Como resultado, o resgate cai das 90 mil milhas, para inacreditáveis 63.250 mil milhas LifeMiles, o que é imbatível, mesmo considerando o alto custo dessas milhas.


Como fazer essa emissão?

Encontrando disponibilidade

Uma das características que torna o LifeMile um respeitado programa de fidelidade no cenário internacional, além da sua política clara de emissão, é o fato de acessar on-line todo o acervo a que o programa permitir resgatar, inclusive com parceiros.

Evidentemente, também é possível realizar o resgate via telefone, mas é uma grande vantagem a comodidade do resgate on-line, onde são mostrados os voos disponíveis, além das taxas cobradas (lembrando que o LifeMile não repassa a cobrança de taxa de combustível).

Outra maneira segura, mas um pouco mais restrita, porque demanda assinatura paga, é a busca por passagens saver award através do ExpertFlyer, conforme publicamos no nosso Guia Básico do ExpertFlyer.

Para esse resgate em especial em Primeira Classe, o site da própria ANA – All Nippon Airways, também se mostra bastante útil.

  • Realizando a emissão

Encontrada a disponibilidade, pode-se passar direto para a seleção do voo e preenchimento dos dados do passageiros e de pagamento, inclusive para voos como esse, em Primeira Classe.

Simples, fácil e rápido, o que coloca o programa à frente da esmagadora maioria do mercado.


Como otimizar essa emissão?

Essa é uma ótima emissão, que não há muito o que otimizar, já que o valor em milhas já é o melhor, dentre todas os programas de fidelidade do mercado, para voar entre o Japão e os Estados Unidos em Primeira Classe.

Como a parceria entre Livelo e LifeMiles está suspensa, também não há como tirar proveito da atual compra de pontos Livelo com 50%, assim como de eventual redução na taxa de conversão (de 1:1:5, quando da suspensão).

Entretanto, para quem não fez estoque no programa, antes da suspensão, a maneira de otimizar esse resgate é aproveitando as frequentes promoções de compras de pontos realizadas pelo programa.

  • Compra de pontos com desconto

As milhas LifeMiles são um ativo valioso, e o custo regular de compra é elevado para nós brasileiros, já que é precificado em dólar e nosso câmbio, apesar do recuo dos últimos dias, ainda está bem desfavorável.

O “preço de tabela” das milhas é de 3,3 cents de dólar, ou 330 dólares para cada bloco de 10 mil mihas.

Por esse valor, o resgate custaria desinteressantes US$2.087, o que é caro, apesar de muito mais barato que o bilhete pagante.

O que pode tornar o resgate atrativo, são as constantes promoções de compra de pontos que o LifeMiles promove, como essa que mostramos aqui no Passageiro de Primeira recentemente, em que foi oferecido bônus de até 200%.

Nessa promoção, o valor da milha saiu a 1,1 cents de dólar e o custo do bloco de 10 mil milhas, a 110 dólares.

Nesse patamar, o resgate fica muito interessante, pois vai custar apenas US$695 + taxa de embarque (módica taxa de US$57,97), o que é fantástico para um voo longo na Primeira Classe da ANA.

  • Diferença para a tarifa comercial

Quando comparamos o custo desse resgate award, ao valor da passagem pagante, podemos constatar quão vantajoso é esse Resgate de Primeira:

Portanto, o custo de cerca de US$695 (cerca de R$3.475 mil reais, numa conversão aproximada de 5 reais por dólar) da emissão award, é cerca de 6% do valor da passagem pagante, em que são cobrados indigestos R$60.369, o que é fenomenal.


Quais companhias posso voar?

  • Companhias da Star Alliance

Como a Avianca Internacional é associada à Star Alliance, em tese você poderia voar também com a Singapore Airlines, assim como com a Air China e Asiana.

A Singapore, infelizmente, não tem liberado vagas em Primeira Classe para programas parceiros, então esse é um resgate que somente é possível em teoria, já que, até onde sabemos, não há regra contratual expressa que limite a oferta.

A Air China, por seu turno, voa para os Estados Unidos em Primeira Classe, partindo de Pequim, mas esse não seria um resgate tão interessante, já que produto e serviço não se comparam à experiência de voar na Primeira Classe da ANA – All Nippon Airways.

Havia também, até o ano passado, em tese, a chance de voar na excelente Primeira Classe da Asiana, conectando em Seoul, embora fosse raríssimo encontrar vagas para parceiros. Veja a experiência de Fábio Vilela na Primeira Classe da Asiana entre Seoul e Los Angeles.

Infelizmente, desde o ano passado, a companhia deixou de vender bilhetes de Primeira Classe – ofertado exclusivamente nos seus seis A380), mesmo antes da pandemia do Coronavírus. O serviço de Primeira Classe foi extinto e a cabine passou a ser comercializada como Business Class. De todo modo, hoje esses aviões estão aterrados.

De toda sorte, a melhor opção é mesmo com a ANA – All Nippon Airways, ainda que a data mostrado não ser servida por aeronave com a excepcional nova cabine de Primeira Classe.

Apesar disso, a cabine antiga da ANA – All Nippon Airways é um hard-product de respeito, afora o excepcional serviço costumeiramente oferecido pela companhia nipônica, especialmente em sua Primeira Classe.

Lounges de Primeira Classe no Aeroporto Internacional de Narita

Como se mostram os dados da pesquisa, o voo do nosso resgate parte do Aeroporto Internacional de Narita (Tóquio). Lá, a ANA mantém os lounges de Primeira Classe First Classe Suite e First Class Lounge.

Os lounges oferecem um excepcional serviço de solo, com restaurantes à la carte, sleep area, estação de trabalho, bar, dentre outros.

Vale resssaltar, ainda, que ambos os lounges da Primeira Classe da ANA, no Aeroporto Internacional de Narita, estão abertos.

Além disso, até a data simulada no resgate em novembro, estimamos que todos os lounges já estejam devidamente abertos e operacionais, inclusive os que mostrados que estavam fechados en Haneda, no resgate da semana passada.


Fatores a considerar

  • Baixa disponibilidade para emissão com parceiros: como mencionamos na matéria, esse resgate se mostra viável apenas nas raras datas em que a ANA – All Nippon Airways disponibiliza vagas em Primeira Classe para parceiros, o que, infelizmente, é algo bastante raro. Além disso, como mostra o nosso exemplo, ainda mais raro a liberação de mais de uma vaga. Considere, então, esse fator, antes de investir nessa emissão;
  • First Class Lounge & First Class Suite Lounge no Aeroporto de Narita estão abertoa: embora haja alguns Lounges fechados no Aeroporto de Haneda, os Lounges da Primeira Classe da ANA no Aeroporto Internacional de Narita, estão abertos e funcionais;
  • Japão encontra-se fechado para turistas e Estados Unidos ainda não aceitam brasileiros sem quarentena: leve em conta que o Japão não apenas não está aceitando brasileiros, como também está fechado para viagens com finalidades turísticas. Além disso, brasileiros somente podem entrar nos Estados Unidos, presentemente, após quarentena mínima de 14 dias em outro país cuja entrada seja permitida lá. Considere esses fatores antes do resgate;
  • Possíveis problemas com o skiplagging: Reforçamos aqui que inexiste qualquer ilegalidade em abandonar o último trecho de voo. Não há nada que impeça o consumidor adquirir dois voos e optar em voar apenas um. Contudo, atente para possíveis inconvenientes que podem eventualmente surgir. Primeiramente, numa eventual reorganização de malha, você poderá ser reacomodado no voo direto que a ANA opera entre Tóquio de Honolulu. Além disso, em caso de atraso de bagagem, é bem possível que a companhia tente realizar a entrega no destino final do bilhete. Por fim, voltamos a alertar que, embora não tenha nada de errado no procedimento, o uso abusivo da medida pode colocar o cliente na “mira” da companhia aérea, já que isso é comercialmente desinteressante para a mesma, que prefere faturar mais.

Comentário

Esse é mais um bom exemplo das dezenas de boas oportunidades de emissões que temos a explorar no nosso microcosmos de milhas e pontos, como falamos no post inicial dessa série semanal.

Esteja certo que ainda teremos diversos encontros nas próximas sextas-feiras, pois remanescem muitas emissões interessantes a mostrar.

Como dito no início da série, optamos por abordar apenas uma boa emissão por semana, mas oferecendo todas as informações que você precisa saber para tirar proveito da oportunidade, inclusive todos os pros e contras que se aplicam a essa emissão.

Esse, sem dúvida, é um dos mais fantásticos resgates do nosso universo de milhas e pontos.

E você, já conseguiu aproveitar essa excelente emissão do programa LifeMiles?


Confira os Resgates de Primeira publicados!

Primeira fase

Segunda fase

Terceira fase

Hotéis com Desconto + Selos
Hotéis com Desconto + Selos
5% de desconto + selos no Rewards em estadias até 31 de março de 2022!
Hotéis com Desconto
Hotéis com Desconto
10% de desconto em estadias até 31 de janeiro de 2022!
Seguro Viagem com Desconto
Seguro Viagem com Desconto
Desconto especial no seu Seguro Viagem!
Compras com Desconto
Compras com Desconto
5% de desconto em itens vendidos e entregues pelo Magalu!
Clube de Milhas
Clube de Milhas
Receba 1.000 milhas por mês + 7.000 milhas bônus na hora!
Gerencie suas Milhas
Gerencie suas Milhas
6 meses grátis do AwardWallet Plus para novos usuários!
Ver todos os cupons

Baixe o app Passageiro de Primeira

google-play
app-store

10 anos! O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas VIP, hotéis, cartão de crédito e promoções.