fbpx

Emitindo uma Volta ao Mundo usando milhas do TAP Miles&Go – Leitor de Primeira

Leitor de Primeira Notícias

Por Dérek Arakaki

No quadro #LeitorDePrimeira de hoje vamos compartilhar a história da Marislova. Aproveitando as dicas do site ela emitiu uma passagem de Volta ao Mundo com a maioria dos trechos em classe executiva! O relato conta como ela gerou os pontos necessários e realizou essa emissão. Confira!


Relato de Primeira

Olá, pessoal do PP!

Gostaria de contar como eu consegui emitir em dezembro/2019, minha primeira Volta ao Mundo em classe executiva (na maioria dos trechos), pelo programa TAP Miles&Go, gastando o indicado no site que são 350.000 milhas.

Até ser leitora assídua do PP, eu perdia muitas milhas, porque eu nunca sabia qual era o melhor programa de fidelidade. Ainda sou assinante do Clube LATAM Pass, Smiles e Miles&Go e Livelo. Como tenho uma sobrinha morando na Austrália, fazia questão de ter pontos no LATAM Pass, já que era quase impossível emitir passagens para lá por outros programas e, agora também na própria LATAM pelo valor que está.

O PP sempre falava do Programa Amigo da Avianca, mas eu não concentrava meus pontos lá e sempre estava perdendo grandes oportunidades, até o programa ir por água abaixo. Foi aí que resolvi assinar o Clube Livelo (final de 2018, acho) e logo em seguida o do TAP Miles&Go.

Durante o ano de 2019, fazendo transferências Livelo com 120% de bônus para o programa da TAP e transferindo também pontos bonificados do programa Sempre Presente Itaú cheguei, finalmente, nas minhas 355.500 milhas (tudo com dicas e análises do PP). Queria passar o ano novo em Sydney começando a Volta ao Mundo pelo oeste. Conforme dica do PP, comecei a pesquisar por disponibilidade pelo site da United. Ligava para a TAP e eles diziam que não tinha vaga logo no primeiro voo para iniciar a viagem. Enquanto isso eu tentava a renovação do meu visto para a Austrália.

Vi que desse jeito não ia dar para fazer a viagem, já que a TAP não achava voo em executiva nem até março. Desisti, então, da viagem, até que resolvi usar outra dica do PP e me associei ao ExpertFlyer. Bingo! Montei uma rota e comecei a anotar o número dos voos que tinham disponibilidade em classe executiva, passando batida pela Europa (um dia em Roma) e que me levasse quase direto para a Tailândia, Singapura, Austrália, USA e Brasil.

  • Detalhes da viagem
    • Rio de Janeiro (GIG) – Lisboa (LIS) | TAP (Executiva)
    • Lisboa (LIS) – Roma (FCO) | TAP (Executiva)
    • Roma (FCO) – Bangkok (BKK) | Thai (Executiva)
    • Bangkok (BKK) – Singapura (SIN) | Thai (Executiva)
    • Singapura (SIN) – Perth (PER) | Singapore (Executiva)
    • Sydney (SYD) – San Francisco (SFO) | United (Econômica)
    • San Francisco (SFO) – Houston (IAH) | United (Econômica)
    • Houston (IAH) – Rio de Janeiro (GIG) | United (Executiva)

Não fiz o cálculo de quanto gastei em assinatura do Clube Livelo nem Clube TAP Miles&Go para chegar a atingir as 355.500 (5.500 milhas eu tinha esquecidas na TAP). Mas acredito que tenha sido perto dos R$ 4.970,23 que é equivalente ao preço apenas do meu primeiro trecho RIO/LIS/FCO.

Serão quase 60 dias passando por 5 continentes e voando 2 trechos de econômica, pois não havia como eu ficar mais tentando executiva pela United.

  • Comprovante de emissão da TAP

  • Taxas

Só tenho a agradecer a equipe do PP, por me ajudar a realizar o sonho da Volta ao Mundo.

OBRIGADA!!!!!

Marislova


Comentário

Parabéns Marislova! Nós que agradecemos por você compartilhar seu relato conosco!

Como já comentamos em outros relatos de Volta ao Mundo, essa emissão é muito desafiadora e exige paciência e flexibilidade para acontecer. Apesar disso, ao receber o comprovante e analisar todos os custos envolvidos, sem dúvidas todo esse trabalho é recompensado.

Em relação ao gasto com essa emissão, como a Marislova comentou, fica difícil mensurar, já que ela assina os Clubes há muito tempo (inclusive deve pagar preços inferiores aos atuais), além de utilizar pontos gerados de forma gratuita pelo cartão.

De qualquer forma, esse tipo de emissão “do zero” (nas promoções atuais), tem um custo aproximado de R$5.900 + taxas de embarque, conforme divulgamos em posts como esse aqui no site.

Vou considerar esse custo mais as taxas da emissão da Marislova para chegar ao valor final (estimado):

  • Custo para gerar as milhas: R$5.900,00
  • Taxas da emissão: R$1.302,24* (EUR 271,30)
  • TOTAL: R$7.202,24

*Euro = R$4,80

Ainda que dois trechos dessa viagem sejam em econômica, a Marislova vai voar na executiva de quatro companhias diferentes (TAP, Thai, Singapore e United)!

Aproveite muito sua Volta ao Mundo e a visita a sua sobrinha na Austrália!


☞ confira relatos já publicados:

Se você quer ter sua história aqui, siga as instruções deste post.

Newsletter

O maior portal de Programas de Fidelidade do Brasil.
Tudo sobre milhas e pontos, avaliação de voos, salas vip, hotéis, cartão de crédito e promoções.